Seguindo os passos de Anchieta

Vamos viajar com o Padre mais brasileiro de todos os tempos. José de Anchieta já foi canonizado, virou o terceiro santo brasileiro, participou da fundação da cidade de São Paulo e seguiu pelo litoral até o Espírito Santo. E A Bússola Quebrada visitou todos estes lugares!

anchieta-igreja-matriz-santanna-itanhaem-a-bussola-quebrada

Anchieta na igreja matriz de Sant’Anna Itanhaém.

Seguindo por nossas viagens, sem querer nos deparamos às vezes com alguns personagens históricos. E no litoral, um mito recorrente é o do Padre Anchieta, que hoje é santo brasileiro, mas que nasceu na Espanha, e chegou ao Brasil desembarcando em Salvador, em 13 de julho de 1553.

Menos de 3 meses depois, já estava na Capitania Hereditária de São Vicente, litoral de São Paulo. E de lá começa nossa jornada seguindo os passos de Anchieta.

Itanhaém

convento-itanhaem-a-bussola-quebrada

Convento de Nossa Senhora da Conceição em Itanhaém.

Os relatos da passagem de Anchieta por Itanhaém estão no Convento Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, bem perto da Igreja matriz de Sant’Anna, no Centro Histórico. Itanhaém era apenas um vilarejo da Capitania de São Vicente, mas a igreja matriz fez questão de colocar uma estátua de Anchieta bem em frente à paróquia.

anchieta-karina-itanhaem-a-bussola-quebrada

A Karina, aparecendo ao lado de Anchieta, agora em Itanhaém.

Outro relato sobre Anchieta está no caminho de pedras entre as praia do Pescador e praia do Sonho. O espaço, hoje transformado em balneário e mercado de peixe, abriga a curiosa formação rochosa chamada de Cama de Anchieta.

cama-de-anchieta-itanhaem-a-bussola-quebrada

Cama de Anchieta em Itanhaém.

O padre famoso permaneceu na região por mais de 12 anos.

Pátio do Colégio
Subindo a Serra do Mar pelo sentido Anchieta-Imigrantes, o viajante chega a São Paulo. E bem no Centro Histórico da cidade está o Pátio do Colégio, onde Anchieta lecionou e catequizou os índios na província de Piratininga.

pateo-do-collegio-anchieta-sao-paulo-a-bussola-quebrada

Pateo do Collegio, em São Paulo.

Dos Acordos de paz e das conversas com o Cacique Tibiriçá, surgiu a cidade de São Paulo de Piratininga, em 25 de janeiro de 1554.

patio-do-colegio-sao-paulo-a-bussola-quebrada

Pátio do Colégio. Aqui nasceu a cidade de São Paulo. Hoje também conhecido como Colégio Anchieta.

Falamos um pouco sobre o percurso do Padre Anchieta em terras paulistanas no Aniversário de São Paulo e contamos sobre o Pateo do Collegio.

Ubatuba

Sempre inquieto, Anchieta seguiu para Ubatuba para negociar um acordo de paz entre os índios tupinambás e os portugueses, como havia feito em Itanhaém e São Paulo.

praia iperoig anchieta

Praia de Iperoig. Local do tratado de Paz entre portugueses e Tupinambás.

É desta estada em Ubatuba a famosa obra de Versos à Virgem, escrito na areia da praia e depois copiado. Anchieta usava a técnica de escrever com uma varinha na areia da praia para chamar a atenção dos índios.

anchieta-ubatuba-a-bussola-quebrada

O padre Anchieta em Ubatuba. Escrevendo seus textos na areia da praia.

Na praia de Iperoig, Ubatuba, foi firmado o acordo de paz entre os portugueses e os índios tupinambás. E Anchieta seguiu para Bertioga e posteriormente para o Rio de Janeiro.

anchieta iperoig ubatuba

Os poemas e textos de Anchieta escritos na areia da praia para atrair a atenção dos índios.

Rio de Janeiro

Na Cidade Maravilhosa, Anchieta fez parte da fundação tanto do Colégio dos Jesuítas, que dirigiu entre 1570 e 1573, quanto da fundação da própria cidade do Rio de Janeiro, ao lado do então governador Mem de Sá.

corcovado-cristo-redentor

O símbolo do Rio de Janeiro, o Cristo Redentor.

Vejam só, as duas cidades, São Paulo e Rio de Janeiro, que vivem discutindo entre si, têm o mesmo “pai”, o Padre Anchieta!

Ainda no Rio de Janeiro, o Padre Anchieta lutou ao lado dos portugueses contra os franceses, que haviam estabelecido uma colônia no Rio de Janeiro chamada França Antártica.

Vista do Rio de Janeiro a partir de Niterói

Vista do Rio de Janeiro a partir de Niterói

Anchieta/ES

Balneário de Ubú, em Anchieta, Espírito Santo.

Balneário de Ubú, em Anchieta, Espírito Santo.

Agora no estado do Espírito Santo, Anchieta recebeu, em 1579 a imagem de Nossa Senhora Assunção em Reritiba, com a apresentação do auto “Dia da Assunção”, de sua autoria.

Em 1585, fundou a aldeia de Guaraparim (ES). Para a inauguração escreveu o mais expressivo auto tupi, “Na Aldeia de Guaraparim”.

O Padre José de Anchieta era viajante e professor, tanto que é reconhecido como patrono dos professores brasileiros. Entre suas obras mais famosas estão:
“Poema à Virgem”
“Os feitos de Mem de Sá”
“Arte e Gramática da língua mais usada na costa do Brasil”
“A Cartilha dos Nativos” (Gramática tupi-guarani)
“Carta da Companhia”

A Karina em Anchieta/ES, ao lado de Anchieta, o padre.

A Karina em Anchieta/ES, ao lado de Anchieta, o padre.

José de Anchieta, nasceu na ilha de Tenerife, no arquipélago das Canárias, em 19 de março de 1534 e faleceu em 9 de junho de 1597, aos 63 anos, na então cidade de Reritiba, que hoje leva o nome de Anchieta.

Aliás, 9 de junho é comemorado oficialmente no Brasil como Dia de Anchieta.

.

Anúncios