Trilha pelo Cânion Itaimbézinho e seus paredões de rocha.

Post de Amigo! Vamos fazer a trilha do Cânion Itaimbézinho, em Praia Grande/SC e ver os paredões gigantes esculpidos pelas águas e o tempo. Milhões de anos criaram este lugar. Viaje, conheça, desfrute com calma e atenção. Vem viajar com a gente!

canion-fortaleza-sombrio-a-bussola-quebrada

Depois de percorrer todo o Cânion, é aqui que você vai sair e se sentir pequeno diante de tanta beleza!

Mais um post do Renato Osaki, em outra aventura no Sul do Brasil.

O Cânion Itaimbézinho está situado na divisa entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, tendo acesso pelos municípios de Praia Grande e Cambará do Sul. Este cânion faz parte do Parque Estadual Aparados da Serra, possui extensão de 5800 metros e altura de 720 metros.

cascata-canion-fortaleza-a-bussola-quebrada

A região é rica em águas, flora nativa e de clima temperado. Quando for visitar, atenção à previsão do tempo.

Existem diversas trilhas dentro do parque, escolhemos fazer a trilha do Rio do Boi, uma trilha que passa por baixo do cânion e que no final nos presenteia com a vista das grandes paredes de rocha e do rio que percorre o vale. Esta é uma trilha longa e de muita concentração, possui 16 quilômetros (ida e volta), podendo durar entre 6 e 8 horas. A maior parte dela acompanha o Rio do Boi, sendo necessário andar pelas rochas e fazer diversas travessias no rio, portanto prepare-se para se molhar!

corredeiras-rio-canion-fortaleza-a-bussola-quebrada

Essa é a primeira vista que temos na chegada da margem do Rio do Boi. Aqui inicia-se a caminhada pelas rochas e as travessias pelo rio.

Para fazer a trilha do Rio do Boi é obrigatório o acompanhamento de guia, pois é necessário utilizar equipamentos de segurança como capacete e proteção nas pernas para evitar mordida de animais peçonhentos. A trilha tem nível de dificuldade médio, porém o que a deixa mais perigosa, são as rochas molhadas, por isso, é aconselhável utilizar calçados apropriados e é preciso bastante atenção para escolher as pedras corretas para pisar.

cachoeira-canion-fortaleza-a-bussola-quebrada

E para deixar o caminho de volta menos cansativo, que tal uma parada para se refrescar nas cachoeiras e piscinas naturais?

A trilha inicia no meio da mata até chegar à margem do Rio do Boi. Durante o percurso do rio, existem diversas cachoeiras e piscinas naturais para se refrescar, além das curiosidades do lugar contadas pelo guia. Apesar do longo percurso, as paisagens e formações rochosas fazem tudo valer a pena!

rochedo-canion-fortaleza-a-bussola-quebrada

Erosão pelo constante curso de águas, vento e milhões de anos de paciência da natureza esculpindo vagarosamente estas paredes.

Durante o percurso vemos algumas formações rochosas e o efeito da erosão da água. Não é difícil de imaginar que vez ou outra as pedras despencam do alto, por isso, os guias são instruídos a não passarem muito perto desses locais com os visitantes.

cachoeira-veu-de-noiva-canion-fortaleza-a-bussola-quebrada

Cachoeiras, umas suaves, serenas. Outras, estrondosas e turbulentas. Mas todas, sempre, maravilhosas.

Esse é o fim da trilha, uma sensação indescritível de ver o cânion por baixo, ouvindo o barulho da água do rio e dos pássaros. Um cenário que não se imagina ter no Brasil. E uma boa parada para um lanche também!

lago-canion-fortaleza-a-bussola-quebrada

A trilha chega ao fim e calma e paz reinam em nossos corpos cansados e rostos suados. Mas alma está lavada e a esperança foi renovada.

 

canion-fortaleza-sombrio-a-bussola-quebrada

O caminho de gigantes. Aqui passam as almas inquietas. Nessa fonte bebemos água pura e muita vida!

 


Dicas de Viagem:

Quer saber mais? Aqui tem – https://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A2nion_do_Itaimbezinho

 

 

.

Anúncios