Paranaguá

Paranaguá – A cidade mais antiga do Paraná e também o mais importante porto de todo o estado. É a principal cidade do litoral paranaense. Quem visita Paranaguá se encanta com tantas atrações e com o lindíssimo centro histórico. Venha conhecer mais dessa cidade tão linda!

mapa_turistico de Paranaguá

Mapa turístico de Paranaguá. As distâncias são maiores do que parecem.

Saindo de Curitiba, nosso primeiro destino foi a cidade litorânea de Paranaguá. Que chama a atenção muito rapidamente por suas esculturas e prédios grandes logo ao lado da rodoviária da cidade.

E há mesmo muito o que ver em Paranaguá. Descobrimos tantas coisas em nossa visita que ainda lamento que ficamos apenas um dia. Há tanto para conhecer que deveríamos ter ficado bem mais que isso. Então, se você pretende visitar Paranaguá, fique uma semana, ou ao menos um feriado prolongado, porque há muitas atrações para se encantar e que darão várias histórias para contar.

aquario-Paranagua

Aquário de Paranaguá visto pela Rua da Praia.

Conhecendo Paranaguá

Quando a Karina programou uma visita a Paranaguá em nosso roteiro de viagens, eu apenas sabia que a cidade era portuária. Imaginei uma paisagem mais industrial, navios grandes, armazéns, carga e descarga de produtos variados. Não tinha a menor ideia do que iria encontrar. E aqui fica uma crítica à nossa ignorância coletiva. O não saber, não conhecer, faz nosso horizonte pequeno. Por sorte, consegui superar um pouco dessa falta de visão e aceitei sem objeções a ida até Paranaguá. Fosse eu um pouco mais fechado, ainda acharia que sabia tudo sobre a cidade e jamais teria conhecido o que vi. E gostado tanto. Então, para rebater a crítica, fica o conselho: Se você não sabe nada do lugar, e mesmo que não seja um local famoso, da moda, vá assim mesmo. Você corre o risco de gostar muito e querer voltar.

Karina-discutindo-com-o-mapa-de-Paranagua

E aqui temos a Karina tentando se entender com o mapa turístico de Paranaguá.

A chegada a Paranaguá

O caminho tinha sua beleza particular. O Paraná é mesmo um tesouro para os olhos acostumados ao concreto cinzento de São Paulo. Ver as serras, a estrada, campos abertos e as lindas casinhas no estilo sulista, cuidadosamente feitas de madeira, as tábuas bem colocadas na vertical, lado a lado. Apenas estas visões já me fizeram muito bem. E aqui está um excelente motivo para viajar. O caminho merece ser visto.

Chegamos a Paranaguá bem cedo. Perto das nove da manhã. E pudemos ver logo ao lado da rodoviária o Complexo Esportivo Educacional Fernando Charbub Farah, também conhecido como “O Gigante do Itiberê“, nome dado porque o estádio fica às margens do rio Itiberê, que banha a cidade e separa Paranaguá da Ilha dos Valadares.

Fernando-Charbub-Farah

Complexo Esportivo Educacional Fernando Charbub Farah.

O estádio de Paranaguá pode ser visitado, tem suas arquibancadas abertas para o visitante, assim como academia, dependências, gramado. E do lado de fora, pudemos ver muita arte e movimento. A começar por este escorregador em forma de caranguejo:

escorregador-caranguejo-Paranagua

Sim, acreditem, é um escorregador estiloso que até hoje eu só vi em Paranaguá.

Outra coisa que descobri na visita é que o Rio Branco é o time de Paranaguá e pesquisando, soube que está fazendo peneira de atletas para a compor elenco para 2016. Algum craque lendo A Bússola Quebrada?

leao rio branco

O Leão, mascote do Rio Branco.

E ao lado da estação rodoviária ainda há mais prédios grandes que se destacam num espaço que à primeira olhada, parece vazio.

A Câmara Municipal de Paranaguá, também conhecida como Palácio Carijó não tem outros prédios ao redor. E o Mercado Municipal de Paranaguá é imenso! Claro que o prédio que mostramos aqui é o Mercado Novo. O Velho Mercado está no Centro Histórico de Paranaguá e nós já vamos lá ver.

camara-municipal-Paranagua

Câmara Municipal de Paranaguá – Palácio Carijó.

E saindo da rodoviária, vimos que o dia era de festa. Uma feira de artes começava a ser montada quando chegamos. Pudemos ver barracas de doces, salgados, especialidades e também muito artesanato. E claro, um monumento na praça, que lembra a grande presença da comunidade árabe no sul do Brasil. Quem acompanha A Bússola Quebrada deve lembrar de um monumento assim em Curitiba.

praca-povos-arabes-Paranagua

Praça dos Povos Árabes.

Fui descobrir depois que o nome desta praça é justamente Praça dos Povos Árabes.

A área ao redor da rodoviária está passando por um processo de renovação. Tanto que vimos calçadas sendo trabalhadas, um pouco de terra remexida, muitos canteiros, mas garanto que nada que possa incomodar. Isso tudo é melhoramento para Paranaguá e adoraria que todas as cidades brasileiras seguissem este bom exemplo.

ponte-ilha-valadares Paranagua

Caminhando para conhecer Paranaguá.

Ainda mal começamos a andar e a poucos passos da rodoviária e de tudo que vimos até agora, já está a ponte para a Ilha dos Valadares, atravessando o rio Itiberê.

Ponte para a Ilha dos Valadares

Na ocasião, a polícia de Paranaguá e o pessoal do DETRAN faziam uma operação conjunta para que os cidadãos cruzassem a ponte sobre o rio Itiberê desmontados de suas bicicletas, motos, lambretas e similares.

Acontece que esta ponte próxima do centro da cidade atende pedestres, ciclistas e motos. E claro que todo mundo tem preguiça de andar, ainda mais empurrando um veículo. Mas a prática evita acidentes e o pessoal da Educação para o Trânsito estava lá para fazer uma campanha afirmativa, sem multar, mas para chamar a atenção e instruir os passantes sobre rodas. Descer do veículo, empurrar e voltar a subir no veículo apenas ao término da travessia.

travessia-ponte-valadares-Paranagua

Campanha da Educação para o Trânsito – Desça do veículo para atravessar a ponte.

Como haviam palhaços na campanha, resolvi fotografar. Motivo pelo qual fui gentilmente intimado a fotografar os policiais envolvidos, a campanha, a faixa, os palhaços e alguns passantes desmontados e enviar as fotos para a página do DETRAN de Paranaguá.

Fabiano Gozzo Paranagua

Todos felizes, promessa cumprida e fotos enviadas. Quem sou eu para negar algo a carinhas tão lindas?

E claro, a Karina e eu tínhamos que decidir para qual lado iríamos a seguir. Se atravessar a ponte e seguir para a Ilha dos Valadares ou pegar a esquerda para a Igreja Matriz, o Centro Histórico, o Aquário e as barracas que vimos em outra praça, mais à frente.

Aquário de Paranaguá

Após a ponte, seguimos para a esquerda, indo no caminho do Centro Histórico, vimos o Aquário de Paranaguá. Estava cedo, o Aquário ainda não estava aberto. E acabamos não visitando a atração desta vez. Havia muito ainda para ver em Paranaguá.

entrada-aquario-Paranagua

Entrada do Aquário de Paranaguá.

Daqui o visitante vai ter que decidir seu próximo destino. Pode virar para à direita e ir para o Centro Histórico de Paranaguá, ou pode virar à esquerda e seguir para a Igreja Matriz.

Resolvemos seguir para a direita e fomos em direção a árvores, palcos, barracas e brinquedos de parque de diversão, e muitos sobradinhos coloridas que se enfileiravam à margem do rio Itiberê.

paranagua-centro-historico

A vista do Centro Histórico é cativante.

Praça de Eventos 29 de Julho

Pouco antes de chegar ao Centro Histórico de Paranaguá, passamos pela Praça de Eventos 29 de Julho. A data é um pouco evidente. Trata-se do aniversário de fundação da cidade de Paranaguá, que estava comemorando seus 367 anos quando passamos por lá. Fundada no século 17, Paranaguá se orgulha de ser, segundo vi escrito em uma visita a um dos museus da cidade, “O Berço da Cultura do Paraná“. Muito humilde.

praca-29-de-julho-Paranagua

Palco Tutóia – Comemorações dos 367 anos de Paranaguá.

Acontece que uma data tão importante deve ser muito bem comemorada. E o povo de Paranaguá preparou bem o Palco Tutóia, encheu de luzes, trouxe o circo, colocou brinquedos de parques de diversão, acrescentou show, barracas de comidas, muita música e convidados. Pena que não pudemos ficar para dar os parabéns. Saímos antes de cortar o bolo. Quem sabe ano que vem?

parque-de-diversao-Paranagua

Entre as atrações dos 367 anos de Paranaguá, um parque de diversões na cidade.

Ainda vimos muito mais coisas em Paranaguá. Semana que vem teremos outro post sobre a cidade e falaremos do Centro Velho e de algumas surpresas que tivemos pelo caminho. Continue viajando com a gente!!


Dicas de Viagem:

 

Anúncios