Instagram Contra Selfies com Animais Silvestres

A gente já falou aqui sobre selfies com animais silvestres. E um levantamento realizado pela ONG internacional Proteção Animal Mundial alerta sobre crueldade em selfies com animais selvagens. Agora o Instagram entrou nessa luta para desestimular quem pratica este tipo de maus tratos.

.

Foto feita a distância. Nada de selfie.

Foto feita a distância. Nada de selfie.

.

Aqui em A Bússola Quebrada, a gente tem várias fotos com animais. Mas são animais domésticos, ou animais preservados e bem cuidados nos zoológicos. Ou até animais selvagens, mas fotografados a uma distância segura e definitivamente, sem essa coisa ridícula de self o tempo todo! A Karina até curte umas fotos de casal, mas eu odeio de verdade. 

Tudo bem, ela faz selfies de casal comigo, e não com animais silvestres que estão acorrentados, enjaulados, maltratados ou presos apenas para o divertimento de uma cambada de sem-noção. E agora soubemos que temos mais um aliado na causa de evitar maus tratos para selfies com animais silvestres:

O Instagram iniciou uma campanha internacional para alertar contra maus tratos a animais silvestres.

.

Acorda cedo e vai fazer foto do bichinho no habitat dele. Nada de Selfie.

Acorda cedo e vai fazer foto do bichinho no habitat dele. Nada de Selfie.

.

Uma pesquisa Social Listening realizada pela Proteção Animal Mundial (World Animal Protection) mostra que desde 2014 houve um aumento de 292% no número de selfies tiradas com animais silvestres. Além disso, mais de 40% das selfies mostra que a interação com os animais foi feita de forma inadequada ou abusiva.

Para ajudar a reverter esse quadro, a partir de hoje, sempre que alguma hashtag relacionada a maus tratos a animais silvestres for postada, será exibida na tela do usuário um aviso: “Abuso ou venda de animais silvestres não são permitidos no Instagram”. Atualmente existem centenas de hashtags como #TigerSelfie (selfie com tigre, em português) ou #KoalaSelfie (selfie com coala, também em tradução livre).

.

A gente não faz selfie com quem não tem culpa da raça humana ser tão besta.

A gente não faz selfie com quem não tem culpa da raça humana ser tão besta.

.
Por meio da iniciativa, os mais de 800 milhões de usuários poderão visitar uma página dedicada à campanha que avisa sobre o contrabando ou abuso de animais em virtude do turismo. A ideia é que os usuários sejam cautelosos ao pagar para tirar fotos com animais exóticos, o que pode colocar em risco animais ameaçados de extinção.

“Estamos muito felizes com essa iniciativa do Instagram de mostrar aos usuários como os animais silvestres sofrem, tanto na frente como atrás das câmeras”, diz Steve McIvor, CEO da Proteção Animal Mundial. “Os animais silvestres são tirados de suas mães ainda bebês e mantidos em situações complemente inadequadas, sujos e muitas vezes vítimas de traumas psicológicos severos. Tudo isso para que os turistas tirem belas selfies com eles”, completa o executivo.

.

Quer guardar recordações de animais? A gente tem umas dicas melhores que selfies.

Quer guardar recordações de animais? A gente tem umas dicas melhores que selfies.

.

A ONG lançou um código de conduta para turistas, o Código da Selfie, que mostra a maneira adequada de tirar fotos sem contribuir com a cruel indústria do entretenimento que usa a vida silvestre. Para acabar com essa indústria e juntar-se ao movimento basta assinar o código, que tem como objetivo manter os animais na natureza, onde eles pertencem.

Outras informações estão disponíveis no website da Proteção Animal Mundial.

Lançada em 2015, nossa campanha “Silvestres. Não entretenimento.” visa conscientizar o turismo contra formas cruéis de entretenimento, como passeios em elefantes, shows que usam animais silvestres, experiências interagindo com animais, etc.

.

Animais silvestres são bonitos na natureza. Deixa eles lá!

Animais silvestres são bonitos na natureza. Deixa eles lá!

.

Nossa campanha dá voz a mais de 550 mil animais silvestres que estão atualmente em cativeiros ou sendo abusados pelo entretenimento. Alguns de nossos números até o momento:

– Mobilizamos mais de 800 mil pessoas em todo o mundo para tomar medidas para acabar com a crueldade infringida aos animais silvestres no entretenimento.

– Como resultado, o TripAdvisor, a maior plataforma de viagens on-line do mundo, parou de vender e promover ingressos para algumas das atrações turísticas de vida silvestre e lançou um portal de educação para ajudar a informar os viajantes sobre questões de bem-estar animal.

.

Desce aqui pra tirar uma selfie com o jacaré, quero ver!

Desce aqui pra tirar uma selfie com o jacaré, quero ver!

.

– Mais de 180 empresas de viagens em todo o mundo comprometeram-se a parar de vender e promover passeios e shows de elefantes.

Instagram promove iniciativa para alertar usuários sobre o sofrimento de animais silvestres usados para selfies.

Se você quer fazer fotos lindas com animais, faça igual a nós, fotografe as tartarugas do Projeto Tamar em Ubatuba, dentro d’água, comendo, pescando, ou caçando, que acho que é o que as tartarugas fazem, visite a Lagoa da Pampulha para ver as capivaras, vá ver urubus e lagartos na Igreja da Penha, em Vitória, no Espírito Santo. Lá tem lagartos, urubus e outros bichos. (OK, na verdade a Igreja da Penha fica em Vila Velha e tem uma vista linda da cidade).

.

Uma família inteira de capivaras na Pampulha. E nada de selfies.

Uma família inteira de capivaras na Pampulha. E nada de selfies.

.

Quer ver animais selvagens? A gente fotografou alguns animais a uma distância segura, para eles e para nós, e nunca é demais lembrar do caso do filhote de golfinho, que chegou perto demais da praia, foi capturado e morreu sufocado por estar tempo demais fora d’água porque todo babaca que aparecia pedia a vez pra fazer um vídeo ou uma selfie. Agora me fala, a morte de um animalzinho é um preço justo por uma estúpida selfie?

.

Só de longe. Nada de selfies.

Só de longe. Nada de selfies.

.

.

.

.

Anúncios