Agenda Cultural 10-08-2018

Uma Agenda Cultural cheia da sétima arte. O cinema está muito bem representado este final de semana e a presença das mulheres é grande. Programe-se e divirta-se!

,

São Paulo/SP 

1ª Mostra de Filme de Artista

Três dias de uma programação de filmes realizados por artistas visuais, com uma seleção de obras de artistas contemporâneos que tratam da paisagem urbana e da relação com o outro. O intuito principal da mostra é criar um território comum e possibilitar uma rede conectada pela experiência única da exibição de filmes, muitas vezes raros de serem vistos em ambiente expositivo. Cada dia apresenta uma sequência de trabalhos que dialogam entre si.

9 de agosto – quinta-feira – 19h
Jonathas de Andrade – O Levante (8 min, 2012-2014)
Pedro França – Artist Talk (17 min, 2018)
Gui Mohallem – O Rio (5 min, 2016)
Ismail Bahrii – Foyer (32 min, 2016)
Carlos Nader – Tela (15 min, 2011)
Mesa-redonda: Peter Pál Pelbart (filósofo) e Beatriz Franco (curadora)

.

.

10 de agosto – sexta-feira – 19h
Paulo Brusky – Poema (2 mim, 1979)
Wagner Malta Tavares – O Barqueiro (8 min, 2008)
Gian Spina – 1628 (8 min, 2018)
Virginia de Medeiros – Cais do corpo (7 min, 2015)
Leonardo França – Ifá (20 min, 2014)
Ana Paula Oliveira – Vai Que Vai (4 min, 2015)
Mesa-redonda: Ana Pato (curadora e pesquisadora) e Beatriz Franco (curadora)

11 de agosto – sábado – 16h
Ayrson Heraclito – História do futuro – Atletas: o capítulo da aeromancia (4 min, 2015)
Sonia Guggisberg – Fim de sonho (5 min, 2013)
Berna Reale – A frio (3 min, 2017)
César Meneghetti Studio – I/O Eu É Um Outro Obra #01 (38 min, 2013)
Lenora de Barros – Já Vi Tudo (9 min, 2005)
Mesa-redonda: Miriam Chnaiderman (cineasta e psicanalista) e Beatriz Franco (curadora)

Acompanham as exibições conversas entre a curadora Beatriz Franco, artista e psicanalista, e estudiosos convidados que também dialogam com as artes.

1ª Mostra de Filme de Artista
Espaço Cultural Porto Seguro
De 9 a 11 de agosto – Quinta e sexta, das 19h às 21h; sábado, das 16h às 18h
Entrada gratuita, sujeito à lotação do espaço
Capacidade: 70 pessoas
Classificação etária: livre
,ais informações – https://www.facebook.com/events/2044785362517645/?active_tab=about

.

Abertura da exposição “Esquinas que me atravessam”

A partir de 11/8, o CCBB São Paulo recebe a exposição “Esquinas que me atravessam”, com cerca de 20 obras inéditas do artista paulistano Rodrigo Sassi, e que tem como ponto de partida parâmetros visuais provenientes do cenário urbano em contraste com formas e movimentos extraídos da natureza, e a convergência desses universos com as artes plásticas.

O conjunto reunido no subsolo do CCBB, com obras produzidas entre 2016 e 2018, reafirma referências plásticas e conceituais da obra do artista, formuladas nos territórios da cidade e da arquitetura. A partir de elementos usados e descartados da construção civil, Sassi cria seu particular vocabulário formal e poético, como na grande instalação “Corpo Acomodado” (2018), peça central da exposição.

.

.

Exposição “Esquinas que me atravessam”
De 11 de agosto a 22 de outubro de 2018
Horário: 9h às 21h
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

Agendamento gratuito pela Eventim Brasil: http://bit.ly/EsquinasQueMeAtravessam

Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Álvares Penteado, 112
Centro – São Paulo/SP
Próximo à estação São Bento do metrô.
CEP: 01012-000
Informações: (11) 3113-3651 ou https://www.facebook.com/events/698105237211004/?active_tab=about

.

Funk Como Le Gusta no Auditório Ibirapuera

O Funk Como Le Gusta, que está completando 20 anos de carreira em 2018, com quatro discos e um DVD lançados, sobe ao palco para apresentar sucessos de sua trajetória – como “Vem”, “A Nega e o Rebolado” e “Chora Grande” –, mixando samba, soul e música latina, sempre revalorizando a black music brasileira.

duração: 90 minutos (aproximadamente)
ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)
[classificação indicativa: 12 anos]
A apresentação conta com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras)

.

.

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer
Av. Pedro Alvares Cabral, s\/n, 04094-050 São Paulo
Organizado por Funk Como Le Gusta
Ingressos · R$ 15 – R$ 30
www.ingressorapido.com.br

Na bilheteria do Auditório Ibirapuera, os ingressos poderão ser adquiridos a partir do dia 27 de julho, a bilheteria funciona em seu horário padrão:
sexta e sábado, das 13h às 22h
domingo, das 13h às 20h

Mais informações – https://www.facebook.com/events/296875267730250/?active_tab=about

.

Exposição Arte tem gênero? l de 10/8 a 14/10 no #CCSP

A Coleção de Arte da Cidade – antiga Pinacoteca Municipal, sob guarda do Centro Cultural São Paulo – CCSP, é um dos mais importantes acervos públicos de arte brasileira. Como em outras coleções institucionais, o número de obras de mulheres artistas no acervo é indicativo, ou seja, desigual, desproporcional entre artistas dos sexos masculino e feminino. Assunto que tem despertado atenção de algumas instituições e que vem adensando o debate em torno dessas questões.

Nesse sentido, a exposição “Arte tem gênero? Mulheres na Coleção de Arte da Cidade” destaca a produção artística contemporânea de mulheres presentes no acervo do CCSP. A mostra, organizada simplesmente em função de gênero, propõe que o público responda a indagação a partir das obras expostas de Ana Maria Tavares, Carmela Gross, Célia Euvaldo, Dora Longo Bahia, Jac Leirner, Lydia Okumura, Lygia Pape, Nazareth Pacheco, Regina Silveira, Regina Vater, Rosana Paulino, entre outras.

.

.

A mostra fica no Piso Flávio de Carvalho e pode ser visitada gratuitamente de terça a sexta, das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Não há necessidade de retirada de ingressos. Saiba mais: http://bit.ly/2JNaJZD

10 de agosto a 9 de outubro
Centro Cultural São Paulo – CCSP
Rua Vergueiro, 1000, 01504-000 São Paulo
Gratuito

> Programação completa do Centro Cultural: http://centrocultural.sp.gov.br/site/

.

Mostra Mulheres Cineastas Latino-Americanas:

De 07 de agosto a 26 de setembro, o Sesc Vila Mariana promove uma programação especial, com enfoque no cinema latino-americano dirigido por mulheres. Durante o período, todas as quartas-feiras, às 20h, no auditório da unidade, serão exibidos, gratuitamente, oito filmes de diversos países, que retratam temas que vão desde conflitos e dramas familiares até questões socioculturais, como gênero, sexualidade, racismo, preconceito, violência e desigualdade social. Haverá ainda um bate-papo com a cineasta venezuelana Mariana Rondón (07/08 às 21h30) e o curso “Mulheres Cineastas Latino-Americanas”, com a professora e pesquisadora de cinema, Daniela Gillone.
 
A “Mostra Mulheres Cineastas Latino-Americanas” tem como objetivo ampliar o acesso a obras cinematográficas realizadas por mulheres de países da América Latina, entre eles: Venezuela, Argentina, Uruguai, Peru e Brasil, visando não só difundir o cinema produzido nesses países, mas também trazendo o olhar para produções contemporâneas de autoria feminina do cinema latino-americano.
.
.
Exibições
De 08 de agosto a 29 de setembro, quartas-feiras, às 20h
Local: Auditório (128 lugares)
Não recomendado para menores de 14 anos
Grátis
Retirada de ingressos com 1h de antecedência na Central de Atendimento do Sesc Vila Mariana.

.

15/8 – Postais de Leningrado (Direção: Mariana Rondón, Venezuela, 2007, 14 anos, 90 min., COR)
Marcela, interpretada por Greisy Mena, é uma jovem guerrilheira que está grávida e precisa dar à luz na clandestinidade. O problema é que sua filha seria a primeira criança a nascer no Dia das Mães e sua imagem estaria em todos os jornais venezuelanos daquele dia. Por conta disso, ambas são obrigadas a fugir.22/8 – Praça Paris (Direção: Lúcia Murat, Brasil, 2017, 14 anos, 110 min., COR)
Glória, interpretada por Grace Passô, é uma ascensorista com um histórico familiar bastante agressivo. Já Camila, interpretada por Joana de Verona, é uma jovem psicanalista portuguesa que vive no Rio de Janeiro. Camila ao atender Glória se depara com uma realidade bastante violenta.29/8 – Zama (Direção: Lucrecia Martel, Argentina, 2017, 14 anos, 115 min., COR)
No fim do século XVIII, Don Diego de Zama, interpretado por Daniel Gimenez Cacho, é um oficial da Coroa Espanhola que deseja partir para Buenos Aires. Após aguardar por muito tempo uma carta do rei com sua transferência, desiste de esperar e junta-se a um grupo de soldados à caça de um perigoso bandido.5/9 – Tanta Água (Direção: Leticia Jorge e Ana Guevara, Uruguai, 2013, 14 anos, 70 min., COR)
Nas férias de verão, Alberto, interpretado por Nestor Guzzini, planeja uma viagem com seus dois filhos, com os quais não convive desde que se separou da mãe deles. Mas, ao chegar no local escolhido, um parque termal, chove sem parar e eles têm de encontrar outras formas de diversão.

12/9 – Casadentro (Direção: Joanna Lombardi, Peru, 2013, 14 anos, 87 min., COR)
Em uma província peruana, a senhora Pilar, interpretada por Elide Brero, vive com suas empregadas e a cadela Tuna. A rotina dessas mulheres é pacífica, sem grandes surpresas. Um dia, no entanto, uma das filhas de Pilar chega acompanhada dos filhos e marido, afetando a dinâmica pacata da casa.

19/9 – Pela Janela (Direção: Caroline Leone, Brasil e Argentina, 2018, 14 anos, 87 min., COR)
Rosália, interpretada por Magali Biff, é uma operária de 65 anos que após dedicar sua vida ao trabalho em um fábrica de reatores da periferia de São Paulo é demitida. Seu irmão resolve então levá-la com ele em uma viagem de carro até Buenos Aires. Na viagem, Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido que a transformará.

26/9 – Baronesa (Direção de Juliana Antunes, Brasil, 2017, 14 anos, 73 min., COR)
O documentário retrata o cotidiano de duas vizinhas que moram na periferia de Belo Horizonte. De um lado, Andreia começa a construir sua casa para se mudar. Do outro, Leid e os filhos estão à espera do marido, que está preso. Em comum, a necessidade de se desviar dos perigos da guerra do tráfico.

Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141, São Paulo – SP
Informações: 5080-3000
sescsp.org.br
Facebook, Twitter e Instagram: /sescvilamariana

.

Niterói – Rio de Janeiro

ESPAÇO CULTURAL CORREIOS NITERÓI apresenta QUARTO DE HIPÓLITA

Exposição de arte reflete sobre a construção de estereótipos femininos a partir da brincadeira de boneca. Trabalhos de Júnia Azevedo com curadoria de Lia do Rio ficam em exibição de 7 de julho a 8 de setembro.

or que a representação do feminino está associada à fragilidade e delicadeza? Como se constroem esses estereótipos no indivíduo? Que mensagens passamos à criança ao entregar em suas mãos uma boneca Barbie ou um tanque de guerra? Essas são algumas das questões propostas por Júnia Azevedo na exposição individual “Quarto de Hipólita”, que entra em cartaz no Espaço Cultural Correios Niterói. A mostra, com curadoria de Lia do Rio, acontece de 7 de julho a 8 de setembro de 2018, com entrada franca.

.

.

Na exposição, bonecas do tipo Barbie modificadas enfrentam situações dramáticas, duras e cruéis, bem longe do mundo de fantasia proposto pela indústria de consumo. Serão exibidas cerca de 30 obras, entre objetos e vídeo, que refletem sobre beleza, moda, comportamento, consumismo etc., convidando a um “desprincesamento” da menina. “Não se trata de uma proposta de brinquedos para as crianças, mas de uma reflexão sobre a construção do imaginário feminino por meio das brincadeiras infantis”, explica ela. A mostra inclui uma série de fotos, criadas em parceria com o fotógrafo Diogo Calil, nas quais as bonecas são inseridas em ambientes da vida real. O nome da exposição faz referência a Hipólita, mítica rainha amazona, lendária por sua força e valentia nas guerras da antiguidade grega.

.

.

“Júnia nos transporta a um universo onde o lúdico e a ficção se fundem, permeados de símbolos e lembranças de infância. As bonecas nos convidam a entrar num estranho jogo entre o real e o imaginário”, conta Lia do Rio. O trabalho artístico é um desdobramento do livro O Ser-se, lançado por Júnia em 2014. O romance aborda a reconstrução da identidade de uma mulher impulsionada pelo processo de psicanálise após uma crise existencial. As reflexões do livro ganharam corpo por meio da intervenção em bonecas. Desde 2015, o fotógrafo Diogo Calil aportou no projeto, desdobrando o trabalho num inusitado projeto fotográfico.

.

.

SERVIÇO

Exposição
Quarto de Hipólita
Artista: Júnia Azevedo
Curadoria: Lia do Rio
Fotos: Diogo Calil
Iluminação: Carlos Lafert
Abertura: 7 de julho (sábado), às 15h (encerramento às 18h)
Período expositivo: 07/07 a 08/09/18
Visitação: de segunda a sábado, das 11h às 18h (exceto feriados)
Local: Espaço Cultural Correios Niterói
Endereço: Av. Visconde do Rio Branco, 481- Centro (em frente à estação das barcas) – Niterói
Entrada franca
Tel.: 21 2622-3200
www.correios.com.br

..

São Paulo/SP

Aniversário de um ano da Erdinger Hütt’

No aniversário de um ano, Erdinger Hütt’n faz festa com foodtrucks, show de rock e dança alemã, além de exposição com carros clássicos da Mercedes.

Evento acontece no dia 11 de agosto no restaurante Erdinger Hütt’n – em frente ao São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, entre 12h e 18h.

Para comemorar o seu primeiro aniversário, o Erdinger Hütt’n irá realizar uma festa no dia 11 de agosto do 12h às 18h (no dia do evento não será feita reservas de mesa). O restaurante “cabana” terá uma programação especial na data, com comidas típicas alemãs e foodtrucks. Além disso, terá show da banda Apple Rock, espaço kids, apresentação do grupo de danças folclóricas alemãs, Edelweiss, exposição com carros clássicos da Mercedes-Benz e sorteio de kits de cervejas. Entre os food trucks que estarão presente, o Muy Amigo, de comida argentina, traz seu Monumental de Nunez III (dois hambúrgueres de angus 120g no pão cervejinha especial, duplo queijo, tomate, alface, pimentão americano, maionese caseira e molho chimichurri) por R$35. O Dream Churros e o Burguer Express também marcam presença.

.

.

O diferencial do restaurante já começa em sua estrutura: a casa viajou mais de 10.000 km até chegar ao Brasil e traz em sua estrutura de madeira, marcas de experiências vividas por vários povos de várias culturas. O espaço tem decoração rústica e intimista que remete ao clássico ambiente alemão, que somada a pouca iluminação, traz aconchego e conforto. Localizado em frente ao São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, o conceito é desenvolvido a partir de um autêntico Hütt´n (cabana em alemão), com cerca de 100m², onde é possível perceber em todos os detalhes, a preocupação da marca em traduzir a importância da cerveja e da gastronomia para os Bávaros.

Serviço

Aniversário Erdinger Hütt’n
Data: 11/08/2018

Horário: 12h-18h
Endereço: Rod. dos Imigrantes, km 1,5 – Ao lado do São Paulo Expo: Entrada pelo Viaduto Matheus Torloni – Vila Água Funda
Estacionamento Gratuito
Possui acessibilidade para deficientes
Capacidade Total: 200 pessoas
Wi-Fi Disponível
Área para Fumantes
Telefone: (11)  94710-4425
Site: http://bierwein.com.br/erdingerhuttn

.

.

.

Anúncios