“…Largou uma carreira e foi viajar”

Imagino que todos já ouviram uma história desse tipo. E elas são cada vez mais comuns. Pessoas deixando uma carreira estável, conforto, bons salários, para seguir um sonho,  sua verdadeira vocação ou algum outro motivo inspirador. E amamos ouvir isso!

livre como um passaro

Todos querem ser livres.

Por um lado, fico feliz que as pessoas estão fazendo o que querem e que notam que a felicidade está em acumular amigos e bons momentos ao invés de acumular itens materiais, que costumam ser caros, mas nem sempre são bens.

A vontade que muitos de nós sempre tivemos, eles estão realizando. E acho que é isso que nos chama tanto a atenção. Nós todos queremos tanto isso. Por que apenas alguns fazem?

Essa coisa de viajar é invenção moderna. Em tempos antigos, as pessoas viajavam porque eram obrigadas. Era um êxodo, uma migração, uma fuga de algum desarranjo da natureza. Meus avós eram migrantes, viajaram por necessidade. A seca afetou um lado da família, vinda do nordeste, enquanto a pobreza extrema e guerras fizeram o outro tanto do meu sangue fugir da Itália. Isso foi até o tempo dos meus avós. Na época deles, isso de viajar era coisa incomum. Só se viajava por obrigação. Meus pais se aposentaram. E agora é que estão viajando mais. Viajar já foi considerado como coisa de pequeno-burguês. Mas as coisas mudam e hoje as pessoas querem viajar. É bom e enriquecedor, é divertido. É estar vivo e bem.

viaduto liberdade

E esse povo todo que não sabe viajar!

Gosto de viajar. Tanto que lembro de uma longa viagem que fizemos, Karina e eu. Passamos em vários lugares, visitamos as cidades históricas de Minas Gerais, Ouro Preto, Congonhas, Belo Horizonte, passamos por Vitória, no Espírito Santo. Em todas essas cidades, ficamos em quartos pequenos, sem luxo, sem muito mais que banheiro com chuveiro, cama e uma janela. Foi bem divertido. Vimos coisas legais, outras engraçadas, aprendemos um pouco, temos histórias para contar. Desacostumamos a estar sempre no mesmo lugar e me lembro de que quando voltei para casa, senti uma espécie de choque estranho ao ver tanto espaço, tantos cômodos, um banheiro tão grande em comparação a todos em que estive nos dias anteriores.

Claro que tive de voltar ao trabalho. E gosto do meu trabalho. Tenho responsabilidades, mas há algo de bom nisso. Crescer é ter que encarar responsabilidades. É mostrar aos pais que você sabe se virar sozinho. É muito trabalho, mas é isso que chamamos vida adulta. E essa vida não será apenas de diversão e fazer apenas o que queremos nem será a Terra do Nunca, onde jamais precisaremos obedecer aos pais novamente. Essa vida também tem obrigações.

predio espelho

Trabalhar é bom. Gosto do meu trabalho.

Se você acompanha este blog é porque também gosta de viajar. Nós gostamos. Mas largar tudo para viajar parece que é a nova obrigação das pessoas. Ser bem sucedidas para então sair pelo mundo. Viajar é ser bem sucedido? Só o que você quer da vida é viajar? Não quer ter obrigações? Quer ‘ser livre com um pássaro’? Mas você não tem contas para pagar? Você realmente acredita nisso ou estão querendo fazer você acreditar?

Tem uma coisa que me deixa desconfiado. O sujeito diz que quer ser livre como um pássaro. Mas o único pássaro que conheço que tem um teto é o João-de-Barro e a casinha dele não tem nem banheiro dentro. Veja que não estou falando de nenhum luxo. Pássaro come minhoca e pedras para ajudar na digestão. Não deve ser muito diferente da maioria dos fast-foods. Tomar chuva? Isso é coisa da natureza. É normal. Você se adapta. Vá ser livre, passarinho!

Mas será que isso de largar a carreira e viajar pelo mundo dá certo para todo mundo? Será que é a solução para todos os problemas? Afinal, você quer viajar ou fugir da vida que está levando?

Olha que pode sair bem mais fácil e barato fazer pequenas mudanças na sua vida do que simplesmente largar. Vamos ver se daria certo para você.

ceu lua nuvem

Você quer viajar ou quer apenas fugir?

Para viajar sem medo e sem culpa, o ideal é fazer aos poucos, como se fosse um treino, com exercícios. Começando por pequenas viagens.

Faça este teste com você mesmo e veja como você se sai:

  1.  – Você sabe planejar a sua viagem sem esquecer de nada importante?
  2.  – Você sabe viajar sem depois ficar meses pagando as contas e despesas da viagem?
  3.  – Você viaja para lugares bem exóticos ou vai apenas nos lugares da moda?
  4.  – Você gosta de viajar para conhecer terras e pessoas novas ou gosta mesmo é da diversão de estar num lugar famoso, chique e badalado?
  5.  – Você continua pensando no trabalho e nas coisas que tem que fazer?
  6.  – Depois de um tempo, fica ansioso e não vê a hora de voltar?
  7.  – As pessoas convidam você para viajar e você pergunta se vai ter ar-condicionado no hotel?
  8.  – Estranha a comida e reclama do tempero?
  9.  – Viaja para um sítio para curtir a natureza mas está sempre olhando para ver se não tem algum bicho debaixo da cama?
  10.  – Fica o tempo todo sentindo um cheiro estranho?

Se suas respostas para essas perguntas foram na maioria ‘sim’, aconselho você a não largar o trabalho ainda.

metro se

Trabalhando demais? Uma folga vai muito bem.

Tem muita gente largando tudo para viajar. Ano sabático, viajar pra sempre, mudar de vida, o que seja. Mas elas guardaram algum dinheiro antes. Fizeram um bom planejamento, escolheram comer em lugares pouco conhecidos, comer o trivial e mais barato, optaram por economizar com o hotel e ficam em quartos coletivos. Passam apertos e perrengues.

Você está disposto a fazer o mesmo? Lembre-se de que você vai precisar guardar um bom dinheiro e ver cada centavo indo embora só com os gastos do dia a dia, que nem são tantos assim, afinal, você está economizando. Só que o dinheiro vai acabar de um jeito ou de outro.

É bem motivador saber que as pessoas estão procurando um mundo melhor, mais vida e consumo mais consciente. Mas isso não é só diversão. É uma forma de encarar a vida com muito mais responsabilidade e menos luxo. Quando isso acontecer, teremos um mundo bem melhor para vivermos, mas enquanto o mundo não muda, nós é que mudamos um pouquinho por vez, viajando, conhecendo pessoas, sentindo as alegrias e dificuldades que outros sentem e que nós nem imaginávamos.

Crescer é um bom motivo para viajar.

nascer-do-sol-botafogo

Viaje sem medo e sem culpa. E volte bem para contar sua história para nós!     

Anúncios