Leitura de folhas de coca em caminhadas no Peru

Novidades nas caminhadas do Mountain Lodges of Peru buscam aproximar viajantes da cultura tradicional.

 

 

Aventura pelo Vale de Lares passa a incluir ritual de leitura de folhas de coca. Trekking de Salkantay agora visita Pedra da Lua e projeto social Yanapana. 

Os roteiros mais originais para praticar ecoturismo entre Cusco e Machu Picchu dormindo em lodges refinados acabam de ganhar novidades. A aventura pela Rota de Lares e o Trekking de Salkantay da grife Mountain Lodges of Peru passam a proporcionar uma imersão maior dos viajantes na cultura tradicional e na gastronomia dos povos descendentes dos incas.

 

 

Antes desconhecida, a Pedra da Lua agora abre a Trilha de Salkantay

No caso da Caminhada de 7 dias de Salkantay, que em outubro está sendo vendida pelo preço mais baixo do ano para quem quiser viajar no mês de novembro, a mudança aconteceu na programação do primeiro dia. A expedição passa a visitar o sítio arqueológico de Quillarumiyoc, cujo nome quer dizer Pedra da Lua, em quéchua. Pouco conhecida dos turistas, essa rara preciosidade da cosmologia inca é uma misteriosa escavação em granito com a forma de uma lua que parece ter sido feita a laser.

 

 

Colhendo na horta e comendo fresca a boa comida peruana

O início da semana de trekking por Salkantay também ganhou a inclusão de uma visita à base da Yanapana, instituição sem fins lucrativos onde pode-se conhecer a ONG de responsabilidade socioambiental do Mountain Lodges of Peru para melhorar a qualidade de vida das populações carentes. A imersão continua com a parada na comunidade de El Pedregal, onde os viajantes têm uma experiência gastronômica ímpar ao experimentar as receitas da senhora Elizabeth feitas com alimentos frescos produzidos nas propriedades rurais de anfitriões como o Sr. Marcos – que se orgulha de apresentar sua horta orgânica e de mostrar suas técnicas agrícolas seculares.

 

 

Uma imersão mais intensa na comunidade de tecelãs de Choquecancha

Já a Rota de Lares, que pode ser feita em 5 ou 7 dias e agrada em especial a pessoas que preferem caminhadas mais curtas e programas culturais, foi aperfeiçoada para proporcionar ainda mais interações com os povos dos Andes. No pueblo de Choquecancha, os viajantes agora passam mais tempo na comunidade de tecelãs tradicionais, visitando o ateliê e saindo para caminhar com a líder Maria Quispe para colher plantas selvagens, algumas comestíveis, outras úteis no processo de tingimento dos tecidos.

 

 

Leitura de folhas de coca: experiência de um oráculo andino

Outra novidade da parada em Choquecancha passar a ser a opção de uma experiência de leitura das folhas de coca. O produtor rural Valentim T’ito se voluntaria a traduzir a mensagem mística dessas plantas consideradas sagradas para os povos andinos, como quem lê um tarô. Na crença local, apenas alguns privilegiados recebem este poder originário dos “apus”, os espíritos das montanhas. É para eles que os viajantes pedem licença antes de se aventurar nas trilhas do Peru.

 

 

 

Sabores Nativos são destaque de novo filme do Mountain Lodges of Peru

Native Flavours é o novo vídeo da webserie Stories from Within, que narra histórias dos bastidores das jornadas do Mountain Lodges of Peru. O mais recente filme do canal da empresa no YouTube apresenta os sabores locais sob o olhar de Jeremy Peñaloza, chef de cozinha dos restaurantes dos hotéis El Mercado e El Retablo, em Cusco, que pertencem ao Mountain Lodges of Peru. Para assistir, basta acessar o vídeo abaixo:

 

 

 

 

.