Cachoeira de Meu Deus

Você já se banhou nas águas de uma cachoeira? Já viu o véu de noiva cair insistente pelas rochas desde muito alto até o chão? Venha pela trilha até a Cachoeira de Meu Deus e descubra as sensações de estar diante de um espetáculo da natureza!

caminhos-sombrios-mata-floresta

As sombras e a escuridão da floresta tomam conta de trechos da trilha.

A trilha vai ficando cada vez mais escura. O dia quente começa a ceder espaço para temperaturas mais amenas. Sombras, pássaros e um ruído constante ao nosso redor.

Aos poucos, penetramos um cânion fechado e cercado por pedras enormes, morros e árvores altas. A copa dessas árvores quase esconde o sol por completo.

rio-cachoeira-de-meu-deus-trilha

Você verá árvores caídas pelo caminho. Siga em frente.

Como que por uma bruxaria, o trecho que percorremos vai se fechando atrás de nós e o caminho desaparece aos poucos até ser completamente engolido pelas sombras que deixamos para trás.

O som de uma forte trombeta aumenta em intensidade a cada passo que damos à frente. Aos poucos, o que parecia apenas um ruído inócuo vai se tornando um estrondo preenchendo todo o ar à nossa volta e engolindo em sua voz rouca todos os outros sons ao redor.

Rochas rasgadas ao meio demonstram o poder da potestade que estamos caçando.

caminho-riacho-rio-floresta

As águas vão passando cada vez mais rápidas e agitadas.

Lama, árvores grossas e fortes, caídas, movidas pelo poder absurdo que logo enfrentaremos. Em nossa curta jornada, há desastre e devastação como em um campo de batalha. Cada palmo de chão que avançamos faz nossos sentidos se alinharem mais e mais com o gigante que se esconde atrás de alguma dessas curvas do rio e que nos surpreenderá a qualquer momento.

Alguns abismos rasos e poços no trajeto demonstram os filhos do titã que em breve virá a nosso encontro.

queda-dagua-precipicio-rio-cachoeira

Pequeno precipício do cânion no rio da Cachoeira de Meu Deus.

As águas se agitam. A transparência das gotas de orvalho aos poucos cedem lugar a uma turbidez do movimento apressado de um caudaloso córrego, agitando-se como quem foge amedrontado do leviatã que vem em seu encalço.

O ar à nossa volta muda completamente. Há o cheiro da tremenda entidade invadindo nossos sentidos. Nós a estávamos caçando, mas é ela quem nos encontra.

Entre pequenas outras quedas d’água, rochas de proporções descomunais, escondida no meio de um sem número de árvores, no mais profundo de uma garganta inexpugnável, lá está nossa criatura.

rio-agua-cachoeira-meu-deus

Corredeiras do rio. Você está chegando.

Quando alcançamos nosso destino, a Cachoeira de Meu Deus, alcançamos o final de uma trilha de uns quinze minutos a pé, após um trecho de dez minutos de carro. Ela nos recebe majestosa e se despeja suprema desde o alto de seus 53 metros até o sólido rochoso abaixo.

Neste trecho da queda, penso ver algo de 25 metros de altura. Há mais queda para cima.

cachoeira-de-meu-deus-caminho-canyon-rio

No fundo do Cânion, a Cachoeira de Meu Deus.

Quer tomar banho de cachoeira? Aproxime-se da Cachoeira de Meu Deus com respeito. O solo ao redor é muito liso e a ventania que a queda d’água provoca pode afastar os espíritos mais vulneráveis.

A Cachoeira de Meu Deus provoca seu próprio furacão e cria seu próprio lago. A primeira parte do lago fica atrás de um pequeno monte de rochas. Há uma trilha escorregadia por trás. As pedras também escorregam muito. Cuidado.

cachoeira-meu-deus-eldorado-SP

Está vendo o pontinho preto no alto das pedras? Sou eu.

A segunda parte do lago é segura e o ar está um pouco menos úmido. As fotos a esta distância começam a ser possíveis.

Ao tentar alcançar a Cachoeira de Meu Deus, e já molhado até a alma, pude sentir o poder da ventania que nasce da queda.

amigo-cachoeira-de-meu-deus-lago

Tente o caminho da esquerda para se aproximar mais da Cachoeira de Meu Deus. Seja cuidadoso e evite as rochas.

O furacão vai encharcar você a metros de distância. O ar ao redor é úmido, repleto de gotas de água, a visão é turva. As fotos, que parecem desfocadas são resultado da lente encharcada. Secar ajuda, mas só por um segundo. O tempo de uma ou duas fotos e nada mais.

Tocar o véu branco da eterna noiva da natureza é um feito para poucos. O poder das águas é forte o suficiente para machucar os mais sensíveis. A experiência é purificante para os que conseguem. A sensação de euforia toma conta dos mais intrépidos.

amigo-observando-cachoeira-de-meu-deus

Estamos dentro do lago formado pela Cachoeira de Meu Deus. Estamos respirando água.

A Cachoeira de Meu Deus está no município de Eldorado. Sul do estado de São Paulo e bem na divisa com o município de Iporanga. Faz parte das maravilhas do Petar e você precisa ficar atento. A entrada fica bem na estrada.

O sítio é de um matuto, pessoa bem simples e sorridente, provavelmente descendente dos quilombolas da região. Sua propriedade foi abençoada com um caminho para o Vale das Ostras, com suas exatas onze quedas d’água escondidas pela mata da serra, pelas pedras e árvores. Lá ele tem sua vendinha, sua casa pequena, seus sorrisos fartos, e recebe os visitantes sempre que quiserem aparecer.

cachoeira-de-meu-deus-eldorado-SP

Neste trecho da queda acho que são 25 metros. Há mais outro trecho na parte de cima que só pode ser visto seguindo pela travessia do Vale das Ostras.

Dentre todas as quedas da região, que está a Cachoeira de Meu Deus foi eleita a mais bonita.

E para quem não se lembra, é na cidade de Eldorado que fica a Caverna do Diabo, que visitamos recentemente. Veja o post.

canion canyon-cachoeira-de-meu-deus-rio

O som de trovões e as águas do céu preenchendo todo o cânion.

Falar na Caverna do Diabo, você sabia que a Cachoeira de Meu Deus percorre quatro quilômetros por dentro da caverna antes de começar a percorrer o Vale das Ostras?

E se você quiser conhecer mais sobre o Vale das Ostras, precisa de fôlego. Ver todas as cachoeiras da região leva seis horas de percurso.

pequena-queda-dagua-cachoeira-meu-deus

Você percebe que seu esforço vale a pena ao ser presenteado com pequenas maravilhas como esta piscina natural.


Dicas de Viagem:

  • Siga pela Rodovia SP 165. Saia da estrada próximo à divisa de município entre Eldorado e Iporanga.
  • A entrada custa R$ 10,00 por pessoa. É terra particular.
  • Deixe aparelhos eletrônicos no carro. Aparelhos sensíveis à água serão duramente castigados caso se aproximem muito.
  • Quer saber mais sobre o PETAR? Clique aqui – https://abussolaquebrada.com/2015/05/26/petar/
Anúncios