Nos passos dos Inconfidentes: uma viagem pelas cidades históricas de Minas Gerais

Julho é mês de férias escolares. Já pensou em fazer uma viagem pela história do Brasil? Veja esse roteiro por cinco cidades importantes da Inconfidência Mineira e do Ciclo de Ouro da história colonial brasileira.

O herói dos tempos de República – Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

O herói dos tempos de República – Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

Antes mesmo do “Independência ou Morte” de Dom Pedro 1º, houve um movimento separatista importante no período colonial do Brasil: A Inconfidência Mineira, eternizada pela expressão Libertas Quæ Sera Tamen (Liberdade ainda que tardia) presente na bandeira de Minas Gerais.

Os inconfidentes foram descobertos e presos – e um deles, Joaquim José da Silva Xavier, conhecido como Tiradentes, acabou enforcado pela Coroa Portuguesa no dia 21 de abril de 1789. Para homenageá-lo, a data de sua morte se transformou em feriado nacional.

Santuário de Bom Jesus dos Matosinhos, com as famosas estátuas de Mestre Aleijadinho, expoente do barroco mineiro.

Santuário de Bom Jesus dos Matosinhos, com as famosas estátuas de Mestre Aleijadinho, expoente do barroco mineiro.

Momento importante da história do Brasil e estudado por todos na escola, também pode ser vivenciado por quem viaja pelas cidades históricas de Minas Gerais. O ViajaNet montou um roteiro com dicas de viagens incluindo cinco cidades mineiras que fizeram parte desse período histórico. Confira:

Ouro Preto

A sugestão é iniciar a viagem na cidade que foi o reduto do movimento mineiro. Antiga Vila Rica, capital de Minas Gerais na época, Ouro Preto conta com obras artísticas e arquitetônicas únicas, que remetem ao século 18 e ao ciclo de ouro no Brasil. O destaque é para o Museu da Inconfidência, instalado no prédio da antiga Casa de Câmara e Cadeia. No Panteão da Inconfidência, por exemplo, estão os restos mortais de 16 inconfidentes.

Já foi Vila Rica, já foi palco da história do Brasil. Ouro Preto tem que fazer parte da sua lista de viagem.

Já foi Vila Rica, já foi palco da história do Brasil. Ouro Preto tem que fazer parte da sua lista de viagem.

Mariana

Mariana é o município vizinho de Ouro Preto e é a primeira cidade mineira fundada. O Centro Histórico, por exemplo, ficou imune aos rejeitos de mineração que acorreram no fim de 2015, e abriga importantes prédios que remetem ao século 18. Para aqueles que gostam de aventura, a dica é a Mina da Passagem, considerada uma das maiores minas de ouro abertas em todo o mundo.

Mariana é uma cidade que merece ser visitada. Antiga capital de Minas Gerais e cheia de encantos.

Mariana é uma cidade que merece ser visitada. Antiga capital de Minas Gerais e cheia de encantos.

São João Del Rei

Se a Inconfidência fosse bem sucedida, a cidade seria a nova capital. Isso mostra a importância de São João Del Rei para a história brasileira, exemplificada em diversos pontos turísticos da região. Duas visitas são imperdíveis: a Igreja de São Francisco de Assis e a Catedral Nossa Senhora de Pilar, ambas erguidas no século 18. A cidade também abriga o Memorial Tancredo Neves e o Museu da FEB, que retrata a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.

A cidade é muito bonita e cheia de oportunidades. É sede de universidade federal.

A cidade é muito bonita e cheia de oportunidades. É sede de universidade federal.

Tiradentes

Joaquim José da Silva Xavier nasceu em uma fazenda entre São João Del Rei e a então Vila de São José Del Rei. Porém, após a proclamação da República, a última localidade recebeu o nome do herói que enfrentou o domínio português. A pequena cidade mineira abriga o Monumento a Tiradentes, construído pela população no fim do século 19 e a Matriz de Santo Antônio, a segunda igreja em ouro do Brasil e construída em 1710.

Tiradentes é encantadora. Barroco, arte, artesanato, bons restaurantes e as serras mineiras.

Tiradentes é encantadora. Barroco, arte, artesanato, bons restaurantes e as serras mineiras.

Congonhas do Campo

O município é um dos principais redutos do barroco brasileiro. A visita obrigatória é o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, local que abriga os Doze Profetas esculpidos por Aleijadinho e é reconhecido como patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO. Outro ponto turístico importante consiste nas seis Capelas dos Passos, que contêm 64 imagens em cedro que retratam a Paixão de Cristo – a maioria é de autoria de Aleijadinho e pintada por Mestre Ataíde.

 

Vá a Congonhas do Campo e veja os 12 Profetas Menores.

Vá a Congonhas do Campo e veja os 12 Profetas Menores.

 


Agradecimentos: ViajaNet

 

Anúncios