Florianópolis – Barra da Lagoa

Nossa aventura em Florianópolis está ainda mais fantástica! Agora vamos navegar pelas águas claras e calmas da Lagoa da Conceição e almoçar na Barra da Lagoa. Ou Costa da Lagoa, como alguns chamam. Personagens míticos de Florianópolis nos esperam. Vem navegar!!

barco-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

Nosso passeio de barco pela Barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis.

No post anterior, falamos sobre as praias de Florianópolis, o Mirante da Lagoa da Conceição e comentamos que ainda faltava almoçar. Agora vamos contar como foi navegar pelas águas da Lagoa da Conceição e descobrir o que mais há neste trecho tão bonito da Florianópolis.

Estamos na Barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis.

lagoa-da conceicao-cais-florianopolis-floripa

Deu tempo de apreciar a paisagem e ver os surfistas e outros navegadores atracando nestes restos de cais.

Chegamos em tempo do passeio às praias de Florianópolis. Nosso amigo viajante nos deixou de cara para a saída dos barcos. E quem acompanha A Bússola Quebrada vai lembrar que antes de seguir pelas águas da Lagoa da Conceição tivemos até tempo de um aperitivo. Afinal, se é para balançar no mar, melhor já chegar meio tonto.

cais-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

O cais para os grandes barcos da Barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis.

 

ponto-de-barcos-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

Pegue o barco aqui e siga para a Parada 16 da Barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis.

 

caranguejo-siri-floripa-florianopolis-lagoa-da conceicao

Estávamos na fila e deu para ver este siri a 3 metros de profundidade. As águas da Barra da Lagoa são mesmo muito claras.

Era inverno, julho dias mais frios e curtos, mas o sol brilhava como num ensolarado verão. As águas brilhantes da Lagoa da Conceição brincavam em ondas que se revezavam em infinitos tons de azul, verde, amarelo-areia, mas sempre claras e calmas.

Como é bem comum, o dia frio incomodava mais à Karina do que a mim. E eu estava achando tudo em Florianópolis tão lindo que não tive tempo de notar o frio.

coracao-amor-florianopolis-floripa-lagoa-da conceicao

O amigo viajante que deu carona nos deixou bem aqui. E claro que quando eu vi este coração, precisava fotografar a Karina.

Embarcamos e seguimos pela tranquilidade da Lagoa da Conceição em direção à Parada 16. É lá que ficam os restaurantes, bares, comércio turístico da Barra da Lagoa. Fique atento aqui, alguns chamam o local de Costa da Lagoa. Fique atento para não te informarem o local errado.

barco-passageiros-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

Largue o celular e aprecie a paisagem da Lagoa da Conceição! Olhe para Florianópolis, veja a sua vida passando e guarde na memória!

Fique atento, caro viajante que nos acompanha. O trecho todo é de Vila de Pescadores. As paradas são várias por toda a Lagoa da Conceição. Antes, há casas, moradias. Depois, mais vilas de pescadores e mais paradas. A que você quer é a Parada 16 – Cuidado para não dormir. Aproveite o ponto de referência – uma escola pública.

escola-vila-pescadores-lagoa-da conceicao-floripa-florianopolis

Se você vir esta escola, desça, é a Parada 16 da Barra da Lagoa da Conceição em Florianópolis.

Este percurso pela Lagoa da Conceição deve demorar quase meia hora. As águas balançam o barco. O vento frio anima e ajuda a respirar melhor.  E o barquinho mal começou a andar e a Karina dormiu. Eu já esperava.

Com isso ela já conseguiu dormir em trem, Metrô, carros particulares, ônibus urbano e rodoviário, avião e barco. Ainda não andei de pedalinho com ela, mas penso que ela vai acabar dormindo também.

Hora do Almoço na Barra da Lagoa

jaja-lagoa-da conceicao-floripa

O sabor da Costa quando chegamos. Espere apenas um minuto e veja como fica.

Turistas são concorridos na Parada 16. Vários restaurantes. Hostess bem na parada do barco, ao final do deck de madeira esperando para pegar os turistas pelo braço e roubar o cliente do concorrente. O assédio chega a ser desagradável.

jaja-lagoa-joaquina-florianopolis-floripa

O cozinheiro é o Jajá – Só alegria. Tem um barril de cachaça ao lado da brasa e você pode se servir à vontade. O sujeito de mochila vermelha já está bêbado. Ele vai aprontar na viagem de volta.

Escapamos dos primeiros ataques e escolhemos um local bem bacana. A alegria e os sorrisos do cozinheiro, o Jajá, cativaram nossa atenção. No prato do dia, filé, arroz, batata frita bem servida, uma porção de camarão como aperitivo para esperar o prato principal e pirão de peixe. Comi mais do que seria aconselhável, mas não me arrependi. E eu que nem gostava de pirão, comi como se fosse feijão, para acabar com o arroz, que desperdiçar é feio, ou como molho para as batatinhas fritas. E mais cerveja e cachaça. Que vai muito bem num dia frio.

peixe-jaja-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa-a-bussola-quebrada

Acho que o peixe é o Pintado. Feito na brasa. Acho que não sobrou nada além desta foto.

 

jaja-vila-pescadores-da conceicao-floripa

A Karina parecia com frio. Eu na cerveja e na cachaça, e ela toda light.

Chegamos no Sabor da Costa e as mesas estava quase todas livres. Isso mudou em instantes. Mas comer um peixão assistindo o sol brilhar nas águas da Lagoa da Conceição era algo como um banquete para os olhos e um remédio para a alma deste paulista que só vê poluição.

Comer sem pressa. Saborear o sol, a vista, o barulho do mar, a comida e a companhia.

igreja-vila-pescadores-da conceicao-floripa

Nosso caminho pela Vila de Pescadores de Florianópolis seguiu por aqui.

A Vila dos Pescadores de Florianópolis

Após comer até o bom senso mandar parar, fomos cumprimentar o Jajá. Apenas pagar pelo alimento é pouco. Vai bem agradecer o cozinheiro sempre que possível.

santa-cruz-da-costa-da-lagoa

Nada de carros. O percurso é a pé ou de bicicleta.

E para aliviar um pouco a consciência culpada e o estômago cheio, convenci a Karina a caminhar para conhecer a Vila dos Pescadores chamada Costa da Lagoa. Não foi trabalho nenhum. Ela já havia estado lá e me contou da cachoeira que fica uns dois pontos antes.

estrada vila pescadores da conceicao floripa

Vinte minutos, com calma, apreciando a paisagem da Vila de Pescadores de Florianópolis.

Seguimos nosso caminho voltando uns pontos e observando as casinhas à beira-mar, bonitas, coloridas, cheias de pecinhas de decoração, enfeites, ornamentos e jardins. Nada de riquezas descomunais, mas tudo com um bom gosto primoroso de quem ama o lugar em que vive.

vila-pescadores-da conceicao floripa

Pescadores e seus barquinhos. A vida destas pessoas é trabalhosa, dura, mas vi sorrisos por onde passamos.

A cachoeira da Barra da Lagoa

O Sul do Brasil é rico em águas. E com tanto morro em Florianópolis, tinha que haver uma cachoeira. E a Karina me levou a uma.

bussola-quebrada-da conceicao-floripa-cachoeira

A cachoeira, enfim. Olha que docinho!! Ela ficou linda nessa foto!

As águas descem calmas pelas pedras quebradas e já lisas do desgaste de anos. O famoso véu de noiva está lá, se descortinando por todos os lados e repousando mansamente num pequeno lago.

lagoa-da conceicao-cachoeira-vila-pescadores-floripa

O lago é pequeno. Mas já dá uma boa distância. Não sei se pode nadar, mas não vi nenhum guarda ou placa. Mas eu que não pulo nessa água gelada!

Como eu disse, dia frio, inverno, pouco sol, dias mais curtos. E a cachoeira fica no meio da mata, cercada de muita sombra, o que desestimulou os visitantes a darem um mergulho. Mas fizemos fotos!

cachoeira-bussola-quebrada-da conceicao-floripa

E vem a água descendo o morro e as pedras, formando o véu da noiva.

A Volta pela Vila.

vila-pescadores-floripa-lagoa-da conceicao

Casas bem construídas na Vila de Pescadores de Florianópolis. Tudo feito com capricho.

Começar o caminho de volta. Já ficava escuro. A mata que nos cercava impedia que mais luz ajudasse no caminho. Claro que nos perdemos. Uma coisa sobre a Vila de Pescadores na Barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis é que ela tem ares místicos, como um conto de fadas. Flores sorridentes, casas resplandecentes e pessoas que somem na próxima curva, algo que atrapalha quando você precisa pedir informações.

vila-pescadores-da conceicao-florianopolis-floripa

Gostou da casinha? Quer trocar?

Achamos uma moradora que não era fantasma e ela nos indicou por qual viela entrar para conseguir sair em um dos pontos de parada dos barcos.

A visita estava muito boa, mas tínhamos passagem comprada e horário para chegar à Rodoviária Rita Maria, do outro lado de Florianópolis. Precisávamos nos apressar.

vila-pescadores-joaquina-floripa-da conceicao florianopolis

Lembro que uma dessas casas é uma pousada. Imagine acordar e ver esta cena.

E foi pegando o barco em um outro ponto que fiz algumas lindas imagens, como esta, da Karina:

embarque-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

Esta é uma das paradas de barco. Aqui é o sobe e desce de passageiros e também coleta de lixo da Barra da Lagoa.

Lembra do sujeito de mochila vermelha na foto com o Jajá? Ele estava no mesmo barco em que voltamos para a pousada do Sander. Estava bêbado, falando pelos cotovelos, rindo à toa e fumando. Quase jogaram o sujeito para fora do barco.

vila-pescadores-da conceicao floripa-florianopolis

Mesmo as casinhas mais humildes têm sua beleza e sua poesia.

Chegando à pousada, fui combinar com o Sander quanto ele cobrava para tomarmos um banho. Eu já estava sem graça de pedir coisas a ele. Compramos uma diária, mas pedimos para deixar as mochilas na casa para não termos que carregar na viagem. Ele permitiu. Agora precisávamos de um banho. Claro que eu ia pagar. Ele nem se incomodou. Não seria um banho a mais ou a menos que faria diferença para ele. Nas Dicas de Viagem faço outra propagandinha rápida para o Sander e sua Pousada Vintage. Recomendadíssimo!

barco-volta-lagoa-da conceicao-florianopolis-floripa

Nossa carona de volta chegando. Daqui, banho, trocar de roupa e seguir para a Rodoviária Rita Maria.

Terminal Rodoviário de Florianópolis – Rita Maria.

rita-maria-florianopolis-floripa-escultura

A homenagem a Rita Maria, no Terminal Rodoviário de Florianópolis. Trabalho o artista Paulo Siqueira – “O Escultor dos Gigantes”.

Como disse no post número 1 sobre Florianópolis, o Terminal Rodoviário Rita Maria está bem ao lado do Terminal de ônibus urbano, então foi muito fácil chegar, trocar os vouchers por passagens, pegar o ônibus, deitar e dormir. Minha forma favorita de viajar. Deita, dorme, economiza em pousada e acorda magicamente em outro lugar.

Pesquisei um pouco sobre o Terminal Rita Maria, em Florianópolis porque tive tempo de fotografar a escultura em aço feita em homenagem a ela.

escultura-rita-maria-florianopolis-floripa

Rita Maria, a benzedeira dos pescadores de Florianópolis.

Era uma benzedeira risonha, como dizem alguns relatos. Sua maior tarefa era a reza e benzedura dos marinheiros que iam ou chegavam. E com tantos pescadores na ilha de Florianópolis, uma avozinha benzedeira exercia função essencial.

Na escultura em metal não dá para saber, mas em minhas pesquisas, soube que Rita Maria era negra. O que devia chamar bem a atenção numa terra cheios de loiras de olhos azuis.

estatua-rita-maria-florianopolis-floripa

Rita Maria – Terminal Rodoviário de Florianópolis.

Seguimos nossa viagem noturna cada vez mais ao Sul do Brasil, indo para Porto Alegre, no distante Rio Grande do Sul. Vem viajar com a gente!

Dicas de Viagem:

mapa-de-Florianopolis-a-ilha

Encontrei este mapa de Florianópolis. Mas tem link para um mais técnico nas Dicas de Viagem.

Anúncios