Cutty Sark e as velozes asas do comércio.

Cutty Sark, veleiro classe extreme clipper, um dos mais velozes de sua época, atravessava o mundo com erva mate de Xangai para o chá em Londres. Viaje com a gente por uma das mais famosas rotas de comércio do mundo com o Cutty Sark.

cutty-sark-a-bussola-quebrada

Representação artística do Cutty Sark.

“O segredo do comércio está em levar as coisas de onde abundam para onde são mais caras.” Ralph Waldo Emerson.

cutty-sark-greenwich-bay-a-bussola-quebrada

Greenwich Bay. Ali está o Cutty Sark.

Em outros posts comentei que a Inglaterra sempre foi forte no comércio. É só ver como os Pubs são populares e quantos navios passavam por Londres todos os dias. O Império se fez pela capacidade inglesa de ver bons negócios em toda a parte.

Mas barcos grandes e velozes eram necessários para trazer as especiarias do oriente e um bem raro na Inglaterra era a erva mate para se fazer o tradicional chá das cinco.

ceu-cutty-sark-greenwich-bay-a-bussola-quebrada

O clima de Londres colaborou.

O Cutty Sark foi construído em 1869 para a erva-mate do chá vindo de Xangai, na China, para Londres e baratear o preço do produto, diminuindo o contrabando vindo da Holanda.

A rota do Cutty Sark saía de Londres, contornava o continente africano, passava as Índias finalmente trazia o chá.

cutty-sark-lateral-a-bussola-quebrada

Cutty Sark, museu-navio. O mais famoso veleiro de seu tempo.

No mesmo ano do lançamento do Cutty Sark houve a abertura do Canal de Suez, a maior obra de engenharia de todos os tempos – na época -, com 195km de extensão.

As viagens do Cutty Sark, seriam encurtadas em 4.800km seguindo pela nova rota via Mar Mediterrâneo.

Mas os ventos do Mar Vermelho não eram bons para veleiros e as viagens do Cutty Sark, acabaram por ser para a Austrália, transportando lã de ovelhas.

cutty-sark-museu-a-bussola-quebrada

Cutty Sark, velocidade máxima, 17 nós.

O navio-museu não parou jamais de fazer lucros!

rota-cutty-sark-museu-londres-a-bussola-quebrada

A trilha em preto é a original, em vermelho, pelo Canal de Suez.

Seguindo as antigas rotas marítimas contornando o Cabo da Boa Esperança, na África, o Cutty Sark prestou serviços de 1869 a 1954. Com seu comprimento de 64,74 metros, deslocava na água o equivalente a 2.1 toneladas de peso e viajava, com vento a favor, a espantosos 17 nós.

Uma milha náutica tem 1.854 metros, ou, 1 nó, ou knot, do inglês. Hoje, os mais rápidos navios cargueiros brasileiros alcançam 21 nós, e os mais velozes cargueiros europeus chegam a 28 nós. Algo próximo de 50km por hora.

londres-london-cutty-sark-tamisa-a-bussola-quebrada

Aposentadoria com vista para Londres.

A Grande Corrida Marítima

O Cutty Sark perdeu uma corrida em 1872.

Para ver qual era o veleiro mais rápido do mundo, o Cutty Sark disputou uma corrida com o Thermopylae, – Termópilas, local d a batalha dos 300 de Esparta.

cutty-sark-navio-a-bussola-quebrada

Imagine quanta erva (mate) cabia no Cutty Sark.

Os veleiros saíram de Xangai em 18 de junho de 1872. O Thermopylae chegou uma semana antes do Cutty Sark e ganhou por tempo, mas o Cutty Sark ficou famoso porque o mecanismo do timão quebrou logo no começo da corrida. O Capitão deveria parar em um porto para reparos, mas continuou por quatro meses contra o mar e quase sem ter como pilotar. A chegada do Cutty Sark a Londres foi em 18 de outubro.

tube-cutty-sark-a-bussola-quebrada

Estação Cutty Sark for Maritime Greenwich.

O Cutty Sark ainda bateu recorde de velocidade da Austrália para a Inglaterra.

O Museu Cutty Sark

Em terra, o Cutty Sark foi apoiado em aço e vidro e agora oferece museu, restaurante, história náutica, passeios guiados loja de lembranças. Os ingleses sabem mesmo ganhar dinheiro.

greenwich-foot-tunnel-a-bussola-quebrada

O Foot Tunnel de Greenwich. Saída do outro lado, à direita.

O Cutty Sark fica no bairro de Greenwich, nome do observatório que criou a o fuso horário pelo mundo, é também um bairro boêmio. Quer ver um lugar agitado? Visite o Greenwich.

E como tempo é dinheiro e cruzar o Tâmisa pode sair caro, os londrinos construíram o Foot Tunnel de Greenwich. A primeira de muitas passagens por baixo do Rio Tâmisa. Um elevador desce quatro andares e o túnel permite a passagem de pedestres, ciclistas e carrinhos de bebê.

passagem-subterranea-cutty-sark-tamisa-a-bussola-quebrada

O caminho sob o Rio Tâmisa.

No caminho para o Cutty Sark, você verá coisas como um estacionamento de barcos bem dentro da cidade e esta enorme porta dos túneis de metrô de Londres na estação Cutty Sark for Maritime Greenwich, a mais próxima do Cutty Sark.

escudo-tunel-tube-cutty-sark-a-bussola-quebrada

O Greenwich Tunnel Shield, na estação Cutty Sark for Maritime Greenwich.


Dicas de Viagem:

Mapa para o Cutty Sarkgoo.gl/Fjhrds

Quer saber mais sobre o Cutty Sark? Aqui – https://pt.wikipedia.org/wiki/Cutty_Sark

.

Anúncios