Agenda Cultural 01-06-2018

Uma Agenda Cultural para um final de semana prolongado. Tem atrações em São Paulo, Rio de Janeiro, Santo André e Santos. E se tem cultura, tem dança, tem teatro, tem música, tem arte. Divirta-se com a gente!

.

.

São Paulo/SP 

MIS-SP Expõe José Oiticica Filho

Um dos mais Importantes e Revolucionários Fotógrafos Brasileiros. Até 17 de junho

O Museu da Imagem e do Som de São Paulo, MIS-SP apresenta a obra pioneira de José Oiticica Filho (1906 – 1964), marco na fotografia moderna brasileira. Dentre sua produção se destacam as microfotografias científicas feitas durante seu trabalho como entomologista, a forte atuação nos movimentos cineclubistas, a quebra com o pictorialismo, os experimentos com a abstração, as composições geométricas e as recriações fotográficas a partir de manipulação de negativos.

José Oiticica Filho (1906-1964) contribuiu para a inovação da fotografia brasileira entre os anos 1940 e início dos 1960 do século XX.  Ao lado de Geraldo de Barros e outros expoentes da fotografia modernista brasileira, na década de 1950, tirou a fotografia do pictorialismo que ainda reinava entre os trabalhos fotográficos brasileiros.

Sua vasta produção pode ser vista nesta exposição, que apresenta uma seleção de 167 fotografias feitas entre 1942 e 1964.

.

.

Exposição do Fotógrafo José Oiticica Filho
21 de abril A 17 de junho de 2018

Horários
Terça A Sábado: 12h-21h
Domingos e feriados: 11h-20h
A bilheteria fecha uma hora antes do horário final

Ingressos
R$10 (Inteira) e R$5 (Meia)
Gratuito às terças

Museu Da Imagem e do Som de São Paulo / MIS-SP
Av. Europa, 158
Espaço Expositivo: 1º Andar

.

Programação gratuita no Theatro Municipal em junho

Happy Hour às segundas-feiras no saguão e Quartas Musicais no Salão Nobre, sempre às 18h

Toda segunda-feira de junho, no Theatro Municipal, está garantida uma apresentação diferente e gratuita, às 18h, no saguão. E, nos dias 6 e 20, tem concerto das Quartas Musicais, também às 18h, mas no salão nobre.

Matheus Fernandes no violino, Eder Assunção na viola e Richard Gonçalves no violoncelo formam o trio de cordas que, acompanhado da flautista Larissa Assunção, executa Quarteto nº1 em Ré maior, K.285, de W. A. Mozart em 4 de junho, no Happy Hour.  O grupo é composto por integrantes da Orquestra Experimental de Repertório (OER).

Dois recitais serão apresentados nas segundas-feiras 11 e 18 de junho respectivamente. O primeiro recital será executado por Renato Cardoso Ferreira. O integrante da OER, toca a Suíte nº 1 para Violoncelo, de J. S. Bach, uma das obras mais populares para instrumento solo do compositor alemão. No segundo concerto, os pianistas Caio Guimarães e Lucas Nogara enchem o saguão do Theatro Municipal com Fantasia em Do menor, de W. A. Mozart, Noturno em Si bemol menor Op. 9 nº 1 e Polonaises Op. 26, de F. Chopin,  Scherzo Valsa – 10 Pièces Pittoresques, de E. Chabrier,  Ma mère l’Oye, de M. Ravel e, para encerrar,  Petite Suite, de C. Debussy.

Dia 25, o Coro Adulto da Escola Municipal de Música sob a regência de Maíra Ferreira e acompanhado dos pianistas Miriam Braga e Juliano Kerber, interpretam “He Watching Over Israel”, de Oratório Elias, Op. 70, de F. Mendelssohn, Cancioneiro de Lampião, de M. Nobre Neue Liebeslieder Waltzes, Op. 65, de J. Brahms, Sure on This Shining Night, de S. Barber e Suíte Nordestina, de R. Miranda, dentro da programação do Happy Hour.

.

.

Quartas Musicais

Dentro da programação das Quartas Musicais, em 6 de abril, o Samuel Pompeo Quinteto, composto pelo saxofonista Samuel Pompeo, guitarrista Dino Barioni, pianista João Bueno, contrabaixista Gibson Freitas, baterista Paulinho Vicente, apresentam Água na Chaleira, composta por Barioni e Cave du 38 Riv, Janeiro 15 e Rio Acima, por Pompeo, além de Choro Vermelho, de Daniel Grajew e Apanhei-te Cavaquinho, de Ernesto Nazareth.

Em 20 de junho, músicos da OER e cantores do Opera Studio e do Coro Adulto da Escola Municipal de Música apresentam trechos de O Elixir do Amor, ópera de Gaetano Donizetti com libreto de Felice Romani. Na história da peça, Nemorino apaixonado pela jovem Adina, se desespera ao perceber que ela está interessada pelo recém-chegado sargento Belcore. Desesperado, acaba acreditando na conversa do Dr. Dulcamara, que diz possuir um elixir capaz de curar os males de amor.

A Escola Municipal de Música, a Orquestra Experimental de Repertório e a Escola de Dança de São Paulo fazem parte da Diretoria de Formação da Fundação Theatro Municipal.

Orquestra Experimental de Repertório

A Orquestra Experimental de Repertório (OER) foi criada em 1990 a partir de um projeto do Maestro Jamil Maluf, e oficializada pela Lei 11.227, de 1992.

A OER tem por objetivos a formação de profissionais de orquestra da mais alta qualidade, a difusão de um repertório abrangente e diversificado, que mostre o extenso alcance da arte sinfônica, bem como a formação de plateias. Suas várias séries de concertos com renomadas estrelas da música erudita e popular, bem como suas montagens de óperas, balés e gravações para TV, compõem uma programação que, há vários anos, vem conquistando público e crítica. Entre os vários prêmios que recebeu está o Prêmio Carlos Gomes, como destaque de música erudita.

De 2014 a 2016 a OER foi dirigida pelo Maestro Carlos Moreno, voltando a ter o Maestro Jamil Maluf como seu Regente Titular a partir de 2017, com o Maestro Thiago Tavares, como Regente Associado.

.

.

Sobre o Instituto Odeon: O Instituto Odeon é o novo gestor do Theatro Municipal de São Paulo. Com mais de 20 anos de atuação na área da cultura, o Instituto se destaca pela gestão do Museu de Arte do Rio – MAR, no Rio de Janeiro, além de consultorias ao Governo do Pernambuco e Prefeitura de Porto Alegre, produção de espetáculos de teatro e idealização e gestão de diversos projetos socioculturais. A instituição assumiu em 1º de setembro a gestão do corpo artístico formado pela Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Coro Lírico Municipal de São Paulo, Balé da Cidade de São Paulo, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Coral Paulistano Mário de Andrade e Orquestra Experimental de Repertório e dos espaços Theatro Municipal, Central Técnica do Theatro Municipal e Praça das Artes.

.

.

Serviço

Happy Hour no Theatro Municipal

Programa:

Trio de Cordas e Flauta Transversal
Quarteto nº1 em D maior, K.285 | W. A. Mozart

  1. Allegro
  2. Adagio
  3. Rondo

Larissa Assunção – flauta
Matheus Fernandes – violino
Eder Assunção – viola
Richard Gonçalves – violoncelo
Local: Theatro Municipal de São Paulo – Saguão
Data: Segunda-feira, 4/6, 18h.

 

Programa:
Recital de Violoncelo
Suíte nº 1 para Violoncelo, BWV 1007 | J. S. Bach
Renato Cardoso Ferreira – violoncelo
Local: Theatro Municipal de São Paulo – Saguão
Data: Segunda-feira, 11/6, 18h.

 

Programa:
Recital de Piano
Fantasia em C menor, K475 | W. A. Mozart
Noturno em B bemol menor Op. 09 nº 01 | F. Chopin
Polonaises Op. 26 | F. Chopin
Scherzo Valsa | E. Chabrier
Ma mère l’Oye | M. Ravel
Petite Suite | C. Debussy
Caio Guimarães – piano
Lucas Nogara – pianista convidado
Local: Theatro Municipal de São Paulo – Saguão
Data: Segunda-feira, 18/6, 18h.

 

Programa:
Coro Adulto da Escola Municipal de Música
“He Watching Over Israel” do Oratorio Elias, Op. 70 | F. Mendelssohn

Cancioneiro de Lampião| M. Nobre

  1. Muié Rendêra
  2. É lamp´, é lamp´, é lampa
  3. Cantigas de Lampião

Neue Liebeslieder Waltzes, Op. 65 | J. Brahms

  1. Vom Gebirge Well auf Well
  2. Schwarzer Wald

Sure on This Shining Night | S. Barber

Suite Nordestina | R. Miranda

  1. Morena Bonita
  2. Dendê trapiá
  3. Bumba chora
  4. Eu vou, eu vou

Maíra Ferreira – regente
Local: Theatro Municipal de São Paulo – Saguão
Data: Segunda-feira, 25/6, 18h.

Quartas Musicais no Theatro Municipal

Programa:
Samuel Pompeo Quinteto
Água na Chaleira | D. Barioni
Cave du 38 Riv | S. Pompeo
Janeiro 15 | S. Pompeo
Rio Acima| S. Pompeo
Choro Vermelho | D. Grajew
Apanhei-te Cavaquinho| E. Nazareth
Samuel Pompeo – saxofone
Dino Barioni – guitarra
João Bueno – piano
Gibson Freitas – contrabaixo
Paulinho Vicente – bateria
Local: Theatro Municipal de São Paulo – Salão Nobre
Data: Quarta-feira, 6/6, 18h.

Programa:

O Elixir do Amor – trechos da ópera de G. Donizetti com libreto de F. Romani
Camerata da Orquestra Experimental de Repertório
Opera Studio
Coro Adulto da Escola Municipal de Música
Gabriel Rhein-Schirato – direção musical e regência
Márcio Gomes – assistente de direção musical
Maíra Ferreira – regente do coro
Keila Bueno – produção cênica
Karen Stephanie – Adina
Micael Coutinho – Nemorimo
Eduardo Fujita – Belecore
Vinicius Costa – Dulcamara
Mariana Álamos – Gianetta
Catarina Taira e Laiana Oliveira – Narração
Local: Theatro Municipal de São Paulo – Salão Nobre
Data: Quarta-feira, 20/6, 18h.

 

O Circo continua no Sesc Santo Amaro em junho

No mês de junho, o Sesc Santo Amaro  dá continuidade ao projeto “Todos os Circos”, iniciado em maio. A diversidade de experiências oferecidas pelo circo é o foco do evento, que trás para a programação da unidade diferentes atividades circenses.

No dia 03, domingo, às 15h, a unidade recebe a intervenção “A Sanfonástica Mulher Lona”, em que a sanfonista da banda Chico César e musicista Lívia Mattos apresenta um miniconcerto ambulante. Como um picadeiro ao ar livre, a artista se veste em uma lona de circo e transita pelo ambiente tocando acordeom.

Nesse mesmo dia, às 16h, a programação segue com o espetáculo “VaiqueuVoo!”, da Cia. Irmãos Sabatino. Por meio da linguagem do circo, o grupo faz uma releitura jovem e dinâmica dos aviadores da década de 1930. Os espectadores acompanham três aviadores que só veem sentido na vida quando estão nos ares, realizando acrobacias aéreas.

No dia 30, sábado, às 12h, ocorre a oficina de perna de pau, com o Coletivo PernAltas. O grupo é formado por artistas e educadores de diferentes linguagens, que ficam responsáveis pela Oficina Pernas Voadoras. Os alunos descobrem seu ritmo de aprendizado e vivenciam a experiência de reaprender a andar.

Em cima de pernas-de-pau, o mesmo grupo mistura as diversas linguagens do circo para apresentar um espetáculo circense, dia 30, sábado, às 17h. A montagem também realiza cenas clássicas de palhaçaria, performances de dança e números interativos.

.

.

SERVIÇO

“TODOS OS CIRCOS”

INTERVENÇÃO “A SANFONÁSTICA MULHER LONA”, COM LÍVIA MATTOS
Quando: 03/06, domingo.
Horário: 15h
Local: Diversos espaços da unidade
Classificação: Livre
Grátis
 
ESPETÁCULO “VAIQUEEUVOO!”, COM CIA. IRMÃOS SABATINO
Quando: 03/06, domingo.
Horário: 16h
Local: Convivência (térreo)
Classificação: Livre
Grátis
 
OFICINA DE PERNA DE PAU, COM COLETIVO PERNALTAS
Quando: 30/06, sábado.
Horário: 12h
Local: Convivência (térreo)
Classificação: Livre
Grátis
 
ESPETÁCULO CIRCENSE, COM COLETIVO PERNALTAS
Quando: 30/06, sábado.
Horário: 17h
Local: Convivência (térreo)
Classificação: Livre
Grátis
  
SESC SANTO AMARO
Horário de funcionamento: Terça a sexta, das 10h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30.
Endereço: Rua Amador Bueno, 505
Acessibilidade: universal.
Estacionamento da unidade: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional (Credencial Plena); R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional (outros).
Disponibilidade: 158 vagas para carros e 36 para motos. A unidade possui bicicletário gratuito.

.

 

Rio de Janeiro/RJ

Junho de 2013: Cinco Anos Depois

Exposição no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica faz uma retrospectiva sobre a produção crítica e visual dos últimos cinco anos a partir das manifestações de Junho de 2013 abre dia 2 de junho. A mostra inaugura a nova gestão do CMAHO com a direção de Alice Alfinito e a curadoria de Daniele Machado

“Não é só pelos 20 centavos” ecoou por estados, cidades e bairros brasileiros. A mobilização de milhares nas manifestações do mês de junho do ano de 2013 foi atípico no país. Despertou em muitos o desejo por ocupar as ruas e reivindicar pautas diversas, empreendendo esperança por outro Brasil. A rua foi de todos: esquerdas e direitas. Gritos confusos, semelhantes e divergentes.

O gigante nunca dormiu? O gigante nunca dormiu? Ocupar? Vândalos? Eram só vinte centavos? É festa ou manifestação? Contra toda organização. Ainda é cedo para uma crítica madura e para encontrar respostas para essas perguntas. Esta mostra se propõe a apresentar olhares, a despertar conversas e encontros. A partir de fotografias, performances, pinturas, vídeos, móveis, fantasias, instalações, lambe-lambes, objetos, esculturas, cartazes e gravuras. Um pequeno recorte diante de um grande acontecimento, que apesar de recente segue repercutindo no cotidiano do povo brasileiro.

O projeto conta ainda com seminário, cineclube e publicação cujas datas serão divulgadas em breve.

A exposição marca a nova gestão do CMAHO com a direção de Alice Alfinito e a curadoria de Daniele Machado, que será pautada pela transparência, pela diversidade e pela pesquisa a artistas e conteúdos periféricos a história da arte contemporânea.

.

FOTOGRAFIA1:
Título: Putas do Amanhã em Porto Maravilha Gentrifica
Autor: Coletivo Seus Putos
Ano: 2016

.

FOTOGRAFIA 2:
Título: Encher de presença a ausência (da série futuro do pretérito)
Autor: Marcela Cantuária
Ano: 2018
.
 
FOTOGRAFIA 3:
Título: O único que se libertou com a revolução industrial foi o cavalo
Autor: Gustavo Speridião
Ano: 2018
.
 
FOTOGRAFIA 4:
Título: “Vila Autódromo. Rio de Janeiro”.
Autor: Emilia Estrada
Ano: 2017
.
 

FOTOGRAFIA5:

Título: Tempos difíceis
Autor: Ivan Grilo
Ano: 2015

SERVIÇO:

Exposição coletiva: Junho de 2013: cinco anos depois
Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica – Galerias 1 e 2
Rua Luís de Camões, 68 – Centro – Rio de Janeiro, RJ Cep: 20060-040
Telefone: +55 21 2242 1012
Abertura: 2 de junho de 2018, das 14h às 18h
Visitação: 4 de junho a 4 de agosto de 2018.
Funcionamento: de segunda a sábado, das 12h às 18h. Fechado aos domingos e feriados
Email: cmaho.cultura@gmail.com
Facebook: facebook.com/cma.heliooiticica
Instagram: instagram.com/cma.heliooiticica

.

Santo André – Grande ABC – São Paulo

Sesc Santo André realiza projeto Futebol Além do Campo

Apresentações e vivências como Futmesa, Teqball, Goalball, Altinha, entre outras possibilitam diferentes maneiras de praticar futebol.

.

.

No mês de junho, durante o mundial de futebol na Rússia, o Sesc Santo André promove oportunidades de vivenciar diferentes formas de praticar futebol. Em um conjunto de ações a partir de atividades esportivas, o projeto apresenta outros olhares sobre o esporte ao disponibilizar equipamentos para experimentar modalidades que tenham o futebol como base em seus fundamentos, além de resgatar brincadeiras de rua como futebol caixote, gol a gol, artilheiro, entre outras.

Entre os detaques da programação estão a prática do Goalball, esporte paralímpico para cegos; a vivência Futebol com Robô controlado por Arduíno, coordenada pelo laboratório de tecnologia MiranteLab; os Jogos de Mesa na Copa, com partidas de futebol disputadas em mesas de pebolim e futebol de botão; além de diferentes modalidades do futebol como futmesa, altinha, fute tênis e uma Copa de Futebol Virtual com a Liga Sorocabana de Games.

.

.

O Futebol Além do Campo visa proporcionar a sociabilidade e relacionamento entre pessoas de diferentes faixas etárias e níveis de habilidades. As ações e dinâmicas utilizam o futebol como uma vivência esportiva lúdica de integração e aprendizado, que fortalece o desenvolvimento cognitivo e coordenação motora por meio do convívio, inclusão , trabalho em equipe e respeito ao próximo. Além de atividades desportivas, as atividades tecnológicas oferecem possibilidades de vivências para publicos não fanáticos pelo esporte. Confira a programação completa.

Futebol Além do Campo
Sesc Santo André – Livre para todos os públicos

 

Teqball
Dia 2/6, sábado, das 14h às 18h.
Na Área de Convivência.

Vivência e apresentação esportiva dessa modalidade conhecida também como teqball. O divertido jogo consiste em uma bola de futebol e uma mesa curva semelhante a do tênis de mesa. A ideia é volear a bola para o campo adversário usando apenas as partes do corpo permitidas no futebol, um jogo desafiador que funciona também como  ferramenta de treinamento para melhorar habilidades aéreas e controle de bola. De acordo com as regras oficiais da modalidade, é proibido tocar nas mesas.

.

.

Futmesa
Dia 2/6, sábado, das 14h às 18h.
Na Área de Convivência.

A modalidade esportiva é a soma de dois esportes populares, o tênis de mesa e o futebol.  Segundo as regras, os jogadores podem utilizar a mesa como apoio para desferir o conhecido “peixinho” e atacar ou bloquear, além de usar as partes do corpo permitidas em uma partida de futebol. O esporte desafia os participantes a testar suas habilidades e controle de movimentos conhecidos.

Altinha
Dias 2 e 3/6, sábado e domingo, das 14h às 18h.
No Gramado.

Uma das modalidades mais tradicionais das praias do Rio de Janeiro. As partidas de altinha passaram a ser pontos de encontros onde pessoas se reúnem para praticar a brincadeira que está se tornando esporte. Praticada em grupo por pessoas de ambos os sexos e diversas faixas etárias, na altinha não existem vencedores e vencidos. Pode ser praticada em diversos locais, e promove sociabilização e integração ao convidar todos os jogadores para interagirem de forma colaborativa na busca de um único objetivo: não deixar a bola cair. 

Futebol com Robô controlado por Arduíno
Dias 2/6, sábado, das 14h às 18h.
Dia 10/6, domingo, das 14h às 17h.
No Espaço de Tecnologias e Artes. Inscrições no local a partir das 13h30.
Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas pelos pais.

Nesta vivência os participantes terão a oportunidade de aprender novas formas de tecnologias (impressão 3D e a plataforma Arduíno) para criação de brinquedos e jogos eletrônicos, além de adquirir noções básicas de robótica e programação para executar uma partida de futebol com robôs. Os encontros são ministrados pela MiranteLab, laboratório que desenvolve atividades, pesquisas, cursos, serviços e experiências pautadas em tecnologias e artes que promovem a cultura do faça você mesmo.

.

.

Copa de Futebol Virtual
Dia 3/6, domingo, das 10h30 às 18h30.
No Espaço de Tecnologias e Artes.

O futebol digital é a prática do futebol em qualquer plataforma eletrônica como vídeo games e computadores equipados com jogos, os quais o atleta controla todo seu time por meio de comandos eletrônicos sem contato físico com o adversário. A prática do futebol digital desenvolve criatividade e estratégias em um jogo onde não é exigido nenhum biotipo físico ou cognitivo,  disponibilizando condições iguais aos jogadores. O torneio será disputado nos consoles Xbox One e PS4, com o jogo FIFA 2018.  Para participar da Copa de Futebol Virtual é necessária a inscrição pelo e-mail torneios@santoandre.sescsp.org.br.

Jogos de Mesa na Copa
De 5 a 8/6, terça, quarta, quinta e sexta-feira,  das 10h às 21h30.
Na Área de Convivência.

Jogos de futebol em mesas tem sua história cravada na memória de brincadeiras entre familiares e amigos. Durante a primeira semana de junho, estarão dispostas na Área de Convivência mesas de pebolim e futebol de mesa, os clássicos totó e o futebol de botão, com instrutores que darão dicas e demonstrações durante as partidas.

Jogos de Quadra na Copa
Dias 5 e 7/6, terça e quinta-feira,  das 14h às 21h30.
Dias 6 e 8/6, quarta e sexta-feira,  das 10h às 18h.
Nas Quadras.

Práticas de futebol em formatos recreativos, com resgates de brincadeiras de rua como futebol caixote, gol a gol, rebatida, artilheiro, além de outras combinadas entre os próprios participantes. As atividades são conduzidas pelos instrutores do Sesc Santo André, com a proposta de estimular as equipes a decidirem quais regras irão adotar.O combinado acontece de forma consensual pouco antes de o jogo começar, e depois da partida é realizado um balanço sobre como os jogadores respeitaram as regras combinadas.

Goalball
Dia 9/6, sábado,  das 14h às 18h.
Na Área de Convivência.

Criado inicialmente como esporte paralímpico para cegos, o goalball é oferecido hoje para todas as pesoas de diferentes idades. quadra tem as dimensões de 9m de largura por 18m de comprimento. As partidas duram 20 minutos, com dois tempos de 10. Cada equipe conta com três jogadores titulares e três reservas. De cada lado da quadra tem um gol com nove metros de largura e 1,2 de altura. Os atletas são, ao mesmo tempo, arremessadores e defensores. O arremesso deve ser rasteiro e o objetivo é balançar a rede adversária. A bola possui um guizo em seu interior que emite sons para que os jogadores saibam sua direção. O Goalball é um esporte baseado nas percepções tátil e auditiva, por isso não pode haver barulho no ginásio durante a partida, exceto nos momentos entre o gol e o reinício da partida. Os participantes poderão experimentar como praticantes identificam as linhas do campo, como conduzem, arremessam e defendem a bola com guizo.

.

.

Futevôlei
Dias 9 e 10/6, sábado e domingo, das 14h às 18h.
No Gramado.

Modalidade originada como forma de lazer nas praias do Rio de Janeiro, o futevôlei passou a ganhar cada vez mais adeptos graças a sua popularização através de grandes jogadores do futebol brasileiro como Didi, Vavá, Ronaldinho Gaúcho, entre outros. A Inicialmente a brincadeira consistia em utilizar os movimentos do futebol aplicados no vôlei de praia, sem um número definido de integrantes em cada time. As regras se mantém atualmente e ganharam especificações e regras como número de participantes, marcação de pontos e movimentos unicos executados apenas em partidas de futevôlei.

Fute-tênis
Dias 9 e 10/6, sábado e domingo, das 14h às 18h.
Na Quadra Vermelha.

O fute-tênis pode ser jogado um contra um ou em duplas, realizado em uma quadra de 14 por 8 mestros, com uma rede de tênis no meio duas traves, uma em cada extremidade da quadra. A bola utilizada é a mesma usada no futebol, e os jogadores devem toca-la com os pés e partes do corpo, exceto as mãos. Durante a partida, cada jogador pode dar apenas um toque na bola, inclusive no saque. O objetivo é marcar um gol nas traves do lado oposto, ou fazer a bola dar dois quiques no campo adversário. Neste esporte, também há a presença de pênaltis, quando algum dos jogadores coloca a mão na bola: o tiro livre direto é cobrado de um canto da quadra ao gol vazio do time adversário.

Tô na Copa
Dias 2 e 10/6, sábado e domingo, das 10h às 19h.
De 5 a 8/6, terça, quarta, quinta e sexta-feira, das 10h às 22h.
Na Área de Convivência.

Em uma instalaçõa audiovisual interativa, o participante é desafiado a fazer uma pose histórica relacionada ao futebol. A tela apresentará alguma pose, e o usuário da instalação deve então se posicionar de acordo com sua próprias silhueta mostrada no monitor. Ao acertar a pose, um conteúdo audiovisual é exbido contando detalhes sobre a vida do atleta em questão. São diferentes posições e lances marcantes do futebol, com dados históricos e personagens emblemáticos em cada jogada.

SESC SANTO ANDRÉ
Rua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo André

Telefone – (11) 4469-1311
Estacionamento (vagas limitadas): Credencial Plena – R$ 5 (R$ 1,50 por hora adicional)
Outros – R$ 10 (R$ 2,50 por hora adicional).
Informações sobre outras programações:
sescsp.org.br/santoandre | facebook.com/SESCSantoAndre

.

Santos – Litoral de São Paulo

Santos será a capital nacional da Dança de 29 de maio a 3 de junho no 5º FIDIFEST 

.

.

Fidifest – Festival Internacional de Dança chega à sua quinta edição entre 29 de maio e 3 de junho, no Teatro Municipal Braz Cubas, onde acontecem as apresentações das mostras competitivas, e Cadeia Velha, local dos workshops. Dirigido por André Santos (com experiência na Broadway), Juliana Luiz e Vanessa Toledo, profissionais da Baixada Santista respeitados e reconhecidos nacionalmente, e realizado pela ADALPA – Associação de Dança do Litoral Paulista, com apoio da Secretaria de Cultura de Santos, o festival visa disseminar a dança na Baixada Santista, formar público para o gênero artístico, que tem crescido no país e ainda movimenta o turismo, atraindo artistas, profissionais da área e interessados de diversas partes do país e do exterior.

.

.

Em 2017, 62 grupos/escolas participaram da programação, num total de 1.200 bailarinos – inclusive artistas da Argentina, Chile e 18 cidades brasileiras – e público estimado em três mil pessoas. Para esta edição, a expectativa é que 1300 bailarinos participem do festival e o público ultrapasse 4 mil pessoas.  

PROGRAMAÇÃO

PROFISSIONAIS RENOMADOS

Após a abertura, o 5º FIDIFEST segue até 3 de junho com as mostras competitivas e os demais workshops. Detalhes sobre valores para as inscrições estão no site www.fidifest.com.br. Já para quem quiser acompanhar as mostras no Teatro, o valor do ingresso será simbólico: R$ 20 (valor promocional de meia-entrada para todos).

.

.

Como é tradição no festival, os membros do júri e responsáveis pelos workshops integram a nata da dança no Brasil. Este ano, destaque para a participação de Misha Tchoupakov, russo radicado nos EUA, que integra oCorpo Docente da Escola de Dança da Universidade da Carolina do Norte nos Estados Unidos e foi membro do Ballet Bolshoi. Atuarão a seu lado avaliando as apresentações Cecília Kerche, Primeira Bailarina e Diretora Artística do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, J.C. Violla (júri técnico do quadro Dança dos Famosos, da Rede Globo), Edy Wilson De Rossi (diretor artístico da Anacã Cia de Dança) e Marcio Rongetti, professor particular de Balé de artistas como Claudia Raia, Jarbas Homem de Mello, Fernanda Souza e Cantora Wanderléa. 

Cecília, Edy e Marcio também ministrarão os workshops na Cadeia Velha. Detalhes sobre os valores e inscrições em www.fidifest.com.br.

.

.

MOSTRAS COMPETITIVAS

As inscrições para as mostras competitivas encerraram em 30 de abril. O público poderá conferir os estilos Balé Clássico de Repertório, Balé Clássico Livre, Jazz, Contemporâneo, Sapateado, Estilo Livre, Danças Populares (Nacionais e Internacionais), Dança de Salão e Danças Urbanas. As formas de competição são Solo, Duo, Trio e Conjunto. E as categorias:  Baby (02 anos a 05 anos e 11 meses), Infantil (06 anos a 08 anos e 11 meses),Infanto Juvenil (09 anos a 11 anos e 11 meses), Juvenil 1 (12 anos e 14 anos e 11 meses), Juvenil 2 (15 anos e 17 anos e 11 meses), Adulto (a partir de 18 anos) e 3ª Idade (acima de 51 anos).

.

.

INTERCÂMBIO INTERNACIONAL:

Com o objetivo de promover o intercâmbio internacional e contribuir para o crescimento da dança no Brasil, o FIDIFEST realiza a Audição Internacional, que entre 30 de maio e 3 de junho selecionará os participantes:

A – 01 Bolsa Integral para o Programa de Balé ou Programa de Contemporâneo pelo período de 01 Ano na University North Caroline School of Arts ou 01 Bolsa Integral para o UNCSA Summer, de acordo com a avaliação técnica dos participantes, que será realizado por Misha Tchoupakov;

B – 03 Bolsas Integral para uma Vivência nos Programas de Jazz e/ou Contemporâneo pelo período de até 30 Dias na Escola Danza 180º localizada em Madrid-Espanha.

C- 01 Bolsa pelo período de 05 a 10 Dias na Broadway Dance Center em NY/EUA

Além das Bolsas que serão concedidas pela University North Caroline School of Arts e a Escola Danza 180º, a Direção FIDIFEST premiará um dos Selecionados com o “Prêmio Audition FIDIFEST” – 01 Passagem Aérea (Ida e Volta) para Carolina do Norte/EUA ou para Madrid/Espanha ou para New York/EUA.

Endereço:
Teatro Municipal Braz Cubas – Avenida Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

Cadeia Velha – Praça dos Andradas, sem número, Centro.

Maiores informações:
www.fidifest.com.br
www.facebook.com/fidifest

 

.

.

.

Anúncios