Agenda Cultural 30-03-2018

Feriadão de Páscoa com Agenda Cultural começa com shows no Theatro Municipal de São Paulo, Restaurante Week, Caça aos ovos de chocolate e Drama da Paixão de Cristo em Santana do Parnaíba.  Divirta-se! Feliz Páscoa!

.

São Paulo/SP

Shopping Pátio Higienópolis Organiza Brincadeira De “Caça Aos Ovos” Para Crianças De 4 A 12 Anos.

No Sábado de Aleluia (31 de março), véspera da Páscoa, o Shopping Pátio Higienópolis organiza uma brincadeira de Caça aos Ovos, para as crianças, entre 4 e 12 anos, se divertirem das 12h às 20h. O início dessa aventura será no Piso Veiga Filho (próximo ao Vão Central), onde todas as crianças receberão pistas para caçar os ovinhos. A cada uma das cinco etapas, os participantes ganham ovinhos de chocolate e uma dica para o próximo desafio. As pistas para Caça aos Ovos serão distribuídas por ordem de chegada.

A participação será por ordem de chegada.  A última turma começas às 19h30. As pistas podem estar escondidas dentro de lojas, ou em áreas de comuns do shopping.

 

 

Horário Especial: Na Sexta-Feira Santa (30 de março) e no domingo de Páscoa (1 de abril), o Pátio Higienópolis terá horário especial para compras, das 14h às 20h; alimentação e lazer, a partir das 11h. No sábado, horário normal de funcionamento – das 10h às 22h.

Presentes para Páscoa
Além da recreação, o Shopping Pátio Higienópolis conta com diferentes operações, com produtos para Páscoa, tais como Amor aos Pedaços, Brigaderia, Chocolat du Jour, Kopenhagen, Lindt, Ofner, Pati Piva, entre outras.

SERVIÇO:
Caça aos Ovos – Gratuito (crianças de 4 a 12 anos)

Sábado, 31 de março, das 12h às 20h
Ponto de Encontro: Vão Central, Piso Veiga Filho
Os participantes serão atendidos de acordo com a ordem de chegada e só será permitida a participação acompanhada de um adulto responsável.

.

22ª edição da Restaurant Week SP celebra o maior evento esportivo do mundo.

Festival começa na capital no dia 30 de março e vai até 22 de abril. A ideia é apresentar pratos preparados com ingredientes dos 32 países do campeonato.

Neste ano o maior evento gastronômico de São Paulo e um dos mais importantes da América Latina, a Restaurant Week, homenageará os países participantes do maior torneio futebolístico do ano. O tema será a gastronomia internacional, onde chefs de todo o Brasil terão a liberdade para trabalhar com ingredientes comuns dos países classificados para o campeonato. Está é a 22ª edição realizada em São Paulo e acontece entre os dias 30 de março a 22 de abril.

Ao todo são mais de 200 restaurantes participantes que contam com menus inéditos preparados com ingredientes especiais das 32 nações. O tema permitirá que os apreciadores da boa gastronomia e torcedores fanáticos façam uma viagem gastronômica, tendo contato com a riqueza culinária de diferentes povos e culturas espalhadas ao redor do globo. Um tira-gosto para aguçar a expectativa do público meses antes do campeonato, com menus repletos de pratos temáticos.

A 22ª edição da SP Restaurant Week manterá a opção de Menu Premium, com restaurantes de chefs renomados para quem quer vivenciar uma experiência gastronômica ainda mais sofisticada, mas também a preços democráticos. Os valores são fixos, para o Menu Tradicional, o almoço é R$ 46,90 e no jantar R$ 58,90. Já para o Menu Premium, que é necessário fazer reserva pelo site do evento, o almoço sai por R$ 68, e para o jantar R$ 89.

“Este ano teremos como tema a gastronomia de 32 países que participarão do maior evento esportivo do mundo, na Rússia. Estamos muito contentes em poder democratizar a boa culinária na cidade com preços acessíveis e, assim, apresentar aos clientes uma boa culinária, com ingredientes de outros países e com atendimento de qualidade a preço acessível”, diz Fernando Reis, idealizador e responsável geral pelo festival no Brasil.

Além disso, Fernando ressalta que o alto movimento durante o evento acaba conquistando novos clientes aos restaurantes. Os consumidores podem fazer o bem doando R$ 1 no valor final da conta e todo dinheiro arrecadado será doado para Fundação Cafu. Outra forma de ajudar é doando as notas fiscais sem CPF para a APAE SP – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, através do aplicativo da Nota Fiscal Paulista. Mais que um evento de gastronomia, a Restaurant Week já se consolidou como evento de transformação na área social.

A cervejaria Petra é a patrocinadora oficial do evento e apresenta um menu de Cerveja Especiais, artesanais puro malte para harmonizar com os pratos. Para não perder a oportunidade de conferir toda essa experiência, as reservas podem ser feitas pelo site www.restaurantweek.com.br

Serviço:
O que: 22ª edição da São Paulo Restaurant Week
Quando: De 30 de março a 22 de abril
Tema: Gastronomia Internacional
Valores: 
Menu Week- R$ 46,90 o almoço e R$ 58,90 o jantar
Menu Premium – R$ 68,00 o almoço e R$ 89,00 o jantar – Somente com reserva
Site: www.restaurantweek.com.br

.

Theatro Municipal de São Paulo – Programação de 29 de Março a 12 de Abril de 2018

MARÇO

Quinta-feira, 29, 20h

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo
Betina Stegmann – violino
Nelson Rios – violino
Marcelo Jaffé – viola
Rodrigo Andrade – violoncelo
Convidado:
Fernando Cordella – Cravo

Praça das Artes – Sala do Conservatório

 

Programa:

Antonio Vivaldi: As Quatro Estações

O Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo convida o cravista Fernando Cordella para participar da apresentação de ‘As Quatro Estações’, de Antonio Vivaldi. O público vai conhecer os poemas que inspiraram Vivaldi a compor esta obra e a visão do quarteto para esta obra que originalmente foi composta para uma orquestra.

Ingressos R$ 20 na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo

Sexta-feira, 29, 20h
Sábado, 30, 16h30

Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo
Coral Paulistano
Marcos Arakaki – regente
Lina Mendes – Soprano

 

 

Theatro Municipal de São Paulo – Sala de espetáculos

Programa:

FRANCISCO BRAGA (150 anos de nascimento)
I
nsônia – Poema Sinfônico

CLAUDE DEBUSSY (100 anos de morte)
Nocturnes
Intervalo

FRANCIS POULENC
Stabat Mater

A Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo recebe o maestro convidado Marcos Arakaki para, em conjunto com o Coral Paulistano, celebrar os 150 anos de nascimento de Francisco Braga, compositor e regente brasileiro com a execução de Insônia – Poema Sinfônico. Ainda, neste, que é o centenário da morte de Claude Debussy, o concerto também conta com NocturnesStabat Mater, de Francis Poulenc encerra o programa.

Ingressos de R$ 12 a R$ 60 pelo site  eventim.com.br ou na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo.

ABRIL

Sexta-feira,6, 20h

Sábado,7, 16h30

Domingo,8, 16h30

Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo
Coro Lírico
Coral Paulistano
Coro Infantojuvenil da Escola Municipal de Música de São Paulo
Solistas do projeto Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo
Roberto Minczuk – regente
Michel de Souza (barítono) – celebrante
João Malatian – direção cênica

Theatro Municipal de São Paulo – Sala de espetáculos

Programa:

LEONARD BERNSTEIN (100 ANOS DE NASCIMENTO)

Missa

Para marcar os 100 anos de nascimento do maestro, compositor e pianista americano Leonard Bernstein, a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, sob a regência de Roberto Miczuk, o Coro Lírico da Cidade de São Paulo, o Coral Paulistano, o Coro Infantojuvenil da Escola Municipal de Música de São Paulo e solistas do projeto Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo homenageiam o artista com a apresentação da “Missa”, composta para a inauguração do Kennedy Center, em Washington, dedicado à memória do presidente John F. Kennedy. É a primeira vez que a obra será tocada no Brasil.

Ingressos de R$ 30 a R$ 80 pelo site  eventim.com.br ou na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo

Domingo,8, 12h

Orquestra Experimental de Repertório

Série Grandes Sinfonias – II

Fabio Zanon – violão

Lutero Rodrigues – regente

Theatro Municipal de São Paulo – Sala de espetáculos

Programa:

HEITOR VILLA-LOBOS

Concerto para Violão

HENRIQUE OSWALD

Sinfonia op.43

Sob a regência de Lutero Rodrigues, a OER executa, além de Wertherde Alexandre Levy, uma das mais impressionantes obras do período romântico brasileiro, a Sinfonia op. 43, de Henrique Oswald. Nascido no Rio de Janeiro, Oswald foi um dos mais importantes compositores brasileiros do fim do século XIX e do começo do século XX.

Ingressos de R$ 10 a R$ 30 pelo site  eventim.com.br ou na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo.

Quinta-feira, 12, 20h

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Betina Stegmann – violino

Nelson Rios – violino
Marcelo Jaffé – viola
Rodrigo Andrade – violoncelo

Convidados:

Renato Bandel – viola

Moisés Ferreira – violoncelo

Praça das Artes – Sala do Conservatório

Programa:

WOLFGANG A. MOZART

Sinfonia Concertante

Trechos da ópera “A Flauta Mágica”

O Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo recebe os convidados Renato Bendel na viola e Moisés Ferreira no violoncelo para interpretar, em versão para quarteto, a Sinfonia Concertante e trechos da ópera “A Flauta Mágica” de Mozart.

Ingressos R$ 20 pelo site eventim.com.br ou na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo.

.

REPESCAGEM – Retrospectiva LUCHINO VISCONTI – De 29 de março a 01 de Abril.

A mostra “Retrospectiva Luchino Viscont” é uma realização do Sesc São Paulo, com produção da Distribuidora FJ Cines. Os filmes foram exibidos no CineSesc durante o período de 01 a 14 de março. Nesse período mais de 8 mil pessoas passaram pelo Cine Sesc.

As cópias em 35mm coletadas diretamente na “Cineteca Nazionale”, em Roma, com autorização somente para o CineSesc, pois o mesmo possui dois projetores  35mm, que permite que a cópia original não seja montada.

De 22 a 28/03 o filme “O Leopardo” terá exibição todos os dias às 21h (exceto no dia 26).

A REPESCAGEM da Retrospectiva Luchino Viscont, começa entre os dias 29 e 01 de Abril.

O Leopardo

Dir: Luchino Visconti, tália, França, 1963, 186 min, 12 anos

Baseado no romance de Giuseppe Tomasi diLampedusa, drama histórico, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, mostra a chegada dos revolucionários de Giuseppe Garibaldi à Sicília e seu impacto na nobreza local, que teme perder privilégios. Em 1860, a notícia do desembarque das forças revolucionárias em Marsala interrompe as orações no palácio do príncipe Fabriziodi Salina (Burt Lancaster). Tancredi (Alain Delon), seu sobrinho, se alista nas fileiras garibaldinas e Salina vê na iniciativa uma forma de manter seus privilégios. Percebe também a ascensão da burguesia, na figura do prefeito dom Calogero (Paolo Stoppa), e atua para unir seu sobrinho à filha dele, Angelica (Claudia Cardinale).

Não recomendado para menores de 12 anos

De 22 a 28/3, quinta a quarta, às 21h, exceto no dia 26/03.

 

O Estrangeiro

Dir: Luchino Visconti, Itália/França, 1967, 104 min.

Na adaptação do romance homônimo de Marcel Camus, ambientado na Argélia colonial, Marcello Mastroianni é Meursault, francês de origem argelina que recebe a notícia da morte da mãe, que vivia em uma clínica. Sua indiferença diante do corpo choca os funcionários. No dia seguinte, Mersault reencontra Marie (Anna Karina), uma antiga colega de trabalho, e testemunha em favor de Raymond (Georges Géret), acusado de agredir a amante, despertando o desejo de vingança por parte de alguns árabes. No confronto que culmina com a morte de um deles, Meursault se vê envolvido em um processo no qual o que menos interessa é a punição pelo crime.

Dia 29/03, quinta, às 19h

Não recomendado para menores de 14 anos

Rocco e Seus Irmãos

Dir: Luchino Visconti, Itália, França, 1960, 177 min.

Com a morte do marido, Rosaria (KatinaPaxinou) parte da Lucânia, região pobre do sul da Itália, para Milão com quatro filhos: Simone (Renato Salvatori), Rocco (Alain Delon), Ciro (Max Cartier) e Luca (Rocco Vidolazzi). Eles vão se reunir com Vincenzo (Spiros Focás), o irmão mais velho, que migrou primeiro para o norte rico e industrializado em busca de um futuro melhor. Simone, que sonha vencer na vida como pugilista, se envolve com uma prostituta, Nadia (Annie Girardot), que o troca por Rocco, o mais suave e terno dos irmãos, e termina sendo pivô da tragédia que marca a vida dos dois e dela própria.

Dia 29/3, quinta, às 21h

Não recomendado para menores de 14 anos

 

Ludwig

Dir: Luchino Visconti, Itália, França, Alemanha, 1973, 238 min.

Versão restaurada do filme, que recupera a montagem inicial de quatro horas de duração idealizada pelo diretor, acompanha a trajetória de Ludwig II, o Rei Louco da Baviera, morto aos 40 anos em circunstâncias misteriosas. Coroado em 1864, Ludwig (Helmut Berger) é mecenas do compositor Richard Wagner (Trevor Howard) e nutre uma paixão platônica pela prima Elisabeth (Romy Schneider), imperatriz da Áustria. Dois anos depois, com a entrada da Baviera na guerra austro-prussiana, contra sua vontade, Ludwig encontra oposição por ser considerado excêntrico. Envergonhado por sua decadência, busca refúgio nas artes e tem sua capacidade mental questionada por opositores palacianos.

Dia 30/3, sexta, às 19h

Não recomendado para menores de 14 anos

 

Violência e Paixão

Dir: Luchino Visconti, Itália, França, 1974, 121 min.

Um velho professor (Burt Lancaster), colecionador de pinturas que retratam grupos familiares, vê seu modo de vida austero e sua intimidade alterados ao alugar para a marquesa Bianca Brumonti (Silvana Mangano) um apartamento de sua propriedade no andar superior ao seu. Bianca instala ali seu amante, Konrad (Helmut Berger), e a filha Lietta (Claudia Marsani) com seu namorado, Stefano (Stefano Patrizi). A vulgaridade dos inquilinos incomoda o professor, mas a personalidade de Lietta e de Konrad, que possui um passado de ativismo político, acaba aproximando-o da família. Mas essa convivência será abalada por um conflito inesperado, desencadeado por Stefano.

Dia 31/3, sábado, às 19h

Não recomendado para menores de 18 anos

O Inocente

Dir: Luchino Visconti, tália, França, 1976 125 min.

Inspirado no romance de Gabriele D’Annunzio e ambientado na sociedade aristocrática do século XIX, TullioHermil (Giancarlo Giannini) mantém um casamento apenas formal com Giuliana (Laura Antonelli), que aceita sem demonstrar reação o relacionamento do marido com a amante, a condessa Teresa Raffo (Jennifer O’Neill). Num período de ausência dos dois, Giuliana conhece o escritor Filippo d’Arborio (Marc Porel), com quem também se envolve. Sentindo que está perdendo a mulher, Tullio se reaproxima e propõe a reconciliação. Quando tudo parece caminhar para uma nova e estável vida conjugal, Tullio descobre que a mulher está grávida do escritor.

Dia 31/3, sábado, às 21h

Não recomendado para menores de 16 anos

Noites Brancas

Dir: Luchino Visconti, Itália, 1957, 102 min.

Mario (Marcello Mastroianni) é um jovem e solitário empregado transferido para a cidade de Livorno, onde encontra Natalia (Maria Schell) durante seus passeios noturnos. Arredia, ela acaba lhe confidenciando que está apaixonada por um homem (Jean Marais), inquilino de sua avó, que não vê há um ano, mas que prometeu reencontrá-la naquele local. Apaixonado pela moça, Mario consegue encontrá-la mais vezes, na esperança de que supere o antigo amor, mas a possibilidade de retorno do misterioso inquilino está sempre presente. Baseado no conto homônimo de FiódorDostoiévski, ganhou o Leão de Prata de melhor direção no Festival de Veneza.

Dia 01/4, domingo, às 19h

Não recomendado para menores de 14 anos

Senso – Sedução da Carne (Senso)

Direção: Luchino Visconti. Itália, 1954 Duração: 123 min.

Durante a luta pela reunificação da Itália, em meados do século XIX, quando Veneza ainda estava sob ocupação da Áustria, a condessa LiviaSerpieri (AlidaValli), casada com o conde Serpieri (Heinz Moog), apaixona-se pelo tenente austríaco Franz Mahler (Farley Granger), a quem entrega o dinheiro destinado ao esforço de guerra dos patriotas italianos, que lhe havia sido confiado por seu primo, o marquês Ussoni (MassimoGirotti). À custa de trair seu país, Livia continua fiel ao amante e tenta, mesmo assim, protegê-lo, temerosa de que a vitória italiana coloque sua vida em risco. Baseado em conto homônimo de Camillo Boito.

Dia 01/4, domingo, às 21h

Não recomendado para menores de 12 anos

O cineasta italiano Luchino Visconti é um dos maiores diretores de cinema de todos os tempos. Iniciou sua carreira com Jean Renoir, de quem foi assistente antes de dirigir seu primeiro longa, Obsessão, iniciando um processo que o acompanharia por muitos filmes: a censura, a dificuldade de exibição dos títulos, pela exploração de uma miríade de temáticas “escandalosas” para a sociedade italiana como a violência, a homossexualidade (ainda que sugerida), o enfrentamento aos governos fascistas e democratas cristãos italianos. Obsessão, junto com Bellissima, a Terra Treme e Rocco e Seus Irmãos, este último vencedor do Fipresci e prêmio especial em Veneza, em 1960, muitos consideram como o início do neo-realismo italiano, movimento cultural iniciado no final da segunda guerra mundial marcou profundamente Visconti e que teve também como expoentes Vittorio de Sica e Roberto Rossellini. Em sua carreira produziu obras-primas como O Leopardo, seu maior sucesso comercial, baseado no livro de Tommaso di Lampedusa, vencedor da Palma de Ouro no festival de Cannes. Seus filmes concorreram a inúmeros prêmios em festivais em todo o mundo, sempre com destaque para Cannes e Veneza.

Nobre de nascimento, fez da decadência da aristocracia um de seus temas preferidos, como fica evidente também em Ludwig. Visconti iniciou e deu sustentação às carreiras de artistas fundamentais como Alain Delon, Claudia Cardinale e Silvana Mangano.

 

Serviço

Mostra: REPESCAGEM: Retrospectiva Luchino Visconti

CineSesc

DataDe 29/03 a 01/04 de 2018

Tel: (11) 3087-0500

Rua Augusta, 2075

Cerqueira César – 01413-000

São Paulo – SP

Ingressos: R$ 12 (inteira); R$ 6 (+60 anos, estudante e professor da rede pública de ensino); R$ 3.5 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc).

.

Grupo Flor Ribeirinha Apresenta Espetáculo De Dança Folclórica Em São Paulo.

Teatro J. Safra recebe “Mato Grosso dançando Brasil” com o grupo mato-grossense no final de março

A Associação Cultural Flor Ribeirinha, que há mais de 24 anos trabalha no resgate, manutenção, proteção e difusão da cultura popular mato-grossense, traz à São Paulo, pela primeira vez, o espetáculo “Mato Grosso dançando Brasil”, uma homenagem às manifestações tradicionais do nosso país.

No Teatro J. Safra, nos dias 30 e 31 de março e 1º de abril, o grupo Flor Ribeirinha encena danças tradicionais brasileiras, com suas várias nuances, personagens, ritmos e gestualidades, compondo um repertório que passeia por todo o Brasil. Do norte, mais especificamente de Parintins, vem o Boi Bumbá, dança com personagens humanos e animais fantásticos, que gira em torno da lenda sobre a morte e ressurreição de um boi.  A forte expressão do Sul é representada pelas diversas Danças Gaúchas.  Do Nordeste vem o Frevo, que, com sua fusão de gêneros como marcha, maxixe, dobrado e polca, com influência da capoeira, foi declarado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO no ano de 2012. O Siriri Cuiabano enraizado na comunidade São Gonçalo Beira Rio, que há mais de 200 anos reflete o multiculturalismo formado por índios, africanos, europeus e que traz o ritmo contagiante embalado pela viola de cocho, o mocho e o ganzá, representa o Centro-Oeste. O repertório se completa com o Samba do Sudeste do Brasil.

Tudo começou em uma brincadeira de roda, quando a fundadora e presidente do Flor Ribeirinha, Domingas Leonor,  sugeriu que as crianças dançassem o siriri. “Foi uma coisa tão forte, aquelas crianças pegaram na hora. Quando eu vi, o grupo já estava montado, tão bonitinho”, diz Domingas, que completa: “Eu vi aquele aguapé lindo, com aquelas florezinhas brancas e pensei, por que não botar o nome de Flor Ribeirinha? Todo mundo adorou e daquele dia em diante, nos tornamos o grupo Flor Ribeirinha”.

“Mato Grosso dançando Brasil” busca homenagear a cultura dançante do povo, sabendo que sua produção é apenas um recorte artístico da imensidão dos folguedos tradicionais existentes no Brasil. A partir da nossa dança e música popular, encontramos um meio de sermos brincantes nos palcos da vida, caminhando e dialogando também com os brincantes dos quintais, ladeiras, salões e ruas do Brasil. O espetáculo, que levou o grupo Flor de Ribeirinha ao Festival de Folclore do mundo, realizado em agosto de 2017 na Turquia, de onde voltou Campeão Mundial e com o Troféu Ouro na bagagem, conta com a participação especial de dois grandes artistas do estado de Mato Grosso: a cantora Lorena Ly e o ator Romeu Benedicto.

Acredito que sem minha vó existiria uma enorme chance de nosso folclore, o siriri e o cururu caírem no esquecimento. Portanto, tenho certeza que quando ela partir, seu nome será lembrado eternamente”, diz Avinner Augusto, coreografo da companhia e neto de Dona Domingas.

Associação Cultural Flor Ribeirinha

Idealizada e fundada pela Mestra da Cultura Domingas Leonor da Silva, a Associação Cultural Flor Ribeirinha trabalha há mais de 24 anos no resgate, manutenção, proteção e difusão da cultura popular, sobretudo o Siriri e Cururu, bem como com outras formas de expressão da cultura regional em todo o Estado de Mato Grosso. Atua como grupo de Siriri e Cururu com o nome “Flor Ribeirinha” na comunidade histórica onde nasceu, chamada de São Gonçalo Beira Rio, onde se vivenciam e preservam as tradições cuiabanas nas celebrações tradicionais das festas de santos, na produção da cerâmica em argila e comidas e bebidas típicas, na confecção e uso da viola de cocho nas atividades, além do modo de vida dos ribeirinhos com seus costumes e tradições. Historicamente em sua longa trajetória, a Flor Ribeirinha realiza a importante tarefa de divulgar a cultura popular não só em Mato Grosso, mas para todo Brasil e o mundo.

Espetáculo

Os espetáculos do grupo Flor Ribeirinha já encantaram plateias do mundo todo, participando de festivais e eventos grandiosos. Em 2016 o grupo se classificou em segundo lugar no Cheonan World Dance Festival na Coreia do Sul, o maior festival internacional de folclore de toda Ásia e um dos maiores festivais de dança do mundo. A convite da FEBRARP, representou o Brasil nos Festivais Internacionais de Folclore “Terra Nostra e Dei Cuori”, na Itália, e em Festivais Mundiais de Folclore, na França, além de ter conquistado o primeiro lugar no 18º Festival Internacional de Arte e Cultura da Turquia. Flor de Ribeirinha esteve também no  Peru, no evento “Goal to Brasil”, que destacava cada uma das cidades-sede da Copa do Mundo como destino turístico no mercado internacional, e no Paraguai, onde trocou experiências com o Balé Folclórico Nacional do Paraguai.

Pelo Brasil, Flor de Ribeirinha participou de diversos festivais: III Festival Internacional de Folclore do Ceará, em Fortaleza; II Festival Nacional de Danças Populares, nas cidades de Ouro Preto e Mariana, em Minas Gerais;  III Encontro Nacional Universitário de Danças Populares, representando a cultura popular da região Centro-Oeste, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul; Festival Internacional de Joinville. O grupo fez ainda apresentações no Rio de Janeiro em programação das Olimpíadas Rio 2016 e Paralimpíadas 2016.

O grupo mantem outros espetáculos em repertório: “Eis Aqui Sempre em Flor MT”, que retrata através da dança e do canto do siriri as tradições, manifestações culturais e belezas naturais do Estado de Mato Grosso, e “Espetáculo Nandaia”, uma homenagem às manifestações tradicionais do nosso povo, pretendendo interagir com a sociedade através da história e vivência da cultura popular.

SERVIÇO

Mato Grosso Dançando Brasil

Apresentação: 30, 31 de março e 01 de abril de 2018

Horário: 21h30 (sexta-feira), 21h (sábado) e 20h (domingo)

Classificação: Livre

Duração:  60 minutos

Ingressos

A partir de 12,50 (meia entrada)

Plateia Premium: R$ 50,00

Plateia VIP: R$ 40,00

Mezanino: R$ 30,00

Mezanino com visão parcial: R$ 25,00

(conheça os setores do teatro através do tour virtual no site)

 

Teatro J. Safra

Endereço: Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda – São Paulo – SP

Telefone: (11) 3611-3042

Abertura da Casa: 2 horas antes de cada horário de espetáculo, com serviço de lounge-bar no saguão do Teatro.

Capacidade da casa: 627 lugares

Acessibilidade para deficiente físico

Estacionamento

Valet Service (Estacionamento próprio do Teatro) – R$ 25,00

Horário de Funcionamento da bilheteria

Quartas – 14h às 21h

Quintas, Sextas, Sábados e Domingos – 14h até o horário dos espetáculos

Vendas on-line: www.teatrojsafra.com.br

Vendas por telefone: (11) 2626-0243

Aceita os cartões de débito e crédito: Amex, Dinners, Elo, Mastercard, Visa e Hipercard.
Não aceita cheques.

.

DRAMA DA PAIXÃO – A PERSEVERANÇA DE JÓ

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, irá realizar nos dias 29,30 e 31 de março, às 20h30, a apresentação da 23ª edição do espetáculo Drama da Paixão, na Barragem Edgard Souza, localizada no km 40 da Estrada dos Romeiros.

Este ano primeira parte do espetáculo falará sobre a Perseverança de Jó, que mesmo em meio às tribulações, permanece na sua fé e no final é recompensado e a segunda parte do o espetáculo conta a história de Jesus Cristo- o filho de Deus que veio a terra salvar a humanidade.

Escrita e dirigida pelo teatrólogo Edimilson Andrade, que também participará como ator este ano, a apresentação conta com aproximadamente 400 pessoas, entre atores e figurantes voluntários que moram no próprio município. Além da participação de 80 homens da cavalaria do 20º Grupamento de Artilharia Leve do Exército Brasileiro e de alunos do coral e ballet do CCAM (Centro Cultural Artístico Municipal de Santana de Parnaíba).

Serviço:

EVENTO: APRESENTANÇÃO DO DRAMANA DA PAIXÃO

DATA: 29/30 e 31 DE MARÇO

HORÁRIO:  ÀS 20H30

LOCAL: BARRAGEM EDGARD SOUZA

ENDEREÇO:  KM40 DA ESTRADA DOS ROMEIROS – Acesso Portão 2

 

 

.

 

.

.

.