Carnaval em Extrema

Extrema – Portal de Minas Gerais. O nome já lembra saudade, fronteira, distância. A cidade de Extrema, primeira do de Minas Gerais para quem sai de São Paulo é uma terra de riquezas naturais, cachaça e carnaval de rua. Venha com a gente saber um pouco mais de Extrema!

extrema-portal-entrada-a-bussola-quebrada

Entrada principal de Extrema

Este Carnaval foi extremo. Ou apenas passado em parte na cidade de Extrema, em Minas Gerais. Foi um Carnaval extremamente divertido e feliz. Com amigos, blocos de Carnaval, cerveja, cachaça e muitas risadas!

Chegar à cidade de Extrema é muito fácil. Eu ia dizer extremamente fácil, mas acho que as pessoas que visitam este site já devem estar de boa com estas piadinhas.

igreja-matriz-extrema-a-bussola-quebrada

A Igreja Matriz de Extrema – Santuário Santa Rita de Extrema, vista da Serra do Lopo.

Gosto especialmente do nome ‘Extrema’. É como se os fundadores da cidade, cansados de subir as serras a caminho de Minas Gerais, deixando para trás as fazendas de café de São Paulo, subitamente se dessem conta da distância percorrida. Como se estivessem numa nova fronteira, distante demais de Belo Horizonte, e por outro lado, ainda tão distante de São Paulo, que ainda era uma província em 1901, quando Extrema foi emancipada.

casinha-extrema-minas-gerais-a-bussola-quebrada

Simpática casinha de Extrema, no caminho para o pesqueiro.

A cidade de Extrema está a 935 metros de altitude, bem ajeitada na Serra da Mantiqueira. Alguns estudiosos dizem que o povoado tem mais ou menos 330 anos. E outros pesquisadores afirmar que civilizações indígenas estavam presentes na região já há 2.500 anos.

extrema-kopenhagen-a-bussola-quebrada

Empregos em Extrema – A cidade tem uma fábrica da Kopenhagen e um centro de distribuição da Bauducco.

Deu para notar que há muito o que descobrir em Extrema. E vamos ao pouco que pudemos ver, e o fantástico que este pouco já foi. E podemos dizer que viajar enriquece.

Pesqueiro

A primeira parada em Extrema foi para descansar da viagem. Como fiquei na casa de parentes de amigos, estava na casa de uma família que agora se faz muito presente e querida, então, uma das diversões é pescar. E bem próximo à casa em que fiquei, há um pesqueiro. Parece pouco e pequeno, mas para mim, era uma experiência nova. Não pesquei nada, mas a dupla de pai e filho, os donos da casa, pescaram dois grandes e gordos pacus.

pesqueiro-extrema-a-bussola-quebrada-minas-gerais

Parece pequeno, mas tem peixe. Se preferir, vá pescar nos rios e córregos de Extrema.

Não sei se pacu é gostoso. O almoço foi de churrasco. Hah!! Cerveja e churrasco. Isso é um banquete bem brasileiro. E toca conversar, rir, falar sobre tudo ao mesmo tempo. A parte mais maravilhosa de não ter nenhuma obrigação ou agenda para o dia é a possibilidade de bater papo até os assuntos acabarem. E então criar novos assuntos. Deveria haver o feriado de Dia do Ócio. Coisas que a gente só consegue fazer no Carnaval.

Cachaçarias de Extrema

Depois de uma boa noite de sono, vamos acordar cedo. A agenda estava lotada. Extrema tem muitas cachaçarias, e queríamos muito visitar ao menos uma. E fomos a uma das mais conhecidas de Extrema.

cachacaria-extrema-minas-gerais-carnaval-a-bussola-quebrada

Entrada da Cachaçaria Salto do Meio.

Fomos visitar a Cachaçaria Salto do Meio. A entrada é bem simples, mas soube que aos finais de semana há shows, churrascos, eventos para a família toda e até pescaria no rio que passa atrás da loja.

caminhao-entrega-cachaca-cachacaria-a-bussola-quebrada

Olha o caminhão que fazia as entregas por Extrema. Aproveitei para comprar umas lembrancinhas.

E por falar em loja, a Cachaçaria Salto do Meio tem uma dúzia de cachaças diferentes. Ouro, Prata, Abacaxi, Coco, com limão e mais umas tantas. E claro, comprei alguns souvenires para lembrar da minha viagem a Extrema.

cachacaria-extrema-barril-porta-a-bussola-quebrada

Um enorme barril que virou um portão.

A decoração da é bem chamativa, mesmo a loja sendo até pequena. Barris com cachaças de diferentes sabores para degustar, miniaturas de caminhões de entregas, um imenso barril reaproveitado para ser o portão de uma entrada da loja e o começo da cachaçaria, com pequenas máquinas para destilaria da cachaça.

cachacaria-destilaria-extrema-a-bussola-quebrada

A destilaria antiga deu lugar a novos equipamentos.

Junto a este pequeno, mas charmoso aparato, um jardim, parquinho para a criançada, restaurante e várias mesas no gramado. Visite, compre, mas saiba beber! Lembre-se que você tem muito o que dirigir na volta.

Parque Municipal Cachoeira do Jaguari

A parada seguinte foi para conhecer outra maravilha de Extrema. As corredeiras e cachoeiras.

O estado de Minas Gerais é rico em águas. E Extrema está próxima da Represa do Jaguari. O rio Jaguari passa pela cidade, e outros pequenos córregos irrigam a região e a cidade de Extrema.

parque-municipal-cachoeira-do-jaguari-extrema-queda-dagua-a-bussola-quebrada

Paisagismo e caminho das águas no Parque Municipal Cachoeira do Jaguari.

Considerando a altitude da cidade de Extrema, no alto da Serra da Mantiqueira, as quedas, pequenas ou grandes no leito dos rios são constantes. Tanto que em Extrema é famoso o turismo para Rafting e Boia-Cross, como em Iporanga, lembra?

a-bussola-quebrada-queda-dagua-caminho-cachoeira-do-jaguari-extrema

Aqui escorrega. Cuidado com o piso molhado.

E para mostrar a riqueza de águas em Extrema é que o Parque Municipal Cachoeira do Jaguari foi criado. Pequenas quedas d´água, mata preservada, espécies de animais e insetos, parquinho para as crianças com brinquedos de madeira em forma de animais, paisagismo muito bem feito e caminhos entre águas e caminhos de madeira ao lado do rio. A estrutura ainda apresenta lanchonete, restaurante, local para eventos, várias atrações temáticas construídas com madeira e guias que podem ser contratados para contar mais sobre o Parque Municipal Cachoeira do Jaguari. A visita vale muito a pena e as catracas são liberadas!

a-bussola-quebrada-queda-dagua-parque-municipal-cachoeira-do-jaguari-extrema

As quedas d´água e corredeiras do Parque Municipal Cachoeira do Jaguari.

Serra do Lopo e o Salto de Asa Delta

Outro dia, outro passeio por Extrema.

Após um almoço bem mineiro de Baião de dois, alguns pararam para descansar. Afinal, comida mineira e cochilo depois do almoço combinam muito bem.

Todos descansados, o dia ainda seria longo. Pegamos a estrada e subimos a Serra do Lopo. Nosso destino era a Rota dos Ventos – caminho para Joanópolis e uma árdua subida até as pedras em que foram construídas as rampas para voo livre, normalmente de Asas Delta.

extrema-pulo-salto-asa-delta-a-bussola-quebrada

Uma das rampas de salto no alto da Serra do Lopo, em Extrema.

Para quem vai pegar os dois trechos, algumas placas sugerem veículos 4×4. E sim, subir é difícil. A altitude é tanta que sentimos o ar nos ouvidos. A pressão muda. Nossa percepção se adapta aos poucos. De um lado, podíamos ver bem a cidade de Extrema. E o sol estava forte, iluminando com dourado todas as curvas e casinhas de Extrema.

salto-asa-delta-extrema-a-bussola-quebrada

A chuva caiu, mas o sol quente já evaporava a água nas pedras.

Por outro lado, a Serra do Lopo, que faz parte da Serra da Mantiqueira era tão íngreme que no meio do caminho chovia, pouco, uma garoa, mas em Extrema não caía uma gota.

Ao chegar no local das rampas, a chuva caía forte. Pensei apenas na câmera, mas quase todos resolveram que a chuva não seria problema. Vamos nos molhar, mas vamos curtir o passeio!

No meio do caminho, fomos brindados ainda com um lindo arco-íris. Estávamos ora numa das pontas do arco-íris, ora na outra ponta, uma hora abaixo dele e noutro momento, pude fazer uma foto linda do vale distante, bem lá abaixo, e ainda, abaixo de mim, o colorido arco-íris. Eu nunca havia estado acima de um arco-íris!

arco-iris-extrema-salto-asa-delta-a-bussola-quebrada

O arco-íris visto do alto. Lá em baixo, Extrema. Agora, se te perguntarem, você sabe onde fica “Somewhere over the rainbow”. 🙂

A vista em Extrema é mesmo de alegrar, encher os olhos. Dava para ver quatro povoados. Extrema estava bem à frente de uma das rampas. Do outro lado, era possível ver Joanópolis. Mais adiante, serras e morros, vales, rios e estradas. Estávamos na altura das nuvens. E vimos paisagens celestiais, que antigamente eram passeio exclusivo para algumas poucas espécies de pássaros e anjos, talvez.

pulo-salto-asa-delta-extrema-a-bussola-quebrada

A luz por entre árvores e gotas suspensas nos deu mais este presente.

Uma coisa engraçada nas cercas e árvores do caminho era a plantação de calotas de carros. Acontece que alguns veículos perdem suas calotas nas curvas e valetas do caminho. Tanto para subir, quanto para descer, a ladeira é perigosa. No carro em que eu estava, nenhuma perda, mas o carro que nos acompanhava, com os moradores de Extrema, nossa família anfitriã, o papai perdeu as duas calotas da frente e teve dificuldades em parar porque as lonas de freios superaqueceram. Resolvemos jogando água em quantidade para esfriar os freios e esperamos um tempo até que voltassem a funcionar normalmente.

extrema-a-bussola-quebrada-minas-gerais

A cidade de Extrema, vista no caminho da Serra do Lopo.

Carnaval de Extrema

escola-de-samba-extrema-a-bussola-quebrada

E Extrema também tem banda de Carnaval.

Para finalizar, fomos ver o bloco de Carnaval de Extrema.

O Carnaval em Extrema é um dos mais famosos da região e acontece em dois lugares. A praça da Igreja Matriz de Extrema é para famílias e vai até onze da noite, oficialmente. Mas às vezes passa um pouquinho, até uma da madrugada, talvez.

extrema-igreja-matriz-a-bussola-quebrada

Santuário de Santa Rita de Extrema.

Quem quiser continuar a folia, quem for maior de idade, segue então para o Parque Municipal de Eventos de Extrema.

Quem ficar no centro de Extrema para curtir um Carnaval mais família, com marchinhas, e bandas, estará bem ao lado do, na esquina entre a Praça Olinto Fonseca e Praça Presidente Vargas.

lobo-guara-mascote-extrema-a-bussola-quebrada

O Lobo Guará, animal da região é a mascote de Extrema.

Aliás, é na Praça Presidente Vargas que fica a Igreja Matriz, o Santuário de Santa Rita de Extrema.

Sempre que podemos, visitamos o centro histórico, mas o centro de Extrema não é assim tão antigo. O visitante verá algumas casinhas mais velhas, mas nada do tempo do Império, como em Ouro Preto e Tiradentes. O que não tira o brilho nem a beleza da viagem. Cada destino com seu enriquecimento.

baile-carnaval-praca-matriz-extrema-a-bussola-quebrada

A chuva caiu forte em Extrema durante o Carnaval. Mas a música não parou e o povo continuou a festa.


Dicas de Viagem:

  • Para chegar a Extrema saindo de São Paulo, siga pela BR-381 passando Mairiporã, Atibaia e Bragança Paulista. A mesma BR-381 serve para quem vier por Minas Gerais, siga pela Rodovia Fernão Dias.
  • Este site está um pouco desatualizado, mas procurando bem, dá para achar algumas boas informações sobre Extremahttp://www.extremamg.com/
  • Siga pela Estrada do Saldo, Km 7,5 • Bairro Salto do Meio – Extrema/MG.
Anúncios