Nos Trilhos de Campos do Jordão

Famosa e muito tradicional, estrada de Ferro Campos do Jordão oferece boas e baratas opções para curtir o feriado prolongado. A proximidade com São Paulo também favorece o “bate e volta” de um dia.

.

Automotriz A3 sobre a ponte do rio Paraíba do Sul durante o passeio Trem Turístico Piracuama.

Automotriz A3 sobre a ponte do rio Paraíba do Sul durante o passeio Trem Turístico Piracuama.

.

Os passeios de trem custam de R$ 12 a R$ 16 em Campos do Jordão e Pindamonhangaba e há também atrações gratuitas, como o Parque do Capivari, o Centro de Memória Ferroviária e o Museu Felícia Leirner.

Para quem quer fazer algo diferente no feriado prolongado do Dia do Trabalho, mas está com pouco dinheiro ou sem ideia, pode aproveitar a oportunidade para conhecer as belas paisagens da região do Vale do Paraíba a bordo dos trens da Estrada de Ferro Campos do Jordão (EFCJ).

.

Bonde A7 no bairro Jaguaribe durante o passeio Bonde Turístico Urbano até o Portal.

Bonde A7 no bairro Jaguaribe durante o passeio Bonde Turístico Urbano até o Portal.

.

O ingresso para o Bonde Turístico de Campos do Jordão, por exemplo, custa R$ 16. O percurso entre a estação Emílio Ribas e a parada Portal é feito nos simpáticos bondes vermelhos e amarelos, que já se tornaram uma das marcas registradas da cidade. O tempo do percurso de ida e volta é de aproximadamente uma hora. O serviço funciona diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, com saídas às 11h, 12h, 14h, 15h e 16h. O bonde opera também na extensão entre as estações Emílio Ribas e São Cristóvão nos horários das 10h, 13h e 17h.

.

Bonde V1 no bairro Abernéssia durante passeio Bonde Turístico Urbano até São Cristóvão.

Bonde V1 no bairro Abernéssia durante passeio Bonde Turístico Urbano até São Cristóvão.

.

Outra opção é o Bonde Turístico Urbano, que leva os passageiros da estação Emílio Ribas, no bairro Capivari, até Abernéssia, um dos bairros mais tradicionais da cidade. Lá encontra-se a matriz de Campos do Jordão, o edifício que sediou um dos primeiros hotéis da cidade, o mercado municipal e a estrada que leva ao Palácio de Inverno e ao Auditório Claudio Santoro, onde anualmente se realizam os concertos do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Posteriormente, o veículo retorna ao Parque do Capivari. O tempo do percurso de ida e volta é de cerca de 30 minutos. O serviço funciona aos sábados, domingos e feriados, com embarque às 15h e às 16h. A tarifa é de R$ 12.

Há também atrações com entrada gratuita, como o Parque do Capivari e o Centro de Memória Ferroviária.

.

Bondes A5 e A7 na estação Emílio Ribas. Veículos realizam os passeios de Bonde Turístico e Bonde Turístico Urbano ate o Portal.

Bondes A5 e A7 na estação Emílio Ribas. Veículos realizam os passeios de Bonde Turístico e Bonde Turístico Urbano ate o Portal.

.

Parque do Capivari

Com mais de 40 mil m², o Parque do Capivari funciona diariamente das 9h às 17h e oferece diversas opções de lazer para adultos e crianças. Suas principais atrações são o teleférico, que transporta os visitantes até o topo do Morro do Elefante, passeios no lago com pedalinhos, e os chalés, que vendem malhas, chocolates caseiros, produtos artesanais e souvenires. Os ingressos para o teleférico e para os pedalinhos custam R$ 17, para cada passeio. Ambos funcionam de quarta a segunda-feira, das 10h às 17h.

.

Parque Reino das Águas Claras cortado pelo Rio Piracuama.

Parque Reino das Águas Claras cortado pelo Rio Piracuama.

.

O parque abriga ainda o Centro de Memória Ferroviária de Campos do Jordão, que retrata a rica trajetória da EFCJ por meio de diversas peças históricas e uma exposição permanente. O destaque do acervo é a única automotriz a gasolina que operou na ferrovia em sua fase inicial, entre 1914 e 1926, quando foi concluída a implantação da eletrificação. Abre às sextas-feiras e aos sábados, das 9h às 11h30 e 13h às 16h30.

E se você gosta de trens, curte a história das estradas de ferro e acha o máximo as enormes locomotivas, recomendamos uma vista ao Museu da Estrada de Ferro de Jundiaí, que a gente visitou. Muito legal e super perto de São Paulo. Dá pra ir de carro ou de trem.

.

Pedalinho no lago do Parque do Capivari.

Pedalinho no lago do Parque do Capivari.

.

Pindamonhangaba

Em Pindamonhangaba, o destaque é o trem turístico que leva os passageiros até Piracuama, no pé da Serra da Mantiqueira. O percurso, sem paradas intermediárias, é de aproximadamente 2 horas, ida e volta. O embarque pode ser feito aos sábados, às 13h30, e aos domingos, às 10h e 14h. O ingresso custa R$ 13.

.

Teleférico do Parque do Capivari até o Morro do Elefante.

Teleférico do Parque do Capivari até o Morro do Elefante.

.

Outra atração em Pinda é o Parque Reino das Águas Claras, localizado às margens do rio Piracuama, no km 17 da via férrea. Construído em 1972, o parque foi decorado com as figuras em cerâmica dos personagens da obra literária de Monteiro Lobato, o maior escritor brasileiro de literatura infantil, nascido na vizinha Taubaté. O parque conta com amplo espaço para a realização de piqueniques, em uma área verde de mais de 21 mil m² para o visitante sentir-se em contato com a natureza. Abre de segunda-feira a sábado, das 8h30 às 17h. A entrada custa R$ 10.

Em todas as atrações, crianças menores de cinco anos de idade não pagam. Nos trens, precisam ser transportadas no colo.

Mais informações sobre os serviços da EFCJ podem ser consultadas no site www.efcj.sp.gov.br.

.

Parque do Capivari.

Parque do Capivari.

.


Dicas de Viagem:

Você descobre mais sobre Campos do Jordão visitando este guia da cidade – https://camposdojordao.com.br/

E tem este site que também tem boas informações para você programar seu passeio – https://www.guiadecamposdojordao.com.br/

E se você gosta de passeios de trem, recomendamos saber mais sobre a rota entre São João del Rei e Tiradentes em Minas Gerais e também saber sobre um passeio à vila férrea de Paranapiacaba. Todos estes passeios são sensacionais!

.

.

.