10 Maravilhas de Lazer e Cultura no Centro de São Paulo

A magnífica Estação da Luz, o Memorial da Resistência, a Pinacoteca de São Paulo, o Parque da Luz, a Sala São Paulo, o Museu da Língua Portuguesa, a Estação Júlio Prestes, o Museu de Arte Sacra e a Estação Pinacoteca. Você vai precisar de bem mais que um dia para visitar todos estes lugares.

estacao-da-luz-vista-traseira

Estação da Luz vista do Museu da Resistência

Alguns lugares em São Paulo são mesmo privilegiados. Luz é o nome de uma das Estação do Metrô da cidade de São Paulo. Recebe diariamente alguns milhares de passageiros. Também é estação de trem, nome de bairro, tem um parque e coleciona museus, uma sala de concertos e um conjunto arquitetônico fabuloso no coração da cidade de São Paulo.

over-my-dead-body-estacao-pinacoteca

Over My Dead Body – Exposição feita em 2014 na Estação Pinacoteca.

1 – O Bairro da Luz

Localizado no começo da Zona Norte, o Bairro da Luz é um subdistrito do Bom Retiro. Bairro famoso pelas oportunidades de compras populares, região de imigrantes de várias nações e repleto de lojas de vestuário e acessórios.

A região de pântano era conhecida como Campo de Guaré, devido às inundações que sofria com as cheias dos rios Tietê e Tamanduateí. O nascimento da região é atribuído exatamente ao ano de 1600, e o pequeno povoado foi criado ao redor da Igreja de Nossa Senhora da Luz, o que deu nome ao bairro.

bom-retiro-luz

Entrada para as ruas de comércio do Bom Retiro

semaforo-verde-pinacoteca

Semáforo em frente à Pinacoteca do Estado de São Paulo.

2 – Estação da Luz

Com área de 7.500 metros quadrados e, a Estação da Luz recebia migrantes e imigrantes pelas linhas dos trens que chegavam pela Ferrovia São Paulo Railway, que ligava os cafezais do interior paulista ao Porto de Santos. Iniciativa do Barão de Mauá em 1860.

estacao-da-luz-e-museu-da-lingua-portuguesa

Estação da Luz – vista lateral.

Inaugurada em 16 de fevereiro de 1867, como apenas uma grande plataforma, suas feições atuais ficaram prontas e abertas ao público apenas em 1° de março de 1901.

Sua estrutura em arquitetura inglesa, imitava a Abadia de Westminster, em Londres, local onde os reis são coroados, e o Relógio do Parlamento, local onde toca o famoso sino Big Ben, e todas as peças originais de alvenaria, madeira e ferro foram trazidas diretamente da Inglaterra.

estacao-da-luz-frente

Estação da Luz fotografada da Avenida Tiradentes.

semaforo-vermelho-pinacoteca

Semáforo em frente à Pinacoteca do Estado de São Paulo.

3 – Estação Júlio Prestes

Datada de 1926 e na praça com o mesmo nome, a Estação Júlio Prestes teve suas linhas inspiradas no novo mundo, com traços que lembram as estações norte-americanas Grand Central e Pennsylvania. Uma curiosidade sobre a Estação Júlio Prestes é que sua plataforma principal foi construída utilizando a estrutura metálica do hangar do Zeppelin do Rio de Janeiro.  Eram os tempos da Estrada de Ferro Sorocabana. Quem segue A Bússola Quebrada vai saber mais sobre esta linha de trem lendo nossos posts sobre Jundiaí e Paranapiacaba.

Sala-Sao-Paulo

Estação Júlio Prestes da CPTM – Semelhanças com as estações clássicas dos Estados Unidos.

Desde  julho de 1999 a Estação Júlio Prestes é a residência da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a OSESP.

4 – Sala São Paulo

Um imenso salão da Estação Júlio Prestes foi aproveitado como sala de concertos. A Sala São Paulo. E a estrutura ao redor se tornou escola de música.

Recentemente, o jornal inglês The Guardian publicou uma lista das dez melhores salas de concerto do mundo, dando destaque à Sala São Paulo. A arquitetura do local ainda conta com um teto móvel, para ajustar a estrutura ao espetáculo que será apresentado, melhorando a sonoridade e a experiência de expectadores e contribuindo com o esforço dos músicos.

memorial-da-resistencia-e-sala-Sao-Paulo

Estacionamento da Sala São Paulo (direita) e do Museu da Resistência e Estação Pinacoteca (prédio vermelho à esquerda).

O prédio abriga a OSESPOrquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, qualificada como Organização Social da Cultura. O edifício é a residência da Sala São Paulo, do Coro da OSESP, dos coros Infantil e Juvenil da OSESP, da Academia da OSESP, da Editora ‘Criadores do Brasil’ e do Centro de Documentação Musical ‘Maestro Eleazar de Carvalho’. Olha quanta coisa! Você sabia disso tudo?

O mais legal é que muito deste trabalho é um projeto social, sem fins lucrativos, para promover a cultura, a assistência social e a educação. Vale a pena fazer uma visita e saber mais.

Anuncio-retangulo

5 – Memorial da Resistência

memorial-da-resistencia-flor-luz

Uma das peças da Exposição Lembrar é Resistir, no Memorial da Resistência

Dividindo o quarteirão com a Sala São Paulo e a Estação Júlio Prestes está o Memorial da Resistência, no prédio do DEOPS, a polícia secreta de repressão dos tempos da Ditadura Militar.

memorial-da-resistencia-predio-do-dops

Lateral do Prédio do Memorial da Resistência.

Originalmente, o prédio era o armazém da Estrada de Ferro Sorocabana, mas com o Golpe de 1964 tornou-se local de tortura, covardia e assassinato de professores, políticos e cidadãos que em algum momento se colocaram contra o regime bárbaro dos ditadores. Conhecido como o prédio do DOPS, seus porões, que antes abrigavam celas e torturas hoje foram transformados no Memorial da Resistência, com exposição que mostra os horrores passados por inocentes que queriam um país democrático e o que era espaço para monstruosidades se tornou um lembrete para nunca esquecermos das crueldades daquele lugar e dos crimes dos ditadores. O tema da exposição é Lembrar é Resistir. E o espaço já serviu para peças de teatro, shows e eventos.

cela-do-dops-memorial-da-resistencia

Esta imagem precisava ser em preto e branco. Entrar numa das celas do DOPS traz uma inexplicável sensação de desconforto.

lembrar-eh-resistir

Placa no Memorial da Resistência

6 – Estação Pinacoteca

No mesmo prédio do Memorial da Resistência, o visitante poderá ver mais do acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo em exposição permanente na Estação Pinacoteca. São três andares de obras de autores do mundo todo, com muito material de brasileiros ilustres e outros que o público pode conhecer visitando a Estação Pinacoteca.

memorial-da-resistencia-e-estacao-pinacoteca

A Estação Pinacoteca fica nos andares superiores.

Exposições temáticas acontecem com frequência trazendo esculturas, pinturas, montagens, intervenções. Toda a sorte de recursos para mexer com as emoções, o intelecto e a realidade. Conheça o ponto de vista extraordinário da arte e descubra mundos novos!

Continue a caminhada. Voltando um pouco chegamos a um lindo parque, cheio de esculturas.

escultura-Francisco-Brennand-memorial-da-resistencia

Escultura do artista Pernambucano Francisco Brennand.

estacao-pinacoteca-exposicoes-anteriores

Peça da Exposição OVer my Dead Body – Na Estação Pinacoteca.

7 – Parque da Luz

Com área total de 113.400m², o Parque da Luz abre às 9 da manhã para o público em geral, mas recebe público para atividades físicas a partir das 5 horas da manhã, fechando às 18h.

escultura-parque-da-luz

Escultura permanente no Parque da Luz

O espaço conta com aquário do tempo do Imperador Dom Pedro I, tem 165 espécies de árvores registradas, entre elas o ameaçado palmito jussara, aves e até bichos-preguiça. E ainda está equipado com coretos para shows e eventos, mirante, casa de chá, lago, ponto de bonde, chafariz e exposição permanente de esculturas.

coreto-parque-da-luz

Coreto no Parque da Luz

  • Para saber mais:
    Jardim da Luz ou Parque da Luz
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h.
  • Praça da Luz, s/nº – Bom Retiro.
parque-da-luz-estatua-passaro

A Karina é que reparou nesta imagem. Tive que ser rápido para garantir o click.

  • Ônibus
  • 106A-10 – Metrô Santana – Itaim Bibi
  • 107P-10 – Mandaqui – Pinheiros
  • 107T-10 – Metrô Tucuruvi – C. Universitária
  • 1156-10 – Vila Sabrina – Pça. do Correio
  • 1156-51 – Pq. Edu Chaves – Correio
  • Mais informações: www.sptrans.com.br
  • METRÔ
  • Estação Luz (Linha 1- Azul/ Linha 4 – Amarela)
estacao-luz-trem

Estação da Luz e Pinacoteca do Estado de São Paulo. Atrás, o Parque da Luz.

8 – Museu da Língua Portuguesa – MLP

Em frente ao Parque da Luz você verá a Estação da Luz. Você estará bem em frente ao Portão 3 e bem na entrada para o MLP – Museu da Língua Portuguesa.

MLP-museu-da-lingua-portuguesa-portao-3

Portão 3 – Entrada par ao Museu da Língua Portuguesa – MLP

Quem ouve a palavra “museu” pensa em algo estático, uma representação imóvel de algo que um dia foi vivo. Mas com o Museu da Língua Portuguesa é bem diferente. A língua é uma coisa viva, e o museu registra o nascimento das línguas, suas origens, até chegar na língua portuguesa com sotaque brasileiro, com palavras vindas do árabe, do francês, de dialetos africanos e índios, e mais recentemente, inclusões vindas do inglês.

estacao-da-luz-lateral-museu-da-lingua-portuguesa

Lateral do Museu da Língua Portuguesa, no prédio da Estação da Luz.

Máquinas, monitores de TV, telas interativas e uma mesa em que o visitante constrói palavras passando as mãos em hologramas, instrumentos musicais, fotografias, cinema, salão 3D e corredores cheios de telas com explicações em vídeo e músicas contam com riqueza de detalhes e movimento como falamos e porquê falamos dessa forma atualmente.

O Museu da Língua Portuguesa é instrutivo, é cultural, é muito bonito e divertido.

  • Para saber mais:
  • Museu da Língua Portuguesa – MLP
  • Praça da Luz, S/N – Centro, São Paulo
  • www.museudalinguaportuguesa.org.br/
  • Inteira: R$ 6,00 / Meia: R$ 3,00
  • Grátis aos sábados

9 – Pinacoteca do Estado de São Paulo

escultura-pinacoteca-luz

Escultura no átrio da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Saindo da Estação da Luz você já verá o Parque da Luz e o prédio ao lado. Você estará olhando para a Pinacoteca do Estado de São Paulo. Suba as escadas e você verá, em várias salas, em três pisos, o acervo permanente de quadros, pinturas em várias técnicas, fotografias, esculturas em pedra, aço, madeira e uma quase infinidade de materiais.

entrada-lateral-pinacoteca-de-sao-paulo

Entrada lateral da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Saindo da Estação Luz do Metrô você sai em frente.

A Pinacoteca de São Paulo recebe acervos nacionais e internacionais em exposições periódicas. Estão lá representantes da Semana de Arte Moderna de 1922, como Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral e também grandes eventos internacionais como a exposição de Ron Mueck, que bateu recorde de público.

pinacoteca-de-sao-paulo

Fachada do prédio da Pinacoteca do Estado de São Paulo,  na avenida Tiradentes.

Acha que acabou? Siga pela avenida Tiradentes e descubra mais um lugar que poucos conhecem.

10 – Museu de Arte Sacra

portao-e-fachada-museu-de-arte-sacra-sp

Entrada do Museu de Arte Sacra, na avenida Tiradentes.

O Museu de Arte Sacra de São Paulo está no conjunto do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz e na antiga Casa do Capelão, na ala esquerda térrea, onde antes funcionava a administração, e conta com um acervo de presépios e esculturas de santos em vários materiais, com forte presença do barroco.

museu-de-arte-sacra-de-sao-paulo-profetas-de-aleijadinho

Os profetas menores de Aleijadinho, em réplicas de bronze.

Além da arquitetura de época, o visitante será recebido por réplicas de estátuas de Aleijadinho, como as que existem em Congonhas do Campo/MG, desta vez em metal.

O acervo do Museu de Arte Sacra tem peças que começaram a ser adquiridas por Dom Duarte Leopoldo e Silva, que foi o primeiro arcebispo de São Paulo, a partir de 1907.

placa-de-pedra-museu-de-arte-sacra-de-sao-paulo

Placa comemorativa da fundação do Museu de Arte Sacra.

Devotos costumam visitar o local para comprar as balas de Frei Galvão.

  • Para saber mais:
  • Museu de Arte Sacra
  • Também conhecido como Mosteiro da Luz.
  • Avenida Tiradentes, 676 – Luz
  • http://www.museuartesacra.org.br/
  • Quarta a sexta – 9:00 às 17:00
  • Sáb. e Dom. – 10:00 às 18:00
  • Segundas e terças – fechado
  • Estacionamento pago no local: entrada pela Rua Jorge Miranda, 43
fachada-museu-de-arte-sacra-sp

Entrada do Museu de Arte Sacra

Anúncios