Santa Cruz de Minas

Estrada Real sentido Tiradentes.

Estrada Real sentido Tiradentes.

Santa Cruz de Minas

Santa Cruz de Minas, espremida entre as irmãs mais famosas, São João del Rei e Tiradentes.

Santa Cruz de Minas, espremida entre as irmãs mais famosas, São João del Rei e Tiradentes.

Visitando esta cidadezinha, descobri duas coisas: Ela não é São João del Rei, apesar de parecer que é; E também é o menor município brasileiro em área total. São apenas 2,8 quilômetros quadrados. A população não chega a dez mil pessoas e o forte da cidade são os artesãos de móveis e pequenas peças decorativas. Está escondidinha entre Tiradentes, bem mais famosa e São João del Rei, da qual parece ser apenas um bairro periférico.

Apesar de tão próxima a São João del Rei, a cidade já foi parte de Tiradentes, e hoje é famosa além dos fabricantes de móveis e artesanato rico, pela Cachoeira do Bom Despacho, na Serra de São José.

Cachoeira do Bom Despacho, na Estrada Real. Em 2010, com chuva e toda a exuberância.

Cachoeira do Bom Despacho, na Estrada Real. Em 2010, com chuva e toda a exuberância.

Outro ponto importante é o Marco Zero da Estrada Real, ao lado da Cachoeira, seguindo pelo caminho de tijolos da famosa Estrada Real, que neste trecho liga as duas irmãs maiores, São João del Rei e Tiradentes.

A mesma rocha em 2014, mas a vegetação mais rala e a seca impiedosa que bebeu toda a água.

A mesma rocha em 2014, mas a vegetação mais rala e a seca impiedosa que bebeu toda a água.

O Marco Zero indica que por ali passavam as caravanas que levaram ouro e pedras preciosas pelos caminhos de Minas Gerais a Paraty e de lá para Portugal.

Da primeira vez que passei pela cidade, não percebi que se tratava de um município emancipado. Apenas desta vez, caminhando com a Karina pela Estrada Real é que pude notar melhor as placas e falar com um ou outro morador para entender melhor como funciona a divisão das cidades.

Grama verde, céu azul, mata densa e água em 2010.

Grama verde, céu azul, mata densa e água em 2010.

Acontece que da primeira vez, vi o Marco Zero coberto de grama verde e vistosa, vi uma linda cachoeira que descia pela pedra que forma a Serra de São José, vi a beleza da Estrada Real e senti além do calor, a brisa que soprava em dezembro.

E o mesmo local em 2014, seco e quase sem vegetação.

E o mesmo local em 2014, seco e quase sem vegetação.

Desta vez, fomos e outubro e o que vimos foi desolação pela seca, a grana se tornou terra fofa e poeira, o vento, quando havia, fazia mover nuvens coloridas de pó em nossas roupas e olhos. E a cachoeira, tão espumante e vigorosa secou completamente, não restando mais que poças no leito do córrego, escavado na pedra da Serra.

Uma grande tristeza.

E a natureza, que mesmo castigada, insiste em mostrar sua beleza.

E a natureza, que mesmo castigada, insiste em mostrar sua beleza.

Basta comparar as fotos para ter uma ideia da desolação que vimos.

Santa Cruz de Minas faz parte da bacia do Rio Grande, recebendo águas de Rio das Mortes. Mas pudemos ver em outras ocasiões que o Rio Grande estava baixo em toda sua extensão. Destino cruel compartilhado pelo Rio das Mortes. E ainda mais cruel foi relembrar a Cachoeira e ver o que restou. Duas ou três poças de água parada e esverdeada presa no leito de pedra.

A seca que atacou a região sudeste foi tão cruel que secou a nascente do Rio São Francisco, diminuiu o Rio das Mortes, o Rio Grande e secou a Cachoeira do Bom Despacho. E como se não bastasse, comentei no post sobre Tiradentes que secou inclusive a nascente que abastece o chafariz de tropeiros do século XVIII, no centro histórico da cidade.

Terra rica que não se entrega. Vida que insiste em permanecer.

Terra rica que não se entrega. Vida que insiste em permanecer.

Na maioria das vezes, passamos de ônibus pela cidade, então, pouco pudemos ver, mas se você pegar um ônibus que vá pela Estrada Real, poderá descer no ponto de ônibus que tem em frente à Cachoeira, e se o clima for mais generoso em sua visita, ver o véu de noiva descer pela encosta da pedra, formar rio e piscinas naturais e ver a mata verde ao redor do Marco Zero.

O Marco Zero da Estrada Real e ao fundo a Cachoeira do Bom Despacho em imagem de 2010.

O Marco Zero da Estrada Real e ao fundo a Cachoeira do Bom Despacho em imagem de 2010.

E para encerrar, uma anedota de viagem:

Karina e eu tínhamos chegado fazia pouco e olhávamos a região, a seca e as flores lindas que insistiam em crescer mesmo que sem uma gota de chuva há dias e o calor abrasivo que reinava na região quando um grupo chegou de carro:

– Moço, onde é a Cachoeira?  – Gritou um dos passageiros.

– Você está vendo o que sobrou dela. – Respondi eu, com ares de tristeza e algum riso.

– Mas onde está?

– Secou!

– Ah não! A gente veio lá de Barbacena pra mergulhar na Cachoeira!

Lamento sentido dos rapazes do carro. Karina e eu viramos de costas para poder rir sem ofender. A cena poderia ser trágica, mas ainda houve tempo para comédia. O chororô do rapaz dentro do carro, a distância percorrida, a cena toda e um mineiro perguntando a um paulista sobre algo da região. O sotaque dito com lânguido sentimento e o seco da tarde.

Para os religiosos, a trilha da Estrada Real pode ser uma experiência de religiosidade. E para quem não tem religião, a vista pode te fazer pensar de novo que se há ou não algo de divino nesta região.

Para os religiosos, a trilha da Estrada Real pode ser uma experiência de religiosidade. E para quem não tem religião, a vista pode te fazer pensar de novo que se há ou não algo de divino nesta região.

Vamos ver se neste verão chove mais e a região volta a ter suas cachoeiras e rios.


Dicas de Viagem:

•  Vá de ônibus. O valor da passagem é o mesmo da maioria das tarifas municipais e os motoristas saberão onde você quer ir. Não tem erro.

  • Em São João del Rei você pode embarcar no ponto ao lado da Rodoviária ou no Centro Histórico. Em Tiradentes, o ônibus que passa pela Estrada Real passa por toda a cidade. Pergunte.
  • Quer comprar artesanato e móveis rústico e coloniais? Em Santa Cruz de Minas é mais barato. Pesquise e pechinche.
  • Há pousadas na cidade. Se tiver compromisso em uma das cidades mais famosas, aqui você encontra vagas, consegue um precinho mais camarada e ainda estará perto de tudo.
  • Para saber um pouco mais sobre a cidade, aqui está o portal da prefeitura – http://www.santacruzdeminas.mg.gov.br/?pid=3568

Estrada Real ao Pôr-do-Sol, sentido Santa Cruz de Minas.

Estrada Real ao Pôr-do-Sol, sentido Santa Cruz de Minas.

Boa viagem!!

Anúncios