Muita LUZ no seu NATAL!!

Estação-Luz-PB

Estação da Luz vista da passarela na Avenida Tiradentes.

Estava preparando um post sobre o Natal, pra incentivar as pessoas a viajar, comentar curiosidades, falar das vezes que viajei no Natal e só choveu, e então acontece esta tragédia em São Paulo. O incêndio que destruiu o Museu da Língua Portuguesa e desfigurou a Estação da Luz.

Impossível falar de outra coisa. Impossível apenas ignorar e continuar a vida.

Lembrei-me de tantas boas experiências na Estação da Luz. As primeiras fotos que fiz no local, as visitas à Pinacoteca do Estado, a vez em que, todo orgulhoso, levei meus alunos de Diadema ao Museu da Língua Portuguesa para fazerem um trabalho de marketing. E de como os vi encantados com tanta informação montada de maneira tão criativa.

Lembrei dos passeios que fiz com a Karina, das vezes que fui apenas eu para ver a Estação da Luz reformada. E das vezes que viajei utilizando aqueles trens.

Pensei nos imigrantes vindos de todo o mundo. Aquele que veio de terras distantes e teve seu primeiro contato com São Paulo saindo pelo portão de madeira de lei da Estação da Luz.

Pensei no trem turístico que vai até Paranapiacaba e das linhas de carga que desciam até o Porto de Santos levando o café que vinha do interior de São Paulo.

Pensei na viagem que a Karina e eu fizemos até logo ali, em Jundiaí, ver o Museu do Trem, e soubemos porque a cidade tinha sido escolhida para ser terminal ferroviário.

Câmara Cascudo

Cartaz da Exposição Câmara Cascudo, que acontecia no Museu da Língua Portuguesa.

Para quem não teve a oportunidade, o Museu da Língua Portuguesa estava com uma exposição sobre a obra de Câmara Cascudo, profícuo escritor, que versava sobre folclore, cozinha, costumes, um estudioso da cultura brasileira, que como meu avô, era potiguar, daquele estado tão lindo, Rio Grande do Norte, cuja capital é Natal.

O Prédio da Estação da Luz pode ser novamente reformado, o Museu da Língua Portuguesa pode ser reconstruído, o acervo perdido pode ser substituído, mas uma outra tragédia aconteceu no local.

O bombeiro civil Ronaldo Pereira da Cruz perdeu a vida ao dar combate às chamas. Essa perda, não seremos capazes de reparar.

Eu queria mesmo falar sobre uma coisa bem bacana hoje, falar de alegrias e viagens, mas neste momento só consigo pensar na saudade, na perda.

Mas Natal significa nascimento. E se este post é uma homenagem, como falar apenas em tristeza?

Por mais difícil que seja, nós de A Bússola Quebrada precisamos dizer algo de bom a todos, precisamos dar a nossos amigos e visitantes uma esperança.

Estação-Luz-cor

Estação da Luz, logo mais. Reformada e novamente bela.

E só posso pensar que nas noites mais escuras, mesmo a mais fraca luz é uma alegria e um alento.

Se é escura a treva, e dura é a escuridão que oprime, por mais débil que seja a vela, já será colossal menor ato de bondade.

A atitude singela aquele a alma em tal quantidade, tanto quanto maior for a necessidade.

Se hoje pranteamos, as lágrimas tristes que abram caminho para outras de alegria, porque há de vir de novo o dia.

Após a perda, nascemos de novo. E fazemos mais belo o que um dia perdemos.

Mãos dadas, mesmo pensamento. Que não nos falte esperança nessa hora. E veremos crescer insistente, a alegria, a recompensa, a prosperidade novamente.

Cada um com sua fé, mas todos com o mesmo sentimento, vamos lembrar do ano que passou e pensar que continuamos tendo oportunidades de consertar os erros, de viver melhor, e vamos nos alegrar também, afinal, Natal é tempo de estar contente. Para os cristãos, é promessa de mais vida. E é bem nas noites mais escuras que mais precisamos brilhar. Por nós e pelos outros.

estação-da-luz-natal

O Natal será feliz. Vamos leva Luz ao Natal de todos!

Dicas de Viagem:

Anúncios