Florianópolis

Muitos quilômetros rodados e saímos em direção a nosso próximo destino. A fantástica cidade de Florianópolis estava à nossa frente, com suas praias, encantos, pessoas e até comidas. Fomos descobrir as belezas da capital do estado de Santa Catarina e você vai conhecer junto com a gente o que a linda Florianópolis tem para mostrar ao visitante.

mapa praias Florianopolis a bussola quebrada

Precisando de um mapa de Florianópolis? Achou!

Saímos cedo de Joinville. A cidade nos sorria com um sol bem diferente das chuvas recentes. Comparando um pouco, lembro-me dos casais que viajam em lua de mel e reclamam que choveu. Oras, pegamos tempo fechado em São Francisco do Sul e nos divertimos muito. Estivemos em Joinville e choveu no primeiro dia.

A parte boa é que depois da chuva as flores abrem mais brilhantes e o céu está mais azul. E as pessoas sorriem mais, como quem tivesse guardado os sorrisos durante toda a chuva, e agora os distribuía com a necessidade de um vulcão em chamas. A alegria precisa de espaço, precisa ser compartilhada.

joinville-mercado-municipal-a-bussola-quebrada

O Mercado Municipal de Joinville. Daqui a pouco estamos em Florianópolis.

Graças a um erro meu, chegamos no hotel um dia após a reserva feita por internet. Mancada. Pagamos duas noites e dormimos uma só. Desculpe, Karina. Falhei.

Lembrete da importância do planejamento para tudo na vida, inclusive para as viagens!

O dia amanheceu e tomamos um belo café da manhã. Aliás, essa coisa de café da manhã no hotel é um show que merece ser notado. Fizemos vários cafés da manhã em muitas viagens. Lembro especialmente de um café da manhã em um hotel em Ouro Branco, Minas Gerais, que nos sustentou pelo dia inteiro. Acredite meu caro leitor ou leitora, um bom café da manhã salva sua vida numa viagem por caminhos desconhecidos.

Continuando em Joinville, tivemos tempo de mais uma ou duas cervejas no Mercado Municipal de Joinville e seguimos para a rodoviária. Tínhamos tempo antes da viagem para Florianópolis.

mercado-municipal-joinville-a-bussola-quebrada

Uma imagem para a posteridade. Estamos saindo de Joinville. Linda cidade!

A parte complicada é que na mesa atrás de nós, um policial de federal falava da vida dura como policial de fronteira. Ao nos ver, resolveu contar a vida. Os crimes, os erros, as desgraças.

A Karina fechou a cara e fingiu que não era com ela. Eu vi o real problema da situação. Eram onze horas da manhã e um sujeito bêbado, armado, dizia-nos que tinha sofrido demais, que tinha puxado a arma para o oficial superior, a mesma que carregava na cintura naquele exato momento, a mesma automática que me mostrou, para provar que falava a verdade, e também que estava fazendo acompanhamento psicológico e tomando remédio. Pense num momento tenso. Não demoramos muito no local e evadimos à primeira chance.

O caminho entre Joinville e Florianópolis

Como de costume, o motorista ligou o ônibus, engatou a primeira marcha e a Karina começou a me olhar de maneira ausente e distante. Entendi que o caminho até nosso destino, Florianópolis, ou Floripa, seria silencioso e um pouco solitário.

feira-artesanato-florianopolis-floripa-lagoa-da-conceicao

Feira de artesanato em Florianópolis, às margens da Lagoa da Conceição.

O nobre condutor começou seu trafegar pela plataforma, gentilmente engatando a segunda marcha e a Karina acompanhava atentamente a mudança de engrenagens.

Saímos da rodoviária e o motorista pegou a estrada em uma rápida mudança para a terceira marcha. Covardia. A Karina já estava balançando de um lado para outro e dormiu em seguida.

O caminho entre Joinville e Florianópolis era um espetáculo todo especial.

Para mim, que sou fotógrafo, a luz é diferente, as paisagens são outras, as cores brilham de um jeito diferente e a profundidade da estrada mostra uma perspectiva que apenas o Sul do Brasil oferece.

casa-artesanato-florianopolis-floripa-lagoa-da-conceicao

Saiba mais sobre a lagoa da Conceição e sobre Florianópolis bem aqui.

Para a Karina, foi a oportunidade perfeita para acertar os ponteiros com aquelas noites perdidas durante o mestrado e com as terríveis noites em claro derivadas do doutorado. Ou seja, ela dormiu.

Até aí tudo bem. A admiração que tenho por esta garota e por seus esforços, é maior que uma pequena parte da estrada. Eu sigo acordado, vigiando seu ronronar. Apesar de não poder virar muito, porque ela está usando meu ombro como travesseiro, é mesmo uma recompensa ter a Karina como companheira de viagens!

food-truck-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa-sander-amigos-de-viagem

Amigos de viagem. Uma alegria conhecer vocês!

A estrada continuou e o que vi me fez sorrir várias vezes. As casinhas de madeira à beira da estrada; as grandes planícies do Sul; as infinitas plantações de arroz, eucalipto, couves, frutas e algumas verduras. Vou ter que fazer este caminho de bicicleta de novo, para poder parar sempre que achar necessário.

Uma coisa que me chamou a atenção no caminho todo do Sul, desde Curitiba, passando por toda a estrada, e até o fim de nossa viagem, no Rio Grande do Sul, foi uma rede de supermercados, ou shopping centers, não me importa, que tem em sua fachada uma réplica da Estátua da Liberdade.

passeio-lagoa-da-conceicao-florianopolis-floripa

Transporte alternativo e não poluente em Florianópolis.

Falando assim parece bonito, mas o que passa na cabeça de um sujeito, que no Brasil, coloca um enorme símbolo estadunidense em suas lojas? Sério, alguém avisou ao proprietário que estamos no Brasil? Bem, a loja é dele, ele que coloque o que quiser. Mas precisava? Seguimos viagem.

Florianópolis. Uma joia de cidade.

Chegamos a Florianópolis no meio da tarde. Pude ver a ponte Hercílio Luz, cartão postal de Florianópolis, brilhando ao sol.

Para quem ainda não teve o privilégio de visitar, Florianópolis, ou Floripa, para os amigos mais chegados, é uma ilha.  De um lado o Oceano Atlântico, do outro um largo trecho de rio, e a cidade de Florianópolis no meio de tantas águas.

cais-lagoa-da-conceicao-florianopolis-floripa

O Cais da Lagoa da Conceição. Mais um pouco e vamos navegar por estas águas.

Descendo na rodoviária, usamos o velho aplicativo de localização para achar o caminho até nossa pousada. Eu saí pedindo informações para todos que via. Nada como saber conversar.

Descobri que o terminal de ônibus urbano era bem do lado da rodoviária. Para descobrir a linha foi fácil. Para chegar à Lagoa da Conceição, foi só pegar um ônibus para o terminal TILAG. Simples para quem mora no local, mas para nós, qualquer nome era novidade.

florianopolis-floripa-lagoa-da conceicao

Em frente ao Food Truck, esta imagem do horizonte de Florianópolis e da Lagoa da Conceição.

Seguimos a internet no celular para achar o Vintage Hostel, do querido Sander Maurano, pertinho do Centrão da Lagoa da Conceição, que nos acompanhou em nossa primeira refeição na ilha de Florianópolis, atendeu muito bem e nos recebeu com um sorriso, em companhia do Yuri, cãozinho da guarda que, muito malandramente, conquistou todos os hóspedes.

Yuri-florianopolis-floripa-a-bussola-quebrada

O cãozinho Yuri pedindo para entrar.

Ao redor da pousada, uma feira de artesanato bem movimentada, uma casa de cultura popular da região, que servia de apoio ao turista e casa de artesanato a Lagoa da Conceição e o povo da região, com seus costumes.

Como nossa chegada se deu em julho, uma coisa que pudemos ver foi o alinhamento entre a Lua, Vênus e Marte no céu, ao pôr-do-sol. Vai demorar um pouco para ver outro igual.

lua-marte-venus-florianopolis-floripa

O alinhamento entre a Lua, Marte, acima e Vênus, mais abaixo, logo em nossa primeira noite. Esta convergência astral nos acompanhou durante toda a viagem até que o alinhamento dos planetas fosse perfeito.

A primeira para foi para comer. E o Sander sabia de um espaço de Food Truck ali do lado.

O Parking Lot da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, tem comidas de diferentes países, mesas enormes, luz aconchegante, gente de toda a parte e um ambiente daqueles que te viram a cabeça. Às vezes tem música, mas nem sempre. Quando fomos, tinha.

food-truck-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

Entrada do Parking Lot Food Truck em Florianópolis.

Jantar, música, amigos que conhecemos na viagem, e a pousada, que tinha quartos maiores do que pensei, com banheiros privativos chuveiro com jato forte. Melhor do que imaginei. Dormir. E dia seguinte, muito a fazer!

Logo mais conto como foi o resto de nossa estada em Florianópolis. Volte e conheça mais de Florianópolis com a gente, o melhor ainda está por vir!

food-truck-floripa-florianopolis-a-bussola-quebrada

Pizza, japonesa, mexicana, original, uma infinidade no Food Truck. Claro que achei umas cervejas especiais!


Dicas de Viagem:

Anúncios