Basileia: uma cidade, três países

Com tanto atraso quanto do meu voo de Barcelona para Basel, começo a escrever sobre a Suíça.

mapa basel

Mais um trecho da viagem!

Meu destino era uma cidade muito singular pela sua localização, tão singular que é chamada por vários nomes: Basel em alemão, Bâle em francês, Basilea em italiano e Basileia em português e espanhol.

Ponte do Rio Reno

Uma das pontes do Rio Reno

Minha escolha não foi ao acaso, fui pela primeira vez visitar uma prima que já mora lá há mais de 10 anos.

O primeiro aviso que ela me deu foi para sair pelo lado da Suíça. Pois é, o aeroporto  EuroAirport Basel-Mulhouse-Freiburg tem duas saídas de alfândega, uma para a Suíça e outra para França e Alemanha.  Segui a bandeirinha da Suíça, esperando confirmar com algum guarda no caminho… não tinha ninguém!

Marco dos três países

Marco dos três países

Como não fiz o dever de casa antes, só depois fui entender o nome gigante do aeroporto. Ele atende as cidades de Basel na Suíça, de Mulhouse na França e de Freiburg na Alemanha.

Basel (eu gosto mais do nome alemão, e é como eles chamam por lá, já que a língua falada daquele lado da Suíça é o suiço-alemão) é uma das maiores cidades da Suíça e é uma cidade cosmopolita. Além de fazer fronteira com dois países, ela hospeda sedes de grandes multinacionais farmacêuticas onde trabalham pessoas provenientes de todos os cantos do mundo.

Centro do Basel.e

Centro do Basel. O trem é o principal transporte

No entanto, o ritmo lá é muito diferente do daqui. Uma cidade grande, com infraestrutura digna de ser chamada de primeiro mundo e clima de cidade pequena.

casas típicas

Casinhas (ou casonas) típicas

Minhas impressões

No dia que cheguei, deixei as coisas e fui beber. Era dia de jogo da copa do mundo, e minha primeira impressão foi de uma gente muito animada comemorando a vitória da Alemanha. Cidade cheia, bares cheios, temperatura agradável, dia que dura até nove da noite!!

Bar

Galera no bar no dia da copa. Tinha promoção de cerveja nos gols da Suíça!

Devo confessar que voltei de lá muito mais critica com o Brasil. Ver que tudo o que a gente sonha é possível, gera algumas frustrações. Coisas simples como saber o horário que o ônibus vai passar no ponto, fazer coleta seletiva do lixo (com multa para quem mistura o lixo), ter horta comunitária, não ter roletas e nem bilheterias – as passagens não são baratinhas, mas tudo funciona direito – não ver gente morando nas ruas.

Horta comunitária

Horta comunitária. As pessoas plantam, as pessoas colhem (todos os equipamentos necessários estão disponíveis) e é só colocar no baldinho o dinheiro correspondente a quanto você pegou.

Vou mudar de assunto para não deprimir.

Pra quem não sabe, a moeda da Suíça é o franco-suíço. Ela tem mais ou menos o mesmo valor do dólar americano. Bom, eu fui pra Europa com uns eurinhos e minha dúvida eraé se eu precisaria trocar por franco. Até precisa, mas tem um jeito muito fácil: comprar em alguma loja!!

Muitas lojas

Mais do centro da cidade. Muitas lojas!!

A maior parte das lojas aceita euro, faz a conversão e te dá o troco em francos. Super simples e honesto.

Sempre que a gente viaja pra fora do Brasil, tem coisas que valem a pena e tem coisas que não valem a pena comprar. E principalmente, tem coisas que não valem nem a pena pensar em converter para o real.

Chocolates, alguns eletrônicos, roupas, perfumes e cosméticos valem (especialmente os chocolates)! Comida em geral, passeios turísticos e souvenires são caros.

 

A cidade

Basel é uma cidade gracinha com museus, lojas, zoológico e o rio Reno. Eu fui no museu de bonecos. São uns 4 andares com bonecos de todos os tipos distribuídos por temas. Muito fofo!

Spielzeug Welten museum

Museu de bonecos e ursos

Outro ponto turístico é a prefeitura. Um prédio vermelho com belíssimos detalhes arquitetônicos. No interior do prédio tem mais coisas para ver.  Ele fica em um praça onde tem uma feirinha de comida. Barraquinhas de queijos e das famosas salsichas alemãs servidas com pão e mostarda! Uma delícia!

Basel Rathaus

Prédio da Prefeitura. A visitação da parte interna é gratuita.

 

Detalhes

Um dos muitos detalhes do pátio interior

O rio Reno é uma atração à parte. Além de ter uma vista linda, no verão as pessoas nadam nele. Mas também dá pra fazer passeio de barquinho – como eu fiz!

Margens do Reno.

Margens do Reno. Os pontinhos coloridos da primeira imagem são as pessoas nadando.

 

Navegando no Reno

Eu estava no barquinho!

Arredores

Alemanha e França estão pertinho de Basel, coisa de 30 minutos de carro, mas esses vão ficar para outro post. Hoje vou falar de atrações do lado suíço.

Augusta Raurica

Um gigante sítio arqueológico, muito bem conservado, que era um teatro romano. Tem também um museu e uma recriação de uma casa romana onde os visitantes podem se sentir como típicos romanos antigos.

Arquibancada do teatro

Arquibancada do teatro romano

Quando chegamos lá, parecia que iria ter um evento. Muitos grupos de jovens chegando, parecendo equipes. Em uma grande tenda, alguns grupos vestidos a caráter, davam a impressão que o evento era algum tipo de encenação de lutas romanas. Achei apropriado!

Palco do teatro

Palco do teatro romano

 

Vista da saída

Vista da saída

Abadia de Santa Maria (Mariastein)

Eu não sou super fã de igrejas, mas essa é diferente. É uma pequena capela que foi construída dentro de uma gruta por causa de uma lenda do século 14 de um menino que caiu 50 metros vale abaixo naquela região e foi salvo pela virgem Maria.

Frente da igreja principal

Frente da igreja principal

Perto do estacionamento da igreja tem uma loja de souvenires bem grande. A maior parte são artigos religiosos, mas também tem outras coisas como brinquedinhos infantis.

A entrada para a capela de pedra fica do lado da entrada da igreja principal. São alguns muitos lances de escada com paredes cobertas de ex-votos (plaquinhas de graças alcançadas) em várias línguas diferentes.

Ex-votos

Algumas das paredes cobertas de ex-votos

 

Altar da capela na gruta

Altar da capela na gruta

Nas próximas postagens, a viagem pela Suíça continua!

panorama vom wasserturm bruderholz

Farol com vista panorâmica em um parque no bairro de Bruderholdz. Durante o ano esse parque recebe alguns festivais!

 


Dicas de Viagem:

Infelizmente todos os sites oficiais são em inglês, alemão ou francês (um ou outro tem outras línguas, mas nenhuma é português).


 

Anúncios