Hospedagem para bichos de estimação

Você tem bichos de estimação e quer viajar? Como fazer quando não pode levá-los e não tem com quem deixá-los?  Nós vamos tentar te ajudar a viajar tranquilo e a deixar seus bichinhos felizes!

Nem todo mundo tem uma amiga tão legal quanto eu para cuidar dos filhinhos peludos quando viaja. Mas sem dúvida essa é uma preocupação de quem tem animais. Nem sempre é possível viajar com eles, especialmente se forem muitos.

cachorro-e-gato-com-passaporte

Eu passei minha infância viajando com meu cachorro. E ele dava muito mais trabalho para os meus pais do que eu. Além das várias vezes que a gente não viajou porque não podia deixar ele sozinho por muito tempo. Quando eu cresci meus pais puderam aproveitar as viagens sem filhos.

Meu bebê Mingau.

Meu bebê Mingau.

Bom, hoje já temos muitas possibilidades para quem viaja, inclusive hotéis que aceitam animais. Mas se você não puder mesmo levar seu bichinho, vamos ajudar aqui!

1. Hotel

Essa é uma opção já bastante conhecida. Existem diversos tipos de hotéis para animais que podem incluir atividades recreativas, SPAs e estética – sim, banho, tosa, embelezamento.

Nos hotéis os bichos terão contato com outros cães e gatos, então é importante que seu animal seja sociável. Bichos são como filhos – ao menos aqui em casa – e é importante verificar as condições do hotel antes de deixar seu bichinho lá.

férias-pet

Também é importante que seu animal esteja com as vacinas todas em dia, pois ele terá contato com outros animais. E se todos os bichinhos estiverem vacinados e saudáveis, nenhum passará doença para o outro (isso é sempre importante para quando for deixar seu bichinho em lugar que tenha outros bichos).

2. Hospedagem em ‘casa de família’

Uma modalidade que está em crescimento. Pessoas apaixonadas por animais oferecem hospedagem em suas casas e cuidam dos bichinhos como se fossem deles. Essa opção tem a vantagem de ter um cuidador em tempo integral.

1434308874674

Quando eu tomo conto das crianças dos amigos…

Porém, pode apresentar dificuldades se na casa já tiver outros bichos e o hospede não for muito sociável. Por isso, é muito importante que antes de deixar seu bichinho lá, você o leve para ver como será a adaptação. E caso seu ‘filhinho’ não se dê bem na hospedagem, procure outro anfitrião.

3. Babá

A opção por uma babá é o contrário da hospedagem. Aqui o seu bichinho fica em sua própria casa e o cuidador vai até lá para alimentar, limpar, passear, dar carinho. Alguns também dormem com o animal. A vantagem mais óbvia dessa modalidade é que seu bichinho não sai do ambiente familiar dele. E se você tiver mais de um bicho, também pode ser bem mais vantajoso do que tentar arrumar hospedagens diferentes para cada um deles (no caso da ‘casa de família’).

Mas é sempre muito importante verificar o cuidador e, de preferência, garantir indicações confiáveis. Afinal a pessoa vai ficar na sua casa, e vai ficar com seus ‘filhos’.

hotel-da-gato

Essa opção tem uma versão interessante, que é a de a pessoa cuidadora se hospedar na casa do bichinho durante o período em que os donos estão viajando. E além de cuidar do animalzinho, ela também cuida da casa.  Já falamos dela aqui, quando falamos de tipos de hospedagem – para humanos – é o house sitter.


Dicas de viagem:

  • Como a gente não tá ganhando nada por fazer propaganda, não vou dar nome de nenhum hotel para animais. E nem de sites de hospedagem (em inglês, pet roomie) ou babá (em inglês, pet sitter). Mas é muito simples de achar no Google.
  • Mas já faço propaganda que tenho uma amiga que hospeda cães e gatos aqui no Rio de Janeiro. Qualquer coisa, só falar com a gente!
  • A opção de house sitter também tem vários sites, você pode até procurar mais direcionado para o país que for visitar.
Anúncios