Side By Side – O quanto você está longe de casa?

Lado a lado é uma comparação de imagens diferentes para mostrar que não importa o quanto estejamos longe de casa, nossos cérebros criam truques para nos fazer sentir à vontade, em segurança. Comparar lugares, achar dois pontos distantes um pouco parecidos, procurar coisas e lugares semelhantes. Leia sobra essas comparações de viajantes e entenda como seu cérebro trabalha para seu bem-estar.

Nascer do sol na Ilha Vancouver, Canada e nascer do sol na Ilha de Poros, Grécia.

Nascer do sol na Ilha Vancouver, Canadá e nascer do sol na Ilha de Poros, Grécia.

Você que viaja bastante, já deve ter percebido que alguns lugares se parecem muito. Viajamos para longe para ver o que é diferente e conhecer o novo, mas é quase inevitável fazer comparações, dizendo que de onde você vem é deste jeito ou daquele modo. E mais, achar semelhanças por onde passa, comparar um lugar com outro, ou o lugar novo e distante onde você está agora com o lugar de onde você veio ou achar semelhanças com sua casa.

Na maioria das situações, o cérebro sente falta de casa e faz truques de similaridade, procurando o já bem conhecido, o que é seguro, o que você já viu. Apenas note que quando você chega a um destino desconhecido, o tempo que você leva para percorrer caminhos é sempre longo, mas a volta é sempre mais rápida. Isso é porque seu cérebro quer fazer o corpo se sentir seguro. Algo que você já conhece é seguro, o novo é desafiador e assusta.

Alpes da Austria e Drakensberg Africa do Sul.

Alpes da Áustria e Drakensberg, África do Sul.

Lembra quando você chega numa cidade nova, e depois de algum tempo já conhece bem os caminhos, e se acha muito inteligente de ter gravado todas as novas informações tão rápido? É nossa necessidade de segurança se esforçando para achar semelhanças por onde passamos, gravar dicas do caminho, mapear a área em que estamos e, em caso de perigo, achar o caminho mais rápido para casa, ou hotel, ou local seguro e confortável mais próximo.

 

 

Essa necessidade do cérebro em fazer comparações e achar semelhanças foi a inspiração para o duo de fotógrafos Chanel Cartell e Stevo Dirnberger. Eles percorreram quarenta países, fizeram 14 mil fotos e depois começaram um exaustivo trabalho de comparação e colagem para misturar imagens de dois lugares bem distantes, ou diferentes, mas que guardassem entre si semelhanças suficientes para nosso cérebro dizer “Ei cara, isso é parecido. ” Ou “Eu já vi este lugar antes. ”

Arquitetura da Itália comparada à arquitetura da Alemanha.

Arquitetura da Itália comparada à arquitetura da Alemanha.

 

Cânion Bryce, Estados Unidos e montanhas Dolomitas, Itália.

Cânion Bryce, Estados Unidos e montanhas Dolomitas, Itália.

Vendo essas montanhas aqui, impossível para mim não lembrar do Pico das Agulhas Negras.

Uma flor em Sidney, Austrália e uma flor Bali, na Indonésia.

Uma flor em Sidney, Austrália e uma flor Bali, na Indonésia.

 

O mesmo ponto de vista, de baixo para cima. Mas as florestas são na Noruega e outra no Japão.

O mesmo ponto de vista, de baixo para cima. Mas as florestas são na Noruega e outra no Japão.

 

Lago Alberta, no Canadá e lago Jarpen, na Suécia.

Lago Alberta, no Canadá e lago Jarpen, na Suécia.

 

Lago Tekapo, Nova Zelândia e Lago Wolfgang, Áustria.

Lago Tekapo, Nova Zelândia e Lago Wolfgang, Áustria.

 

Parque nacional Banff, Canadá e Parque nacional Tsitsikamma, África do Sul.

Parque nacional Banff, Canadá e Parque nacional Tsitsikamma, África do Sul.

 

Ponte de Londres e ponte do Brooklyn, nos Estados Unidos.

Ponte de Londres e ponte do Brooklyn, nos Estados Unidos.

 

Sossusvlei, na Namíbia e Otago, Nova Zelândia.

Sossusvlei, na Namíbia e Otago, Nova Zelândia.

 

How far from home

O quanto você está longe de casa? Adoramos viajar e conhecer, mas o seu corpo e sua mente sempre se apegam a um lugar. A este lugar chamamos de lar. E o lar é aquele lugar que, não importa quão longe você vá, sabe que quando voltar, será bem recebido.

O poeta estadunidense Robert Frost fez essa linda definição do que é o lar. E claro, todos nós começamos com o que conhecemos, descobrimos mais, amamos novos lugares, achamos tudo parecido ou comparamos com algo que conhecemos antes. E foi com esta ideia que a dupla de fotógrafos montou estas photo mashups. Dois lugares diferentes, mas que se parecem, ou que nós vamos achar parecido. E o novo se torna mais agradável porque apenas nos encanta e já não assusta.

Verão Islândia e o inverno na Alemanha.

Verão Islândia e o inverno na Alemanha.

Vendo isso, acho que vou fazer minha própria coleção de lugares parecidos.

E você, tem uma coleção de lugares que se parecem? Mostra aqui pra gente. Conte sua história!

 

 


Dicas de Viagem:

Quer saber mais sobre o trabalho How far from home dos fotógrafos Chanel Cartell e Stevo Dirnberger? Veja aqui – http://howfarfromhome.com/

E aqui você vê o trabalho da dupla nas redes sociais:

https://www.facebook.com/thisishowfarfromhome

https://www.instagram.com/howfarfromhome/

https://www.youtube.com/c/HowFarFromHomeChannel?sub_confirmation=1

E no Twitter – howfarfromhome

 

Anúncios