Mulheres na arte e na realidade

Duas exposições, uma no Rio de Janerio e a outra em São Paulo, mostram a arte das mulheres brasileiras do século XIX à atualidade, e seu papel na transformação da sociedade. Nós fomos nas duas, e vamos contar paras vocês!

A Pinacoteca de São Paulo apresenta uma exposição sobre as pioneiras da artes no Brasil, que reúne obras de 1880 até um pouco antes da explosão do modernismo (1930). A intenção é mostrar como as mulheres foram entrando em um mundo que a principio era exclusivo dos homens, e onde eram sempre consideradas amadoras.

Sobre a exposição da Pinacoteca de São Paulo

Sobre a exposição da Pinacoteca de São Paulo

Auto retrato  de Beatriz Pompeu de Camargo

Auto retrato de Beatriz Pompeu de Camargo

Nomes femininos famosos como Tarsila do Amaral e Anita Malfatti, fazem parta da exposição, com algumas obras de estilos muito diferentes daqueles que as fizeram conhecidas. E obras do início de carreira, imitando artistas famosos e pintando nus (ou semi-nus, já que no começo os homens posavam para as mulheres de cueca).

Então, fiquei na frente da leganda e a gente não se lembra o título desse quadro da Anita Malfatti.

Então, fiquei na frente da leganda e a gente não se lembra o título desse quadro da Anita Malfatti.

Um Anita Malfatti clássico ("Mulher de cabelos verdes"), em contraste com um Anita de início de carreira.

Um Anita Malfatti clássico (“Mulher de cabelos verdes”), em contraste com um Anita de início de carreira.

Infelizmente a exposição da Pinacoteca de São Paulo é bem pequena. Deixou na gente um pouco de desapontamento e um gosto de quero mais. Felizmente, uma semana depois fomos visitar a exposição das mulheres modernistas no MAR – Museu de Arte do Rio, no Rio de Janeiro.

Exposição do MAR

Exposição do MAR

Apesar de ser entitulada, “Tarsila e as mulheres modernas no Rio”, não é uma exposição sobre modernismo e nem apenas sobre pintura e escultura, como a da Pinacoteca. Proporcionando uma viagem que começa no século XIX, passeia por vários estilos diferentes de artes e apresenta mulheres brasileiras que foram expoentes e pioneiras.

Tia Ciata, mulher, negra, mãe de santo e do samba carioca!

Tia Ciata, mulher, negra, mãe de santo e do samba carioca!

Artes, política, sexualidade, são assuntos abordados para mostrar o importante papel das mulheres nas transformações sociais que ocorreram nos últimos 100 – e uns poucos anos, desde que as mulheres decidiram sair de casa e conquistar seu mundo. A exposição não se esquece nem de apontar a diferença dos papéis e da marginalização das mulheres negras em relação às mulheres brancas.

Maria Amélia Costa, e foi "de uma janela de nossa casa" que a mulheres pintoras foram para as ruas.

Maria Amélia Costa, e foi “de uma janela de nossa casa” que a mulheres pintoras foram para as ruas.

Apenas no começo da exposição há pinturas de homens, retratando as mulheres no século XIX. Depois, são apenas as mulheres como protagonistas, e sem comparações ou à sombra de homens. E lógico, vai muito além do “universo feminino”, é muito menos uma discussão sobre o que é ser mulher ou sobre questões que aflingem só as mulheres. A exposição é uma tentativa de começar a preencher a lacuna sobre a participação ativa das mulheres brasileiras nas artes, na ciência, na política e na sociedade.

Obra de Rosângela Rennó, da série "Corpo da alma".

Obra de Rosângela Rennó, da série “Corpo da alma”.

Ps.: Em nenhuma das duas exposições podia tirar foto. Na da Pinacoteca de São Paulo, só as que eram do acervo. Nas do MAR, tiramos foto do panfleto. =/

Pra fechar, "os anjos" de Tarsila!

Pra fechar, “os anjos” de Tarsila!


Dicas de Viagem:

Pinacoteca de São Paulo

O ingresso é 6,00 a inteira, mas dá direito também à Estação Pinacoteca e ao Memorial da Resistencia que ficam num prédio a algumas quadras. Sábado é de graça.

http://www.pinacoteca.org.br/pinacoteca-pt/

 

Museu de Arte do Rio (MAR)

O ingresso é 8,00 a inteira. Terça é de graça. O MAR tem algumas outras gratuidades, todas descritas no site.

http://www.museudeartedorio.org.br/pt-br

Anúncios