Rio de Janeiro – Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural Urbana

Conhecida mundialmente como cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro tem na relação entre homem e natureza a base para seu título de primeira paisagem cultural urbana declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO.

pão de açúcar

A partir de 1992, o conceito de paisagem cultural foi incorporado pela UNESCO como uma nova tipologia de reconhecimento dos bens culturais. Porém, os sítios vinculados a esta categoria estavam relacionados a áreas rurais, sistemas agrícolas tradicionais, jardins históricos, entre outros.

A candidatura do bem “Rio de Janeiro: Paisagens Cariocas entre a Montanha e o Mar” foi apresentada em 2009 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), sendo aprovado em 1º de Julho de 2012 o título inédito de primeira área urbana no mundo a ter reconhecido o valor universal da sua paisagem urbana para o Rio de Janeiro.

chafariz-jardim-botanico

Entre os principais elementos que tornaram excepcional e maravilhosa a cidade que nasceu e cresceu entre o mar e a montanha estão o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico e a famosa praia de Copacabana, além da entrada da Baía de Guanabara. As belezas cariocas incluem o forte e o morro do Leme, o forte de Copacabana e o Arpoador, o Parque do Flamengo e a enseada de Botafogo, entre outros elementos.

A consonância entre a paisagem natural da cidade e as intervenções idealizadas pelo homem, incluindo a forma como esses espaços são utilizados e ressignificados pelos mesmos, tornam o Rio de Janeiro um espaço singular tanto na esfera nacional como internacional.

vista-arpoador-para-dois-irmaos

Os atributos que conferem à Paisagem Cultural da Cidade do Rio de Janeiro, seu valor universal, foram baseadas nos critérios I, II e VI estabelecidos nas Diretrizes Operacionais para Aplicação da Convenção do Patrimônio Mundial. Sendo eles:

I) Representar uma obra-prima de um gênio criativo humano

As sucessivas intervenções na paisagem, encabeçadas por profissionais com altíssima qualificação e criatividade, tornaram a Cidade do Rio de Janeiro internacionalmente conhecida por seu patrimônio paisagístico. O mestre e escultor Valentim da Fonseca, o botânico francês Auguste Glaziou, o arquiteto Affonso Eduardo Reidy e o paisagista Roberto Burle Marx, são alguns dos gênios que marcaram a paisagem carioca.

baia de guanabara vista cristo

II) Ser testemunho de um intercâmbio de influência considerável, durante um dado período ou numa determinada área cultural, sobre o desenvolvimento da arquitetura ou da tecnologia, das artes monumentais, do planejamento urbano ou da criação de paisagens

A Cidade do Rio de Janeiro é marcada pela complexidade de sua paisagem cultural. Inicialmente, a apropriação da natureza por parte dos colonizadores portugueses. Na segunda metade do século XIX, desastres ambientais motivados, principalmente, pela cafeicultura, suscitaram discussões sobre a preservação das áreas de mata da cidade, resultando no reflorestamento de áreas destinadas a agricultura. No século XX, os aterramentos e paisagismos modificaram a paisagem, e ressaltaram as belezas naturais da cidade.

baia de guanabara

VI) Estar direta ou materialmente associado a acontecimentos ou tradições vivas, ideias, crenças ou obras artísticas e literárias de significado universal excepcional

Desde a fundação da Cidade do Rio de Janeiro em 1565, sua paisagem tem inspirado inúmeras manifestações que retratam e exultam suas peculiaridades. Dentre as obras excepcionais que exprimem a observação e vivência da cidade, estão, os relatos dos viajantes, a música, a literatura, o cinema e a fotografia, os quais oferecem múltiplas visões sobre a cidade. Do ponto de vista das tradições vivas destacam-se manifestações culturais, como, o carnaval de rua, o samba, a bossa nova, o futebol e as tradicionais festas religiosas.

Cristo1

Espera-se que sendo um patrimônio da humanidade, os aspectos culturais, históricos e naturais da Cidade do Rio de Janeiro sejam protegidos e preservados.


Dicas de Viagem:

Nota oficial da UNESCO: http://bit.ly/RioPatrimonioMundial

Nota oficial da Prefeitura: http://www.rio.rj.gov.br/web/irph/sitio-unesco

Anúncios